Share, , Google Plus, Pinterest,

Posted in:

Plano de Marketing: o que é, etapas, como elaborar e exemplos

Plano de Marketing: o que é, etapas, como elaborar e exemplos

Um bom plano de marketing guia marcas e empresas para diferentes objetivos.

Seja naquela que está iniciando suas atividades ou mesmo quando já tem certo tempo de mercado, mas não atinge os resultados esperados, esse é instrumento obrigatório.

Afinal, estamos falando de uma ferramenta vital para o sucesso de qualquer negócio e que tem tudo a ver com estratégia, gestão e previsibilidade.

No entanto, mais do que contar com esse tipo de planejamento, é preciso saber como colocá-lo em prática e realizar adaptações sempre que necessário.

Se você se interessa sobre o tema e deseja conhecer um pouco mais a respeito dele, veja os tópicos que serão abordados neste artigo:

  • O que é um plano de marketing?
  • Qual é o objetivo de um plano de marketing?
  • Como funciona um plano de marketing?
  • Qual é a importância de fazer um plano de marketing?
  • Quais são as 3 etapas do plano de marketing?
  • Quando elaborar um plano de marketing?
  • Vantagens de elaborar um plano de marketing
  • Como elaborar um plano de marketing?
  • Exemplos de empresas com bons planos de marketing.

Acompanhe o conteúdo até o final, descubra a importância de contar com um bom plano de marketing e como fazer para montar o seu.

Boa leitura!

O que é um plano de marketing?

Plano de Marketing: o que é, etapas, como elaborar e exemplos
O que é um plano de marketing?

Plano de marketing é um guia que serve para nortear as ações do setor com a missão de alcançar os objetivos propostos e colaborar para o crescimento da empresa.

Em outras palavras, ele é um documento que reúne todas estratégias de marketing que serão realizadas durante determinado período.

Na ferramenta, estão presentes indicadores, análises, dados estatísticos, pesquisas de mercado, objetivos e muitas outras informações relevantes que ajudam a apontar caminhos para a organização em questão.

Ou seja, o plano de marketing é um recurso estratégico de gestão, que alinha metas mais amplas com a capacidade operacional de cada área do negócio.

Qual é o objetivo de um plano de marketing?

Plano de Marketing: o que é, etapas, como elaborar e exemplos
Qual é o objetivo de um plano de marketing?

Um plano de marketing serve para que o gestor tenha uma visão estratégica do negócio e possa atingir seus objetivos com maior controle e previsibilidade.

Por meio desse guia, é possível definir o que será feito, como essas ações vão ser implementadas, em quais canais, gastando quanto e de que maneira os resultados serão medidos.

Esse é o propósito geral de qualquer plano de marketing.

No entanto, a partir dessa premissa básica, é possível traçar outros alvos conforme a realidade da empresa.

Uma organização que está abrindo suas portas, primeiramente, vai querer captar leads e clientes.

Em um segundo momento, vai desejar criar um relacionamento com eles e buscar algum tipo de fidelização.

Por outro lado, um negócio que já está consolidado pode almejar um reposicionamento no mercado e uma maior humanização da marca, por exemplo.

Concluímos, então, que o objetivo específico de um plano de marketing pode mudar de empresa para empresa, e o mais importante: ele não deve ser protocolar ou estático.

Ele precisa ser colocado em prática e ser revisado constantemente para constatar se continua seguindo o seu propósito ou se alterações devem ser feitas.

Como funciona um plano de marketing?

Plano de Marketing: o que é, etapas, como elaborar e exemplos
Como funciona um plano de marketing?

Um plano de marketing funciona como um guia tático e estratégico de uma empresa.

Nele, é possível detalhar todas as ações a serem implementadas em seus respectivos prazos e quais agentes serão responsáveis por cada etapa.

Mas, mais do que estabelecer um cronograma completo de atividades, esse documento também tem o papel de entregar resultados.

Por isso, conta com fases de planejamento, implementação e avaliação – as quais vamos detalhar mais à frente neste artigo.

O propósito é oferecer condições para a companhia atingir as metas estipuladas dentro da sua realidade financeira e no prazo correto.

