Share

Conheça 20 ideias de pequenos negócios que deram certo

16 de agosto 2023, 16:00

Empresária conduzindo pequeno negócio em pé através do notebbok
3/5 - (1 vote)

Você já deve ter lido ou ouvido sobre ideias de pequenos negócios que deram certo e ficaram gigantes.

Um exemplo famoso é o do Facebook, que começou como um projeto universitário para integrar colegas de aula em Harvard e se tornou um conglomerado com faturamento superior a US$ 100 bilhões.

Não é preciso mirar tão alto, mas dá para se inspirar e acreditar que você também pode ter sucesso ao se tornar um empreendedor de pequenos negócios.

Se tem esse sonho, preparamos um texto para ajudar. Avance na leitura e descubra os segredos dos pequenos empreendimentos de sucesso.

Leia também:

Plano de negócios: aprenda o que é, como montar e modelos para fazer

Gestão de Negócios: o que é, importância e especializações

Negócios que faltam no Brasil: veja 15 inovações para investir

20 ideias de pequenos negócios rentáveis

As histórias dos pequenos negócios que prosperaram têm alguns pontos em comum, aos quais todo empreendedor precisa estar atento.

Um deles é que, para se destacar, muitos investiram em modelos de negócio novos.

Inclusive, alguns totalmente disruptivos.

Por outro lado, é muito difícil criar algo novo quando não se tem tanto tempo e recursos para investir.

Assim, o mais importante é investir em um negócio com o qual você se identifique.

Outro elemento muito importante é a capacidade de seguir em frente apesar das adversidades que certamente vão surgir.

Ou seja, para ter lucro em pequenos negócios, é preciso ser muito resiliente até que os bons resultados se consolidem.

Confira a seguir algumas ideias que você pode explorar com pouco investimento, a maioria 100% online.

1. E-commerce

Para iniciar um e-commerce, comece pesquisando um nicho de mercado lucrativo.

O próprio Google pode ajudar nessa tarefa.

É fundamental também criar uma marca e um nome de domínio personalizados, que serão usados na plataforma de comércio eletrônico da sua loja online.

Procure trabalhar com fornecedores confiáveis e tenha opções de pagamento e envio o mais variadas quanto possível.

Não menos importante, desenvolva uma estratégia de marketing digital para promover sua loja e monitore constantemente seu desempenho para fazer ajustes necessários.

2. Dropshipping

Aqui está um dos melhores pequenos negócios para começar sem investir muito.

O dropshipping é uma modalidade de e-commerce que se caracteriza pelo fato de o vendedor atuar apenas como o meio campo entre o cliente e o fornecedor – já que você não precisa adquirir os produtos antes e cuidar da logística.

Assim, um bom atendimento é essencial nesse tipo de comércio eletrônico.

A dica de ouro é repassar os pedidos para o fornecedor o mais rápido possível, já que ele será responsável pelo envio direto ao cliente.

Outra dica é se concentrar no marketing de relacionamento com o cliente para impulsionar as vendas e garantir uma experiência positiva.

3. Tradução

Diferentemente do e-commerce, no ramo da tradução, a experiência é fundamental.

Comece criando um portfólio com exemplos de seu trabalho e promova seus serviços por meio de um site profissional, redes sociais e contatos profissionais.

Um modelo que pode ser explorado é o de agência, no qual você funciona como um “hub” conectando tradutores, empresas e clientes pessoa física.

Sem dúvida, uma boa oportunidade de se tornar empreendedor de pequenos negócios.

4. Marketing de afiliados

A vantagem do marketing de afiliados é explorar marcas, produtos e serviços que já são bem-sucedidos.

Dessa forma, você já pula algumas etapas, podendo começar já se inscrevendo em programas de afiliados.

Para vender, você vai precisar criar um blog ou site para promover os produtos e serviços com conteúdo de qualidade e direcionado, usando estratégias de SEO.

Promova seus links afiliados usando marketing de conteúdo, mídias sociais e campanhas de e-mail.

Sempre acompanhando suas conversões e otimizando suas estratégias de marketing continuamente.

5. Desenvolvimento de sites

Para quem tem habilidades em design web e programação, o nicho de desenvolvimento de sites tem sempre boas oportunidades.

Para ficar conhecido, você precisará criar um portfólio com exemplos de sites que você desenvolveu.

Lembre-se de promover seus serviços em redes sociais e diretórios online, estabelecendo preços competitivos, cuidando sempre do suporte ao cliente.

Construa relacionamentos por meio de estratégias de fidelização, entregando projetos dentro do prazo.