Qual é a importância de fazer um plano de marketing?

Plano de Marketing: o que é, etapas, como elaborar e exemplos
Qual é a importância de fazer um plano de marketing?

Não é novidade para ninguém que a pandemia da Covid-19 trouxe impactos financeiros severos às empresas e à sociedade como um todo.

Isso fez com que as companhias, de modo geral, tivessem que alocar seus recursos de maneira ainda mais inteligente e fossem mais certeiras em seus investimentos.

Ou seja, as áreas de planejamento e estratégia passaram a ocupar um papel imprescindível nas organizações, e é justamente aí que entra a importância do plano de marketing.

Principal aliado em momentos difíceis, o marketing foi um dos poucos setores que manteve o seu protagonismo na crise.

Isso vale sobretudo para o marketing digital, que exige um aporte inicial mais baixo, permite um acompanhamento mensurável e traz resultados mais concretos.

O levantamento Estratégias de Marketing Digital 2021, feito pela Adaction, apontou que 76,19% dos gestores planejam aumentar o investimento na área.

A pesquisa também revelou que o marketing digital já supera 50% dos investimentos em campanhas devido à sua maior eficiência.

Além disso, segundo o Panorama PMEs, 85,6% das empresas indicaram o marketing de conteúdo como a principal ferramenta para a retomada dos negócios.

No entanto, 70,9% dos entrevistados também reconheceram que precisam otimizar seus processos de marketing e vendas para obter resultados melhores.

Nesse sentido,investir em planos mais concretos e estruturados pode ser uma boa saída.

Quais são as 3 etapas do plano de marketing?

Plano de Marketing: o que é, etapas, como elaborar e exemplos
Quais são as 3 etapas do plano de marketing?

Agora, vamos detalhar o plano de marketing e as três principais etapas que compõem essa ferramenta.

Acompanhe!

1. Planejamento

É o momento de colocar todas as propostas no papel, não sem antes fazer uma boa análise da sua situação atual.

Uma pesquisa de mercado pode oferecer um panorama interessante, trazendo dados relevantes sobre os concorrentes e seu público-alvo, por exemplo.

Entender quais são as forças e fraquezas do negócio também é fundamental para que estratégias mais acertadas possam ser traçadas.

Para isso, metodologias como a análise SWOT são muito bem-vindas.

Vale ressaltar que a etapa de planejamento é a mais importante.

Afinal, é ela que vai servir de base para as outras duas que estão por vir.

Até por isso, aqui é onde se deve investir mais tempo e atenção por parte dos agentes envolvidos no processo.

Quanto mais detalhada essa fase, melhor.

As informações básicas para a montagem do planejamento incluem:

  • Sumário executivo (resumo do seu plano)
  • Avaliação do cenário
  • Definição do público-alvo das ações
  • Posicionamento no mercado e atuação da marca
  • Classificação de objetivos e estratégias.

2. Implementação

Um plano de marketing não deve se restringir a um documento com páginas e páginas escritas e sem nenhuma aplicação prática.

É por isso que, depois do planejamento, vem a fase de implementação.

Nada mais é do que tirar do papel todas as ideias levantadas no estágio anterior e realizar eventuais correções de rumo.

Caso o dever de casa tenha sido bem feito, essa etapa deve ser cumprida sem grandes problemas.

A partir do que foi definido, é hora de realizar as ações propostas dentro do prazo estipulado, com as ferramentas corretas, pelas pessoas certas e respeitando o orçamento.

Para não deixar passar nenhum detalhe, vale usar a metodologia 5W2H, que ajuda a responder as perguntas mais importantes nessa fase de implementação.

Diante de qualquer adversidade, é aqui também que devem ocorrer adequações e seguir o que foi previsto no planejamento em casos assim.

3. Avaliação

A avaliação é apontada como a última etapa do plano de marketing, mas, na verdade, ela está presente durante todo o processo.

Afinal, a análise das metodologias e dos resultados deve ser periódica para que problemas tenham respostas e soluções rápidas, antes de tomarem uma proporção maior.