6. Consultoria

Mulher conduzindo um pequeno empreendimento na sala de reunião
A consultoria pode ser uma boa deia de pequeno negócio, pois existem algumas possibilidades na área

Uma consultoria pode ser um bom negócio, pois permite que você utilize suas habilidades e conhecimentos especializados para ajudar os clientes a resolverem problemas e alcançarem seus objetivos.

Você pode oferecer serviços personalizados, trabalhar remotamente e ter flexibilidade de horários.

Além disso, a demanda por consultoria em diversas áreas é alta e você pode cobrar honorários competitivos quando tiver uma reputação consolidada e casos de sucesso para mostrar.

Algumas das possibilidades nessa área são:

  • Imagem pessoal
  • Finanças
  • Organização e produtividade
  • Esportes
  • Bem-estar
  • Saúde.

Não faltam empreendedores de sucesso que construíram sua carreira como consultores.

Você pode encontrar boas ideias de pequenos negócios que deram certo nessa área, inclusive, no nicho que deseja atuar.

7. Loja de roupas e acessórios vintage

O varejo sempre tem espaço para o empreendedor de pequenos negócios em busca de crescimento.

Isso porque 61% dos brasileiros compram mais pela internet do que em lojas físicas, como mostra um estudo publicado pelo portal G1.

Uma boa opção nesse mercado é o de roupas e acessórios vintage, aproveitando o hype gerado pela onda retrô.

É uma opção de produto sempre disponível, que pode ser vendido depois de ser recondicionado, proporcionando altas margens.

8. Design gráfico

Se você tem uma expressão criativa e gosta da flexibilidade de trabalho remoto, então talvez a área do design gráfico seja para você.

Você poderá trabalhar em uma grande variedade de projetos, atendendo a setores dos mais variados nos segmentos B2C e B2B.

Essa é uma área com grande potencial de crescimento profissional e financeiro, além da possibilidade de construir uma carteira diversificada e trabalhar com clientes internacionais.

Isso tudo justifica a presença do design gráfico em nossa lista de pequenos negócios lucrativos.

9. Cursos online

Uma pesquisa da Global Market Insights (em inglês) revela que o mercado global de e-learning deverá valer US$ 375 bilhões até 2026.

É a sua chance de crescer, impulsionado pela demanda por aprendizado flexível e on demand.

Aproveite aquela habilidade que você já tem e organize o seu conhecimento na forma de curso online para lucrar com o seu talento.

Use para isso plataformas como Prezi, SlideShare e Canva.

10. Loja de produtos gourmet

Você sabia que, entre 2023 e 2028, o mercado de sal gourmet deve aumentar em 4,2%, passando de US$ 1,77 bilhões para US$ 2,17 bilhões em faturamento?

Esse é só um exemplo que evidencia o potencial de um mercado que às vezes passa batido mas que está voando, o de produtos gourmet.

Uma boa opção nesse caso é o sistema de franquias, em que você começa com uma loja explorando uma marca já conhecida, aproveitando toda a expertise de um modelo já consolidado.

11. Agência de marketing digital

Outra possibilidade promissora é o segmento de agências de marketing digital.

De acordo com um relatório da EMR (em inglês), o mercado nesse nicho deve aumentar em 13,1% entre 2023 e 2028.

Logo, o aumento da demanda por estratégias de marketing online mostra que há um grande potencial de crescimento nesse setor.

E não custa lembrar que muitas agências começam assim, como pequenos empreendimentos.

12. Coaching ou mentoria online

O segmento de coaching e mentoria também cresce a olhos vistos.

Em certos nichos, como o de esportes, o mercado está ainda mais aquecido, com crescimento previsto de 5,8% até 2027.

Para empreender nessa área, é essencial desenvolver habilidades de comunicação e construir uma presença online sólida.

Além disso, é preciso criar um programa estruturado de treinamentos, que deverão ser promovidos por meio do marketing digital.

13. Produtos para pets

Jovem atendendo casal em seu pequeno negócio
Produtos para pets pode ser uma boa ideia de pequenos negócios lucrativos

O mercado de produtos pet está em constante crescimento, com um aumento crescente no gasto com animais de estimação.

O Brasil é o segundo maior mercado do mundo para esse tipo de artigo.

Para empreender nesse setor, crie uma marca única, o que é fundamental para se destacar e ganhar visibilidade em um nicho com grande apelo emocional.

Estabeleça parcerias com fornecedores confiáveis e monte uma loja online atraente, promovendo-a digitalmente sem deixar de lado a excelência no atendimento.

14. Criação e venda de artesanato

A produção e venda de artesanato é outro nicho em crescimento no Brasil.

A Etsy, por exemplo, um dos principais marketplaces de artesanato do mundo, conta com mais de 95 milhões de clientes ativos (em inglês).

É nessa plataforma que você pode começar criando uma loja online, que pode ser também em outras plataformas como a Elo7 ou o Mercado Livre.

Uma estratégia que sempre funciona nesse nicho é exibir os produtos com fotos profissionais e descrições que expliquem como foi feito.

Promova seu trabalho nas redes sociais e participe de grupos e comunidades online relacionadas ao artesanato.

15. Desenvolvimento web e design de sites

O ramo de desenvolvimento web e construção de sites pode começar como tantos outros pequenos empreendimentos e ir crescendo com o tempo.

Ganhar dinheiro desenvolvendo sites é uma oportunidade lucrativa, especialmente com o crescimento contínuo do comércio eletrônico.

Afinal, o número de usuários de internet globalmente não para de aumentar, passando de 4,9 bilhões para 5,3 bilhões de 2021 para 2022 (dados em inglês).

Para aproveitar essa demanda, é necessário desenvolver habilidades de webdesign e programação.

Você pode começar criando seus próprios sites, que farão parte do seu primeiro portfólio.

Plataformas freelancers como Upwork e Freelancer são indicadas para promover os serviços, que podem ser cobrados por hora ou por projeto.

16. Produtos de beleza, cosméticos e fitness

Outro mercado robusto e promissor no Brasil é o de cosméticos e beleza, além dos produtos fitness.

Segundo a Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos (ABIHPEC), o setor movimentou cerca de R$ 122,4 bilhões em 2020.

Por ser um setor em que a moda dita os rumos do mercado, certos canais digitais parecem ser indispensáveis.

O Instagram, por exemplo, é uma rede social que não pode faltar em uma estratégia de marketing.

Vale também buscar parcerias com influenciadores digitais, nunca deixando de prestar atenção às tendências desse mercado que está em constante movimento.

17. Assistência virtual ou secretariado remoto

O serviço de assistência virtual ou secretariado remoto é uma solução para empresas e empreendedores que buscam suporte administrativo e organizacional à distância.

Para vencer nesse segmento, é essencial desenvolver uma abordagem estratégica, já que a concorrência é alta.

Identifique suas principais habilidades e expertise para oferecer serviços especializados.

Construa uma presença online profissional, destacando suas competências, divulgando depoimentos de clientes satisfeitos.

Utilize estratégias de marketing digital para promover seus serviços e estabelecer conexões com potenciais clientes, destacando a confidencialidade do trabalho realizado.

18. Produtos ecológicos e sustentáveis

O mercado de produtos sustentáveis no Brasil está em franca expansão, impulsionado pelo aumento da conscientização ambiental e da demanda por opções mais sustentáveis.

Segundo a Associação Brasileira de Embalagem (ABRE), 95% dos brasileiros preferem comprar de marcas que investem em sustentabilidade.

Uma característica desse nicho é que ele se subdivide em segmentos específicos, de moda a produtos de limpeza, abrindo muitas possibilidades para empreender.

Vale apostar em certificações, como o selo Eureciclo ou Orgânico Brasil, que sempre agregam valor aos pequenos negócios.

Invista em marketing sustentável, destacando os benefícios ambientais e a transparência da cadeia produtiva, enfatizando as emissões de carbono neutralizadas.

19. Gestão de redes sociais

As redes sociais têm uma audiência massiva e são uma excelente plataforma para iniciar um pequeno negócio como social media, ou gestor de redes sociais.

Só em redes como Facebook e Instagram, o número global de usuários já ultrapassa as 4,66 bilhões de pessoas.

Antes de começar, você vai precisar aprimorar suas habilidades em gerenciamento de redes sociais, até que possa formar um portfólio de trabalhos anteriores.

cursos online gratuitos para quem está dando os primeiros passos, como os da Kultivi e Udemy.

20. Escrita e edição de conteúdo online

Como redator web, empreender por conta própria na escrita de textos com foco em SEO e SEM é mais uma oportunidade para iniciar no mundo dos pequenos negócios.

Para isso, é fundamental dominar técnicas de otimização para mecanismos de busca e publicidade online, criando conteúdo de qualidade e relevante.

Assim como em outros nichos online, construa um portfólio diversificado, promovendo seus serviços em plataformas freelancers.

Não menos importante, aprimore constantemente suas habilidades de escrita para se destacar, reservando algum tempo para a leitura de gêneros variados.

Como nascem os pequenos negócios?

Jovem empreendedor conduzindo pequenos negócios através do notebook e telefone
O que aprendemos com ideias de pequenos negócios que deram certo

As ideias de pequenos negócios que deram certo mostram que, para ter sucesso, o mais importante é saber aproveitar as oportunidades.

No Brasil, onde o empreendedorismo por necessidade ainda é muito presente, é preciso ter ainda mais cuidado para não deixar passar a chance de decolar em nichos com potencial.

Em muitos casos, o que parece ser um segmento sem futuro é onde está o “ouro”, enquanto nichos que podem estar “bombando” hoje amanhã podem minguar.

É essencial, portanto, ter um olhar muito atento às tendências, de modo a pegar a onda no momento em que ela está começando a se formar.

Dicas para criar pequenos negócios lucrativos

Por melhor que seja uma ideia de negócio, não há empreendimento que sobreviva sem um planejamento que o proteja dos muitos riscos do mercado.

Tenha certeza de que, ao colocar um negócio na praça, o que mais você terá são concorrentes lutando pelos mesmos clientes que você.

Isso para não falar dos custos associados, tais como impostos, salários, compra de insumos, matérias-primas e mercadorias, para ficar só nos mais básicos.

Veja então como criar um negócio lucrativo e de que maneira se preparar até que ele comece a gerar lucro de verdade.

Tenha um bom plano de negócio

O plano de negócios é a base para o sucesso de um empreendimento, online ou não.

É nele que são definidos os objetivos, estratégias e recursos necessários, além de identificar possíveis desafios e oportunidades.

Também ajuda a estabelecer um caminho sólido para o crescimento e desenvolvimento do negócio, auxiliando na tomada de decisões e mapeamento de processos.

É uma ferramenta valiosa para atrair investidores, obter financiamento e comunicar a visão e o modelo de negócios para stakeholders internos e externos.

Logo, o planejamento adequado é essencial para minimizar riscos e maximizar as chances de sucesso.

Foque na experiência dos clientes

De acordo com a PwC (em inglês), 73% dos consumidores afirmam que uma boa experiência é um fator decisivo para sua decisão de compra.

Essa estatística destaca a importância de proporcionar uma experiência positiva e satisfatória aos clientes, já que influencia diretamente seu comportamento de compra.

É fundamental, portanto, investir em estratégias que aprimorem a experiência do cliente, como atendimento personalizado, processos eficientes e produtos de qualidade.

Isso vale principalmente para os negócios de pequeno porte, que ainda precisam consolidar sua marca e reputação.

Tenha uma estratégia de marketing digital

Segundo a Wordstream (em inglês), 55% de todas as ações de marketing que se fazem hoje são digitais.

Não dá para pensar em ter sucesso nesse contexto sem lançar mão de estratégias que posicionem um negócio com destaque nos motores de busca e nas redes sociais.

Nesse sentido, procure encontrar o canal certo para divulgar seus produtos ou serviços, considerando o perfil do seu cliente.

Para certos negócios, algumas redes sociais vão funcionar melhor do que outras.

Busque também explorar conteúdos em blogs em uma estratégia cruzada com as de social media, em que um canal pode servir de veículo de promoção para o outro.

Crie um diferencial

Pequenos negócios lucrativos só deixam de ser pequenos quando as pessoas passam a ver nele algo que não encontram nos que já existem.

Essa pode ser a parte mais trabalhosa, mas é a que faz tudo valer a pena.

Afinal, diferenciar-se é sempre o primeiro passo para o crescimento.

Para isso, vale investir mais tempo conhecendo o mercado, mapeando lacunas e identificando os pontos fracos dos concorrentes para “chegar chegando”.

Conclusão

Toda grande empresa deu seus primeiros passos de forma parecida com milhares de outros pequenos negócios.

Não há receita de bolo para o sucesso, mas as que não ficaram para trás se diferenciam por dois fatores: planejamento e resiliência.

Outro diferencial é a informação, afinal, empreendedor bem informado conhece melhor os riscos e as oportunidades que o mercado oferece.

Para isso, continue lendo os artigos do blog da FIA, escritos e revisados pelo nosso time de especialistas em empreendedorismo e negócios.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

SEM TEMPO PARA LER AGORA?
Fazer download do PDF
Sobre a FIA Business School:

Com um olhar sempre no futuro, desenvolvemos e disseminamos conhecimentos de teorias e métodos de Administração de Empresas, aperfeiçoando o desempenho das instituições brasileiras através de três linhas básicas de atividade: Educação Executiva, Pesquisa e Consultoria.

CATEGORIAS
  • Categorias

POSTS EM DESTAQUE
FIQUE POR DENTRO!