A alternativa é, desde o início, lançar mão de instrumentos de marketing mensuráveis, que apontem se as estratégias utilizadas estão atingindo os objetivos esperados.

Existem diversos indicadores que ajudam a trazer dados sólidos sobre esses temas.

O ROI é o mais famoso deles, pois revela a taxa de retorno do investimento feito.

Mas também existem outros, como a taxa de conversão e o custo por clique, por exemplo.

O propósito disso é fazer do seu plano de marketing um guia ainda mais eficiente, permitindo que se tenha uma clareza maior das ações que estão se mostrando positivas e daquelas que não estão.

Quando elaborar um plano de marketing?

Plano de Marketing: o que é, etapas, como elaborar e exemplos
Quando elaborar um plano de marketing?

Existem vários cenários em uma empresa que pedem a elaboração de um plano de marketing.

Desde um caso extremo, como uma pandemia mundial, até uma simples ação sazonal para um evento exigem o planejamento estratégico do marketing.

Afinal, o que todas as companhias querem é ter sucesso no alcance dos seus objetivos, não é?

E isso só pode ser atingido com um plano detalhado e completo.

Não importa também se uma empresa está iniciando suas atividades ou é uma multinacional consolidada.

É irrelevante, da mesma forma, o seu segmento ou o seu tipo de público-alvo.

Diante de todos os contextos, a realidade não muda: um plano de marketing é imprescindível.

Confira exemplos de situações em que esse instrumento é necessário:

  • Lançamento de um novo produto ou serviço
  • Divulgação e criação de peças publicitárias
  • Definição de canais e plataformas para se relacionar com o cliente
  • Montagem de estratégias para buscar um reposicionamento no mercado
  • Mudança de público-alvo e de novos valores defendidos pela marca.

Vantagens de elaborar um plano de marketing

Plano de Marketing: o que é, etapas, como elaborar e exemplos
Vantagens de elaborar um plano de marketing

Caso você ainda tenha dúvidas sobre os benefícios de um plano de marketing, elencamos algumas boas razões para a sua elaboração.

Confira!

Conectar-se com os clientes certos

Um dos princípios básicos de um plano de marketing é fazer um estudo detalhado do cenário apresentado e do perfil do público-alvo que se deseja atingir.

Sendo assim, as chances de se conectar com os clientes certos aumentam bastante.

Maior previsibilidade

Toda ação de marketing pode ter imprevistos.

Um fornecedor que não entrega as peças publicitárias em tempo ou um bug no programa que dispara as newsletters são cenários possíveis.

No entanto, um planejamento que já preveja eventuais problemas e apresente alternativas permite que se tenha uma tranquilidade maior na tomada de decisões.

Economia de tempo e dinheiro

Ainda dentro do tema previsibilidade, um plano de marketing permite elaborar ações já considerando o orçamento disponível e dentro do prazo desejado.

Ou seja, é uma economia de tempo e de dinheiro importante.

Além disso, ajuda na definição de prioridades e na otimização de recursos, o que também é um grande acréscimo nos dois critérios mencionados.

Gestão mais sustentável

Por prever resultados em curto, médio e longo prazo, o plano de marketing faz com que gestores possam gerenciar o crescimento da empresa de forma mais sustentável.

Afinal, com metas mais claras, é possível controlar processos sem a necessidade de alterações bruscas.

Coloca todos os colaboradores na mesma página

O público interno é outro beneficiado com o plano de marketing.

É comum, especialmente em empresas com um quadro de colaboradores maior, ver profissionais confusos quanto aos próximos passos da organização.

Com esse documento, você consegue deixar claro para todos quais são os rumos que o negócio pretende tomar em determinado período.

Como elaborar um plano de marketing?

Convencido a elaborar um plano de marketing?

Só falta, então, entender como fazer isso.

Siga as etapas abaixo, considere a realidade do seu projeto e as metas a ele relacionadas.

Fazendo isso, as chances de ser bem-sucedido aumentam.

1. Comece por uma boa pesquisa de mercado

É preciso estar por dentro da sua realidade.

Para isso, é fundamental realizar pesquisas (quantitativas e qualitativas) de mercado.

Na primeira, você terá acesso a dados como quantidade de concorrentes diretos e indiretos e o contingente do seu público-alvo.

Já na segunda, é possível identificar o comportamento e os hábitos dos seus potenciais clientes.

2. Trabalhe com personas

Mergulhe fundo nas informações a respeito do seu público-alvo.

Essa é a melhor forma de se conectar com ele e atender às suas necessidades.

Criar personas significa desenvolver perfis fictícios baseados em pessoas reais, com hábitos e características que contem quem são os seus clientes.

Assim, você estará muito próximo de atingir o consumidor ideal nas suas ações.

3. Tenha um cronograma bem definido

O segredo para um plano de marketing ideal é o valor das informações.

Quanto mais detalhado for esse documento, com prazos, atribuições e orçamentos bem definidos, menores são as chances de erro.

Um cronograma bem-feito também precisa antever problemas.

Por isso, é sempre vital apresentar alternativas para os mais variados cenários.

4. Seja realista na hora de traçar objetivos

Pensar grande é uma forma de manter um sonho em perspectiva e deixar a motivação em dia.

No entanto, é preciso tomar cuidado na hora de traçar os objetivos com o plano de marketing.

Às vezes, é mais interessante ser realista, entender o status da empresa e ter chances de cumprir uma meta mais pé no chão do que mirar em algo muito além das suas possibilidades de momento.

Exemplos de empresas com bons planos de marketing

Plano de Marketing: o que é, etapas, como elaborar e exemplos
Exemplos de empresas com bons planos de marketing

Grandes empresas, de diferentes segmentos, fornecem cases de sucesso sobre a criação de bons planos de marketing.

Isso só mostra que dois dos segredos para se destacar perante a concorrência são estratégia e planejamento.

Para finalizar as nossas dicas, confira três exemplos que separamos para você e que podem servir de inspiração para o seu negócio.

Airbnb

Tem como principal case de sucesso uma ação implementada em 2017 com a campanha #weaccept.

Na ocasião, os EUA começavam a implementar medidas de restrição à entrada de estrangeiros no país.

Então, o Airbnb utilizou a janela comercial mais nobre dos Estados Unidos – o intervalo do Super Bowl – para dizer ao mundo que valoriza a diversidade e que se comprometia a doar US$4 milhões nos próximos anos para o Comitê Internacional de Resgate.

A ação fez com que a empresa ganhasse a simpatia de milhões de pessoas, que se sensibilizaram com a causa e passaram a associá-la a valores positivos.

Ou seja, um excelente exemplo de humanização das marcas, que pode gerar identificação, engajamento e empatia.

Coca-Cola

A gigante do ramo de bebidas também é uma campeã quando o assunto é plano de marketing.

Repleta de cases de sucesso, a marca se destaca por fazer com que o seu produto remeta a sentimentos bons.

Você pode reparar que, na maioria dos comerciais da Coca-Cola, as pessoas estão sempre felizes, comemorando grandes e pequenas vitórias cotidianas.

Além disso, a marca também busca a personalização das suas ações.

Quem não lembra da campanha com os nomes das pessoas nos rótulos dos produtos?

É um ótimo exemplo de como você pode trazer o público para o seu lado por meio de iniciativas relativamente simples.

Starbucks

Por falar em personalização, nada mais acolhedor do que ser chamado pelo seu nome e tomar um delicioso café, não é mesmo?

O plano de marketing da Starbucks foca no atendimento ao cliente.

Padrão de qualidade mantido em todas as unidades, ambientes perfeitos, de comodidade invejável e um sinal de Wi-Fi estável para aqueles que precisam da internet para trabalhar são alguns exemplos de como cada detalhe faz diferença.

Conclusão

Um plano de marketing serve para estruturar e direcionar as decisões tomadas dentro de uma organização.

A partir dele, é possível diminuir riscos e potencializar ganhos: tudo o que um negócio procura.

E você, acha que está na hora de a sua empresa se destacar perante a concorrência e conquistar os objetivos traçados?

Para conquistar o sucesso profissional que tanto almeja, venha conhecer os cursos da FIA e acesse outros conteúdos sobre gestão em nosso blog!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *