Share, , Google Plus, Pinterest,

Posted in:

Possibilidades de trabalho remoto: vantagens, desvantagens e dicas. Você sabia que o home office é apenas uma das modalidades?

Possibilidades de trabalho remoto: vantagens, desvantagens e dicas. Você sabia que o home office é apenas uma das modalidades?

Você conhece as modalidades de trabalho remoto? Sabia que o Home Office é apenas uma das modalidades?

Com a pandemia causada pelo novo coronavírus, o mercado brasileiro vivenciou um boom nesse formato e, ao que tudo indica, o modelo veio para ficar e possibilitar o formato híbrido na maioria das empresas.

Tanto é assim que a pesquisa realizada pela FEA USP identificou que mesmo após um ano vivenciando a modalidade de trabalho home office, o modelo traz mais satisfação, comprometimento e desempenho, principalmente porque as empresas passaram a oferecer benefícios adicionais e específicos para essa modalidade.

Flexibilidade e equilíbrio entre a vida profissional e pessoal estão entre os principais motivos para quem busca pelo trabalho remoto.

O Home Office é apenas uma das possibilidades de trabalho a distância. Por isso, se você está avaliando as possibilidades de trabalho remoto, continue lendo este artigo e aproveite as dicas para encontrar a vaga ideal para o seu perfil.

Confira os tópicos que preparamos para a sua leitura:

  • O que é trabalho remoto?
  • Quais são as modalidades de trabalho remoto?
  • O trabalho home office no Brasil
  • Quais são os pontos de atenção no trabalho remoto?
  • Exemplos de atividades tipicamente remotas
  • Quais características e habilidades uma pessoa que trabalha remoto deve ter?
    • A autogestão e outras habilidades essenciais
  • Vantagens e desvantagens do trabalho remoto
  • Exemplos de técnicas e ferramentas para o trabalho remoto
  • Como trabalhar remoto sem prejudicar a saúde física?
  • A importância da ergonomia no trabalho remoto, principalmente na modalidade Home Office
    • A escolha da cadeira e mesa para o trabalho remoto
  • A importância da organização e ambientação do local
  • Como deve ser a iluminação do home office ou outro local escolhido para o trabalho remoto?
  • Onde buscar vagas de trabalho remoto integral ou parcial?
  • 7 fatos sobre trabalhar remoto
  • 5 dicas para você trabalhar melhor remotamente
  • Exemplos de empresas que contratam para trabalho remoto
  • Como trabalhar remoto para Amazon?
  • Como trabalhar remoto para Netflix?
  • Como trabalhar remoto para o Google?
  • Como trabalhar remoto para as empresas multinacionais?
  • Dúvidas frequentes sobre trabalho remoto
    • Como encontrar um trabalho remoto?
    • É possível fazer estágio remoto?
    • Posso trabalhar como jovem aprendiz remotamente?
    • Posso trabalhar remoto sem experiência?
    • As empresas fornecem algum auxílio para o trabalho remoto?
    • Quais são as soft skills mais buscadas para o trabalho remoto?

Se o tema é do seu interesse, acompanhe até o final!

O que é trabalho remoto?

Possibilidades de trabalho remoto: vantagens, desvantagens e dicas. Você sabia que o home office é apenas uma das modalidades?
O que é trabalho remoto?

Na prática, trabalho remoto é a possibilidade de os funcionários realizarem suas atividades fora do ambiente físico da empresa.

Confundido sempre com o Home office, que é uma das modalidades de trabalho remoto, o “escritório em casa” pode remeter não apenas à residência, como também ao trabalho executado em qualquer local fora da empresa.

Ou seja, home office significa uma das formas de se trabalhar remotamente.

O trabalho remoto vem conquistando cada vez mais adeptos nos últimos anos, tanto entre as empresas quanto entre profissionais de diversos setores.

E não é à toa que isso acontece.

Trabalhar em casa ou diferentes locais é uma opção que reúne diversas vantagens, em especial para quem mora em uma das metrópoles brasileiras e, por isso, pode residir longe da empresa.

Aderindo ao trabalho remoto, essas pessoas não precisam passar horas no transporte público ou ficar presas em congestionamentos, possuem maior privacidade, além outros benefícios.

Quais as modalidades de trabalho remoto?

Possibilidades de trabalho remoto: vantagens, desvantagens e dicas. Você sabia que o home office é apenas uma das modalidades?
Quais as modalidades de trabalho remoto?

Inicialmente vale destacar que apenas em 2017 a legislação brasileira se posicionou em relação ao trabalho não presencial, trazendo a nomenclatura Teletrabalho para dentro da Convenção Coletiva de Trabalho – CLT, definindo-a como a possibilidade de realizar as atividades profissionais fora da empresa, de maneira parcial ou integral.

Em geral, o teletrabalho ou trabalho remoto, como ficou difundido depois, compreende três formatos:

  • Home Office: as atividades são realizadas na residência do contratado;
  • Centros compartilhados (coworking): as atividades são realizadas em ambientes compartilhados com outras empresas ou pessoas físicas, modalidade que vem crescendo em razão da economia compartilhada e redução de custos fixos empresariais ou pessoais, quando um funcionário escolhe trabalhar de um coworking próximo de sua residência, por exemplo.
  • Híbrido ou Jornada Híbrida: é a flexibilidade entre jornada de trabalho presencial e remota. Provavelmente será a nova realidade na maioria das empresas. As atividades contam com dias presenciais e outros em modalidade remota. É uma forte tendência para o “novo normal”.

Há, ainda, duas nomenclaturas bastante utilizadas no caso das pessoas empreendedoras e autônomas, conhecidas como:

  • Empresário home based: aquele que abre uma empresa com sede na própria residência, são pessoas trabalhando na modalidade home office para si própria.
  • Freelancer ou autônomo: aquele que trabalha por conta própria, atendendo demandas temporárias e específicas, sendo a grande maioria profissionais liberais.

Apesar de não ser modalidade nova de trabalho, o trabalho remoto foi conhecido e difundido em larga escala por conta da pandemia, favorecendo a implantação de coworkings, que são os espaços de trabalho compartilhados.

Em alguns coworkings, é preciso pagar diárias para utilizar as mesas, telefone, internet, banheiros e bebedouros.

Porém, já existem opções gratuitas, que diminuem drasticamente os custos para quem trabalha remotamente.

O trabalho remoto no Brasil

Possibilidades de trabalho remoto: vantagens, desvantagens e dicas. Você sabia que o home office é apenas uma das modalidades?
O trabalho remoto no Brasil

Embora esteja na moda, o teletrabalho ou trabalho remoto não é exatamente uma novidade no Brasil.

Desde a década de 90 já existiam estudos e organizações que tratavam o assunto, um exemplo é a Sociedade Brasileira de Teletrabalho e Teleatividades (SOBRATT), fundada em 1999.

Ainda assim, demorou até sair a regulamentação da modalidade.

Foi apenas em 2017 que viria a ser publicada a Lei 13.467, a qual alterou a CLT e incluiu o trabalho remoto.

Hoje, estima-se que cerca de 7 milhões de pessoas estejam trabalhando remotamente no Brasil, segundo o IPEA.

Além disso, há a expectativa de que a quantidade de trabalhadores a partir de casa aumente, mesmo com o fim da pandemia.

É o que aponta um estudo da Fundação Getúlio Vargas (FGV), segundo o qual é esperado um aumento de 30% no número de trabalhadores remotos quando a covid-19 estiver totalmente sob controle.

Quais são os pontos de atenção no trabalho remoto?

Possibilidades de trabalho remoto: vantagens, desvantagens e dicas. Você sabia que o home office é apenas uma das modalidades?
Quais são os pontos de atenção no trabalho remoto?

Nas modalidades de trabalho remoto, a atividade pode se dar durante algumas horas, dias ou em período integral.

Apesar de ser realizado a distância, é comum algumas empresas adotarem uma plataforma de acompanhamento e mensuração de entregas ou resultados.

Para quem ocupa cargo de liderança é fundamental a atenção aos seguintes pontos:

O trabalho remoto não é para todos:

Nem todos da equipe ficarão mais produtivos no trabalho remoto, é necessário conhecer o perfil, as facilidades e dificuldades de cada colaborador.

Durante o isolamento compulsório causado pela pandemia, muitos se viram forçados a dividir espaços com outros membros da família, e o barulho, a distração e interrupção do trabalho estão entre os pontos negativos dessa realidade.

Trabalhar no quarto, na sala, ou até mesmo no banheiro se tornou uma realidade para muitos brasileiros. Identificar isso, ou qualquer outro aspecto de natureza emocional que impeça a boa produtividade é fundamental.

A realidade brasileira:

Aumentou o número de usuários de internet no Brasil, é o que demonstra a pesquisa TIC Domicílios 2020, elaborada pelo Centro Regional de Estudos para o Desenvolvimento da Sociedade da Informação, apoiado pela Unesco e pelo Comitê Gestor da Internet no Brasil.

O aumento do número de usuários não significa melhor conexão e condições adequadas de acesso. É sabido que a realidade brasileira implica diferentes condições e não é à toa que o tema surge em estudos que tratam da diversidade.

É fundamental o líder conhecer a realidade do funcionário, olhar diferente e propor alternativas.

O trabalho remoto pode influenciar na retenção de talentos:

Não é novidade que a retenção de talentos é um desafio para as organizações.

Segundo a Great Place to Work, um dos fatores de retenção está ligado à qualidade de vida e, nesse sentido, possibilitar aos funcionários conciliar as atividades profissionais com a vida pessoal contribui para a retenção.

A flexibilidade e o bom senso são fundamentais

A legislação atual estabelece que não há controle da jornada de trabalho aos funcionários que trabalham remoto. Entretanto, o que realmente prevalece nas rotinas das empresas é a flexibilidade.

O antigo controle de horários, de entrada e saída do funcionário abre espaço para avaliações baseadas nas entregas, produtividade, projetos e demandas, dispensando a necessidade de manter uma rotina quanto ao horário de trabalho.

Veremos adiante que a flexibilidade de horário não pode ser confundida com uma rotina e cultura on line, conectada o tempo inteiro e de forma integral.

É fundamental o bom senso e diálogo entre líder e liderado para manutenção de uma jornada saudável. O trabalho remoto, acima de tudo, precisa ter equilíbrio!

A saúde mental  

O tema vem como nunca veio antes.

As organizações estão cada vez mais preocupadas com a saúde mental de seus colaboradores.

Segundo a pesquisa realizada pelo Instituto Ipsos, em parceria com o Fórum Econômico Mundial, 53% dos brasileiros declararam sintomas relacionados à ansiedade, insônia e depressão nos últimos 2 anos.

Tratamentos e suporte terapêutico devem ser compreendidos e incentivados pela liderança sempre que perceber a necessidade.

Exemplos de atividades tipicamente remotas

Possibilidades de trabalho remoto: vantagens, desvantagens e dicas. Você sabia que o home office é apenas uma das modalidades?
Exemplos de atividades tipicamente remotas

Vamos falar sobre as vantagens do trabalho remoto mais à frente, contudo, já podemos adiantar uma que o torna ainda mais atrativo: a versatilidade.

Isso porque é possível trabalhar de casa em uma ampla variedade de atividades.

Ou seja, não são só varejistas ou prestadores de serviços que podem montar um negócio ou trabalhar para suas empresas a partir do conforto de seus lares.

Confira, na sequência, quais atividades predominam o trabalho remoto:

E-commerce

A pandemia gerou um considerável aumento na demanda por delivery e entrega de mercadorias.

Segundo o portal E-commerce Brasil, com dados da Nielsen, as vendas online cresceram 20%, sendo essa a melhor performance desde 2007.

Outra boa notícia é que você pode explorar essa modalidade de casa mesmo.

As opções são variadas: dropshipping (internacional ou nacional), marketplaces ou mesmo um site próprio são algumas das vertentes disponíveis.

No dropshipping nacional, você pode montar uma loja virtual sem estoque, fazendo apenas a intermediação entre quem compra e quem entrega dentro do Brasil, reduzindo consideravelmente o tempo de entrega dos produtos.

Já os marketplaces são uma espécie de shopping online, no qual sua loja estará hospedada em um site junto a outras, podendo ser do mesmo segmento ou não.

Por fim, com um site próprio, você mesmo define o que vender, como apresentar seus produtos e serviços e qual plataforma de vendas e de pagamentos vai usar.

Trabalho artístico

O teletrabalho abre oportunidades não só para quem vende produtos ou serviços, mas para os artistas em geral.

Digamos, por exemplo, que você pinta quadros: seria interessante mostrar o seu trabalho no Instagram e, assim, atrair mais audiência e possíveis compradores.

O mesmo vale para artesãos, músicos, comediantes, atores, atrizes, cantores e artistas circenses.

É possível, ainda, aproveitar as possibilidades dos conteúdos patrocinados para alavancar ainda mais a audiência.

Sendo assim, oportunidades não faltam para quem quer se expressar a partir da arte e, com isso, ganhar a vida.

Marketing digital

Uma das vantagens do marketing digital é que ele já nasceu com a internet.

Dessa forma, é talhado para o home office desde seus primórdios.

Além disso, as possibilidades que oferece se estendem por muitos segmentos e especialidades.

Você pode trabalhar de casa sendo redator web, com SEO (otimização para mecanismos de buscas), redes sociais, anúncios pagos ou mesmo com programação.

Ademais, com o boom nos serviços de delivery e o crescimento do e-commerce, essa modalidade do marketing também vem passando por um período de expansão.

De acordo com uma pesquisa da GhFly, publicada no portal E-commerce Brasil, espera-se um aumento de 61,4% no investimento em marketing digital no mundo até 2024.

Então, as expectativas para o futuro próximo para quem trabalhar nessa área são das mais promissoras.

Design

No segmento de marketing e publicidade, uma das áreas com mais demandas é a de design.

Empresas estão o tempo todo precisando de artes para divulgar ofertas, produtos, serviços e fazer promoções.

Isso não quer dizer que as oportunidades de trabalho sejam ilimitadas, mas, para quem sabe procurar e vender seu peixe, dificilmente faltará chance de mostrar serviço.

Você pode começar criando um portfólio em sites como o Behance e, com isso, buscar por vagas em sites freelancers ou junto a diferentes empresas.

Consultoria

A internet e as redes sociais abriram um vasto terreno para quem tem conhecimento e pode ajudar pessoas e empresas a solucionar problemas por meio de consultoria.

Se, por exemplo, você trabalhou ou trabalha há muitos anos com TI, pode começar hoje mesmo, depois de ler este artigo, a mostrar na web as soluções que pode oferecer.

Advogados, contadores, administradores e profissionais de marketing são alguns que também podem explorar as redes sociais para divulgar seus serviços de consultoria.

Nesse caso, é importante que você precifique corretamente suas atividades, buscando por valores justos, conforme o perfil do cliente a ser atendido.

Nós mostramos como fazer isso em um guia completo sobre consultoria online – não deixe de conferir depois.

Delivery de alimentos

Outro segmento que cresceu na pandemia é o de delivery de alimentos.

Em 2020, por exemplo, os gastos por pessoa com entregas aumentaram 187%, de acordo com uma pesquisa publicada no portal UOL.

De qualquer forma, não é apenas em razão do fim do distanciamento social que esse é um setor em que vale a pena trabalhar.

Lembre-se de que, com a tendência já apontada para aumento no número de pessoas trabalhando de casa, a de crescimento nos serviços de entrega deve seguir a mesma direção.

Então, se você tem experiência no setor alimentício ou habilidades na cozinha, pode aproveitá-la para faturar mais entregando comida.

Se preferir, pode até explorar nichos mais específicos, como o de entrega de refeições saudáveis visando ao mercado fitness.

Professor

Todos nós temos algum dom ou habilidade que pode ser transmitido.

No contexto do trabalho remoto, essa é uma boa chance de começar no home office, já que aulas podem ser ministradas em plataformas como o Zoom, Microsoft Teams ou Google Meet.

Você verá mais à frente que, nas principais plataformas de trabalho freelancer, há também muitas vagas e oportunidades para professores de diversas disciplinas e especialidades.

Psicólogo, Personal trainer e outros profissionais da área da saúde

Diversas especialidades ligadas à área da saúde vem ganhando cada vez mais adeptos, é o caso da telemedicina, possibilitando as consultas virtuais ou os chamados “primeiro atendimento”.

No caso de personal trainer, é crescente o número de academias e clubes que utilizam aplicativos para prescrever programas de treinamento e, nesse sentido, profissionais de Educação Física podem se dar bem realizando treinos on line.

Também podem aproveitar para prescrever treinamentos professores de artes marciais (embora exista sempre a necessidade de treinos presenciais), de ioga e até de tai-chi-chuan.

Com organização, método e disciplina, as possibilidades se estendem indefinidamente, ampliando ainda mais os horizontes para quem trabalha com saúde e bem-estar.

Profissionais de TI, Engenheiro de Computação, Programadores, Desenvolvedores, etc

Para os profissionais de TI o trabalho remoto já era uma realidade, mas ultimamente diversas empresas de tecnologia estão questionando o modelo e estabelecendo que seus profissionais trabalhem parte da jornada presencial. É o caso da Google, Amazon, IBM, entre outras.

Os motivos são diversos e vão desde a necessidade de maior socialização até a gestão e controle das demandas, além da saúde física e mental dos colaboradores.

Enfim, muitas serão as adaptações no futuro, mas fato é que o trabalho remoto para essas profissões é uma realidade.

 

Quais características e habilidades uma pessoa que trabalha remoto deve ter?

Possibilidades de trabalho remoto: vantagens, desvantagens e dicas. Você sabia que o home office é apenas uma das modalidades?
Quais características e habilidades uma pessoa que trabalha remoto deve ter?

Já falamos acima que o trabalho remoto não é para todos. É preciso ter o “fit” adequado para produzir a partir de casa ou de um lugar que não seja a empresa.

Dessa forma, existem algumas características e habilidades básicas que quem pretende trabalhar remotamente precisa reunir.

Veja quais são:

Autogestão

É fato conhecido que desde o início da pandemia muitos passaram a trabalhar além das horas habituais da jornada de trabalho, disputando o espaço na casa com os outros membros da família e para quem tem filhos a tarefa foi ainda mais complexa.

Ainda que o trabalho remoto tenha caído no gosto dos brasileiros, os métodos e práticas de precisaram se adaptar ao distanciamento social e, com isso, alguns conceitos e habilidades ganharam relevância nesse período. A autogestão é uma delas, afinal, a produtividade precisa ser uma prioridade.

A autogestão está diretamente ligada à autonomia e senso de responsabilidade que surgiu com o isolamento social e por conta disso os profissionais se viram fisicamente longe de seus líderes, forçando-os a se regularem, se autogerirem.

Para que possam trabalhar a autogestão caberá ao líder o incentivo e a distribuição de atividades com maior responsabilidade entre os profissionais da equipe, aumentando a autonomia e o senso de responsabilidade.

Oferecendo o suporte e recursos necessários, o líder reduzirá ao máximo as hierarquias e aumentará a colaboração entre os profissionais no desempenho das tarefas.

Esse processo não significa ausência de liderança, mas a contribuição para que todos possam colaborar, desenvolver autonomia, responsabilidade e colaboração mútua.

Sempre que possível, solicite ao seu líder tarefas de maior complexidade ou que lhe permita maior autonomia na execução. Esse processo lhe ajudará a desenvolver a autogestão e ampliará as possibilidades de destaque.

Disciplina e organização

O trabalho remoto pode ser bastante tentador justamente por ser mais cômodo, e é aí que mora o perigo.

Sem um mínimo de organização, é muito fácil se distrair ou ceder à tentação de tirar uma soneca depois de trabalhar duro.

Um dos maiores desafios para os que trabalham de casa é vencer a procrastinação, ou seja, aquela vontade quase irresistível de deixar o trabalho para depois.

Contra esse mal, o melhor antídoto é determinar regras, horários e métodos de trabalho em horários fixos ou próximo disso.

Uma maneira de ajudar nesse sentido é usar as ferramentas mais conhecidas para auxiliar no trabalho remoto, sobre as quais falaremos mais à frente.

Gostar de estar só (pelo menos boa parte do dia)

Quem não está habituado ao trabalho remoto, via de regra, ressente-se da ausência dos colegas de trabalho, dos papos no corredor e do almoço com amigos.

Quando se trabalha remotamente, o contato físico com os colegas de trabalho é restrito. Portanto, é fundamental sentir-se bem estando só quando se adere ao trabalho remoto.

No caso da pandemia, não houve muito tempo para se adaptar, e os colaboradores das empresas foram direcionados para trabalhar de casa compulsoriamente, mas não é à toa que o modelo híbrido (ora presencial, ora remoto), venha ganhando força nas organizações.

Quando se deparar com dificuldades ou se bater sentimentos negativos, vale sempre buscar pela família e amigos para conversar nos horários de descanso.

Ou, se a situação assim exigir, vale buscar apoio profissional para aprender a lidar com a nova realidade, preferencialmente com psicólogos e psicoterapeutas.

Afinidade com a tecnologia

Outro desafio que pode surgir quando é necessário partir para o trabalho remoto é usar as ferramentas tecnológicas e digitais.

Afinal, não há home office que abra mão de plataformas e editores online para ser realizado, por mais simples que a atividade seja.

Então, dependendo das funções a serem desempenhadas, possivelmente será preciso aprender a manejar ferramentas como o Google Drive, WordPress e Trello (da qual falaremos neste artigo), dentre outras.

Felizmente, a grande maioria delas é bastante intuitiva e fácil de aprender.

Mas, em caso de dificuldades, há sempre a possibilidade de recorrer aos muitos tutoriais e vídeos explicativos disponíveis na web nas principais redes sociais e plataformas de vídeos.

Concentração e Foco

Trabalhar em casa só vai funcionar se a pessoa conseguir driblar as distrações que um ambiente não profissional pode trazer.

Durante o expediente, é para cumprir a sua carga horária, não importando se está na hora da novela, do jogo do seu time do coração ou de qualquer outro programa.

Foco e concentração devem ser palavras de ordem para fazer o home office dar certo.

Se você reside com outras pessoas, deixe claro que você está em casa, mas que durante o expediente está T-R-A-B-A-L-H-A-N-D-O, pois tem gente que possui dificuldade em fazer essa associação e pode atrapalhar a sua dedicação.

Algumas práticas para aumentar o foco e a concentração vêm ganhando espaço das organizações e a aplicação de mindfulness surge como grande aliada.

Segundo o Instituto Mente Aberta, da UNIFESP, a aplicação de Mindfulness no ambiente corporativo consiste em exercícios que permitem aos indivíduos maior concentração, foco e consciência no momento presente, de forma intencional, com uma atitude de maior aceitação e menos pré-julgamento.

Autonomia e Responsabilidade

Já falamos acima sobre a importância da autonomia e responsabilidade na autogestão.

Não é porque você não está trabalhando no escritório que não existem prazos a serem cumpridos, metas para serem batidas, atendimentos para serem realizados, reuniões para se fazer presente de forma pontual e assim por diante.

Os deveres e as responsabilidades não mudam conforme o ambiente em que você está.

Aliás, se você está trabalhando remotamente, precisa demonstrar ainda mais compromisso e comprometimento.

Vantagens e desvantagens das modalidades de trabalho remoto

Possibilidades de trabalho remoto: vantagens, desvantagens e dicas. Você sabia que o home office é apenas uma das modalidades?
Vantagens e desvantagens das modalidades de trabalho remoto

Agora, vamos listar os prós e contras de trabalhar remotamente.

Começando pelas vantagens.

Vantagens

  • Maior flexibilidade
  • Mais qualidade de vida para o trabalhador
  • Mais vida familiar
  • Alimentação planejada e saudável
  • Ganho do tempo que seria gasto no transporte até a empresa
  • Maior equilíbrio entre vida pessoal e carreira
  • Menor desgaste físico e mental
  • Redução do estresse
  • Economia para a empresa, que não precisa arcar com a estrutura de um posto de trabalho
  • Economia do valor gasto para transporte
  • Aumento da produtividade, já que o profissional pode trabalhar no horário mais conveniente
  • Retenção de talentos
  • Favorece a autonomia e o senso de responsabilidade do funcionário.

Desvantagens

  • Sensação de isolamento
  • Dificuldade para estabelecer uma rotina de trabalho
  • Grande quantidade de distrações – filhos, barulho de vizinhos, visitas inesperadas, compromissos para manutenção da casa, etc.
  • Ausência de um local silencioso que sirva como posto de trabalho, muitos compartilham a mesma mesa da sala de almoço e jantar.
  • Maior distância de colegas que poderiam sanar dúvidas e trocar experiências
  • Falta de suporte imediato caso haja problemas com equipamentos, programas e internet
  • Falta de horários fixos para as refeições ou para encerrar a jornada de trabalho
  • Ganho ou perda excessiva de peso quando o indivíduo “ataca” ou simplesmente deixa de se alimentar nos picos de ansiedade ou nervosismo.

Exemplos de técnicas e ferramentas para o trabalho remoto

Possibilidades de trabalho remoto: vantagens, desvantagens e dicas. Você sabia que o home office é apenas uma das modalidades?
Exemplos de técnicas e ferramentas para o trabalho remoto

Como vimos no tópico sobre afinidade com a tecnologia, o que não faltam hoje são ferramentas simples de usar e que facilitam a vida de quem trabalha de casa.

Vamos conhecer as mais populares delas?

Acompanhe!

Trello

Já que destacamos a intuitividade, nada mais justo do que começar pelo Trello, a plataforma de gestão de equipes que conquistou gestores e profissionais no Brasil e no mundo.

Ela funciona por um sistema parecido com o método Kanban, no qual as tarefas são organizadas em quadros e categorizadas conforme estejam sendo executadas ou não.

Ela tem uma versão gratuita (mas com muitos recursos) e outras pagas, em planos a partir de US$ 10.

Google Drive

Por sua vez, o Google Drive é, hoje, uma ferramenta quase obrigatória, principalmente para profissionais de marketing, designers e redatores.

Ele conta com um pacote completo de soluções, desde a hospedagem de arquivos, passando por editor de texto, planilhas e apresentações.

Totalmente gratuito para quem armazenar até 15 GB em arquivos, pode ser contratado em planos pagos que permitem guardar até 30 TB de informações.

Pomodoro

A técnica Pomodoro tornou-se mundialmente famosa pela sua extrema simplicidade e eficiência ao evitar a procrastinação.

Consiste em dividir o tempo de trabalho em blocos de 25 minutos, chamados de “pomodoro”.

Ao final de cada um deles, você deverá descansar 5 minutos, nem mais, nem menos.

E se o seu trabalho for interrompido no meio de um pomodoro, é preciso registrar o motivo para, posteriormente, identificar e combater possíveis distrações e obstáculos à produtividade.

Skype

Embora o Zoom tenha ganhado enorme popularidade como solução para videochamadas, o Skype continua sendo uma solução para quem precisa se comunicar.

Ele funciona gratuitamente.

Além disso, quem desejar fazer chamadas telefônicas pode comprar créditos para fazer ligações, inclusive para o exterior.

Slack

Mais ou menos na linha do Trello, o Slack é uma plataforma para gestão de trabalho em equipes, mas com uma pegada mais de chat.

O Slack também é totalmente intuitivo e customizável, permitindo criar times, canais, enviar mensagens e compartilhar arquivos.

Conta com uma versão gratuita, ideal para pequenas equipes, e paga, com planos a partir de US$ 4.

Zoom

Uma das gratas surpresas no mercado de plataformas para trabalho em equipe do ano de 2020 foi o Zoom.

Com ele, é possível fazer reuniões com número praticamente ilimitado de membros.

Ele lembra, de certa forma, a já conhecida plataforma de conversação Paltalk, mas com recursos adicionais.

Na versão gratuita, permite reuniões ininterruptas de até 40 minutos.

Caso seja necessário mais tempo, é preciso aderir a um plano pago.

OpenProject

Trata-se de um software de gestão de projetos com amplo conjunto de recursos.

Permite acompanhar a gestão e o ciclo de do projeto, permitindo a colaboração da equipe e comunicação durante o processo.

O OpenProject suporta a gestão de projetos clássico e ágil: rastreamento de tarefas, quadros ágeis, gráficos de Gantt, wiki, gestão de reuniões, relatórios, controle de tempo e custos, orçamentos, entre outras funcionalidades.

É possível a versão gratuita.

Miro

É uma plataforma on line de lousa digital que permite a colaboração em tempo real e assíncrona dos colaboradores.

Permite a construção conjunta de projetos, etapas e interações de forma envolvente e intuitiva.

Muito utilizado por docentes como ferramenta de inovação no ensino, a plataforma também pode ser uma ferramenta para equipes corporativas.

Como trabalhar remoto sem prejudicar a saúde física?

Possibilidades de trabalho remoto: vantagens, desvantagens e dicas. Você sabia que o home office é apenas uma das modalidades?
Como trabalhar remoto sem prejudicar a saúde física?

A importância da ergonomia no trabalho remoto, principalmente na modalidade home office

Ao falarmos de home office, temos que tocar em um assunto muito importante: a ergonomia.

A mais recente atualização da Norma Regulamentadora de número 17 (NR 17) trata especificamente sobre isso.

Segundo diz o texto, o objetivo do decreto é “estabelecer as diretrizes e os requisitos que permitam a adaptação das condições de trabalho às características psicofisiológicas dos trabalhadores, proporcionando conforto, segurança, saúde e desempenho eficiente no trabalho”.

Em um ambiente controlado e supervisionado, como um escritório na sede da empresa, assegurar esse direito é muito mais fácil.

Mas como garantir que a ergonomia também seja respeitada no trabalho remoto?

Algumas empresas oferecem auxílio home office aos funcionários para que eles possam comprar uma cadeira adequada, apoio para os pés, boa iluminação e outros equipamentos que ajudem na rotina do colaborador.

Além disso, é fundamental proporcionar aulas online de ginástica laboral, incentivar pausas durante o expediente e realizar a Análise Ergonômica do Trabalho (AET) mesmo a distância.

A ergonomia é muito importante no home office, pois ela ajuda na concentração, no conforto, na segurança, na saúde e, consequentemente, no desempenho do trabalhador.

Só para se ter uma ideia, as Lesões por Esforço Repetitivo (LER) e os Distúrbios Osteomusculares Relacionados ao Trabalho (DORT) aumentaram 184% em 10 anos (2006-2017), segundo levantamento do Ministério da Saúde.

Curiosamente, nesse intervalo, já havia começado paulatinamente uma flexibilização maior das jornadas, graças ao acesso mais popular à internet e aos computadores pessoais.

Por isso, é possível fazer uma relação entre o aumento de casos problemas ocupacionais com a migração para o teletrabalho e a falta de um controle maior da ergonomia.

Uma organização que se preocupa com seus colaboradores mesmo em home office precisa encarar isso como um investimento.

A escolha da cadeira e mesa para o trabalho na modalidade Home Office

A cadeira é um dos itens mais importantes na hora de montar o seu espaço para home office, pois é nela que você ficará sentado durante boa parte do seu expediente.

Por isso, ela precisa ser confortável, prática e ajustável.

Afinal, uma das vantagens de se trabalhar em casa, é poder fazer de diferentes cômodos o seu escritório.

O ideal é optar por um modelo que permita a você regular a altura do assento, dos braços de apoio, a posição e a distância do encosto.

Assim, você consegue personalizar a cadeira conforme as suas necessidades e preferências.

Por exemplo, o recomendado é que seus braços formem um ângulo reto com a superfície onde está apoiado o seu computador.

Portanto, você deve ajustar a altura da cadeira e dos braços de apoio para que consiga manter essa posição.

Além disso, suas pernas devem ficar em contato com o chão, semi-flexionadas, e a sua lombar apoiada no encosto da poltrona.

A mesa ideal para o home office é aquela que possui, ao menos, 70 cm de profundidade e 100 cm de largura, e dependendo do espaço disponível, a marcenaria é a melhor opção.

A importância da organização e ambientação do local

O seu espaço de home office pode ficar muito mais aconchegante e produtivo com as dicas corretas de decoração.

Independentemente do tamanho da peça, do estilo desejado ou do valor a ser investido, é possível criar o cantinho ideal.

Basta escolher as cores certas, os móveis adequados e os adornos corretos para deixar o seu escritório de casa com a sua cara.

A falta de espaço não pode ser um impeditivo para você ter um local para fazer o seu home office.

A dica aqui é abusar dos móveis versáteis e apostar na funcionalidade.

Você pode, por exemplo, aproveitar uma bancada da sala para usar como mesa de apoio ou mesmo a escrivaninha do quarto.

Outra sacada interessante é aproveitar bem o espaço vertical (as paredes), com uma bancada retrátil, por exemplo, que pode ser baixada apenas durante o expediente.

A iluminação também é importante e você pode utilizar tanto arandelas quanto luminárias pendentes.

Já no que diz respeito a cor, você pode apostar no verde, que desperta a criatividade, e também no azul, que aguça a concentração.

Como deve ser a iluminação do home office ou local escolhido para o trabalho remoto?

O tipo de iluminação do seu home office vai depender muito do ambiente em que ele está instalado.

Por exemplo, se ele está localizado em uma área social integrada, com uma sala de estar, o ideal é apostar nas luminárias de mesa.

Se o seu home office for no quarto, uma dimmer para variar a intensidade da luz combinada com uma fita de LED embutida na bancada pode ser a pedida ideal.

Agora, se você tem um cômodo exclusivo para o seu escritório, pode colocar um pendente logo acima da mesa para focar a luz no ponto mais importante.

Outro ponto a se considerar é a iluminação natural.

Sempre que possível opte por instalar seu home office em cômodos com janelas amplas para que também possam entrar os raios do sol.

Para finalizar, o tom da luz também é muito importante.

Tons muito claros são estimulantes, mas, em excesso, podem cansar a visão em poucas horas, enquanto o amarelado em demasia gera relaxamento e não colabora com a produtividade e a concentração.

Por isso, a dica é preferir as tonalidades mais neutras.

Onde buscar vagas de trabalho remoto integral ou parcial?

Possibilidades de trabalho remoto: vantagens, desvantagens e dicas. Você sabia que o home office é apenas uma das modalidades?
Onde buscar vagas de trabalho remoto integral ou parcial?

Na era digital, a dinâmica para buscar um novo emprego – ou clientes, no caso de empresários e autônomos – mudou bastante.

Procurar vagas em jornais e enviar currículos por e-mail pode até ajudar, mas, na maioria das vezes, não é suficiente para encontrar o trabalho ideal, principalmente se for remoto.

Em vez de se limitar a esses meios tradicionais, prefira investir em canais mais modernos e dinâmicos, priorizando o universo digital.

Algumas redes sociais são voltadas ao mundo profissional, sendo capazes de gerar networking e conectar você às melhores oportunidades.

Uma das mais populares atualmente é o LinkedIn, que conta com milhões de usuários no mundo e tem, inclusive, ferramentas e alertas para achar vagas.

Outro caminho pouco convencional é entrar em grupos do Facebook, já que alguns são voltados à divulgação de vagas e troca de experiência profissional.

Também vale apostar em sites especializados em vagas na sua área de atuação, o que aumenta as chances de encontrar oportunidades promissoras.

É o caso de plataformas como Remotar, voltada para vagas de TI, analistas dados, user experience, entre outras modalidades 100% remota.

Já no caso de freelancer, apostas em plataformas como Workana, 99Freelas, Get Ninjas e Indeed podem valer a pena.

Para buscas gerais, consulte também o Vagas.com, Catho, Infojobs e outros.

7 fatos sobre trabalhar remoto

Possibilidades de trabalho remoto: vantagens, desvantagens e dicas. Você sabia que o home office é apenas uma das modalidades?
7 fatos sobre trabalhar remoto

Agora que você conhece os prós, contras e formas de encontrar empregos ou projetos, é hora de saber mais sobre a rotina do trabalho remoto.

Embora tenha muitas vantagens, o home office pode se transformar em um pesadelo ou, pelo menos, em uma enorme confusão se não houver disciplina e organização.

Tarefas domésticas (cozinhar, limpar, compras, cuidar dos filhos), visitas, ruídos e outras interrupções podem consumir seu tempo – e acabar com a produtividade.

Para não cair em armadilhas, esteja ciente dos fatos a seguir:

1. A modalidade Home office não é folga

Já que está em casa, você pode acordar, puxar o notebook para a cama e começar a trabalhar, certo? Errado!

Você precisa da mesma concentração e dedicação que teria se trabalhasse em um escritório, consultório ou qualquer outra organização, o que requer um local apropriado.

Então, esqueça a ideia de passar o dia todo na cama.

2. Você terá de lidar com mais distrações

Em uma empresa, todo o ambiente costuma ser pensado para favorecer as relações profissionais, sendo silencioso, com mesas e equipamentos que facilitam a realização de tarefas.

Já em casa, coworking, cafeterias ou outros locais de trabalho, a dinâmica é completamente diferente, pois ela pode contar com diversas distrações no ambiente como música, televisão, pessoas conversando, etc.

Isso significa que, ao permanecer no conforto do lar, você estará sujeito a mais distrações do que se estivesse na empresa.

Nessas horas, é vital ser uma pessoa focada e disciplinada para manter o ritmo de trabalho.

3. Nem todos vão entender que você está trabalhando

Tanto amigos e vizinhos quanto familiares podem não entender que você está em horário de trabalho e que, mesmo executando suas tarefas de casa, obedece a prazos determinados pelo chefe ou cliente.

Essa questão pode levar a diversos problemas, desde interrupções constantes até pedidos para fazer atividades domésticas durante o seu expediente.

O cenário se agrava se você tiver filhos pequenos.

Será necessário explicar que não pode interagir com eles durante a jornada de trabalho.

Caso contrário, será difícil concluir suas demandas a tempo.

4. Você pode se sentir solitário

Isso faz todo o sentido, afinal, estará longe dos colegas e do dia a dia da empresa.

Por isso, se o relacionamento pessoal diário é essencial para você, talvez o trabalho remoto não seja a escolha ideal – pelo menos, não em tempo integral.

Caso queira experimentar o trabalho remoto, prefira vagas que disponibilizem trabalho remoto parcial, em apenas alguns dias da semana.

Assim, você não se sentirá tão isolado da sua equipe.

5. Você vai precisar criar uma rotina

Dependendo do seu perfil profissional, pode ser tentadora a ideia de não obedecer a uma rotina.

De fato, o trabalho remoto possibilita uma vida mais livre, sem aquele compromisso de acordar cedo todos os dias, enfrentar o transporte público ou congestionamentos, ter hora para chegar e sair da empresa.

Porém, com o tempo, você vai perceber que é necessário criar uma rotina, até mesmo um período de trabalho isolado.

Caso contrário, a tendência é extrapolar facilmente as 8 horas de trabalho, com consequências ruins para sua saúde e qualidade de vida.

6. O trabalho remoto pode aumentar a produtividade

Quando existe autoconhecimento e planejamento, trabalhar remotamente leva ao aumento na produtividade.

Mais horas de sono, menor rigidez para os horários das refeições e alimentação caseira são alguns fatores que contribuem para potencializar os resultados, já que elevam a qualidade de vida do trabalhador.

Além disso, é provável que haja menos estresse, seja pela ausência de cobranças pessoalmente, de horas gastas no trânsito, afastamento de ambientes muito competitivos, entre outros fatores.

7. O trabalho é mais intenso

Ao contrário do que muita gente pensa, o trabalho remoto não é, necessariamente, mais leve do que aquele desenvolvido dentro de uma empresa.

A tendência, principalmente para os funcionários que têm horário de trabalho rígido, é que as atividades se tornem mais intensas.

Isso porque, de forma remota, você se compromete a estar inteiramente disponível para sanar dúvidas, resolver problemas e produzir durante aquelas horas, sem parar para conversar com colegas ou pegar um café.

Engana-se quem imagina que o trabalho a distância não exige dedicação.

5 dicas para você trabalhar melhor remotamente

Possibilidades de trabalho remoto: vantagens, desvantagens e dicas. Você sabia que o home office é apenas uma das modalidades?
5 dicas para você trabalhar melhor remotamente

Apesar dos desafios, é possível trabalhar em casa com qualidade e produtividade.

Mas se você não sabe por onde começar, fique tranquilo.

Reunimos dicas certeiras para transformar o trabalho remoto em uma experiência prazerosa e bem-sucedida.

1. Avalie se o trabalho remoto é uma boa opção para você

Um fator importante foi o direcionamento para o home office forçado em razão da pandemia causada pelo novo coronavírus, entretanto, será que esse modelo de trabalho é o ideal para você na pós-pandemia?

Neste artigo, mencionamos várias vezes a necessidade de disciplina e foco para trabalhar de forma remota.

Portanto, antes de aceitar uma vaga nesse formato ou começar a captação de clientes, reflita sobre seu perfil profissional, suas prioridades e peça o feedback de colegas e amigos.

Por fim, avalie, de forma honesta, se o trabalho remoto é uma escolha correta e alinhada ao seu perfil.

Caso precise ser cobrado com frequência, valorize muito o contato entre colegas pessoalmente ou tenha dificuldades para se concentrar, repense a decisão.

Talvez valha a pena trabalhar por algum tempo alocado, adquirir experiência e autonomia e, mais tarde, investir no trabalho remoto.

2. Monte uma estação de trabalho

Quando sua empresa ou você optar por trabalho home office, você não precisa ter um escritório reservado apenas para isso, mas é útil ter um local organizado, onde possa trabalhar com tranquilidade.

Que tal adaptar aquela escrivaninha antiga ou a mesinha da sala para que se torne um posto de trabalho confortável?

Aposte em cadeiras ergonômicas, se possível, e faça adequações para que não precise se inclinar na hora de usar o computador.

O ideal é que seu espaço fique fixo no cômodo mais silencioso da casa, afastado da entrada e de locais de grande circulação.

Em alguns casos, pode ser vantajoso comprar fones de ouvido e trabalhar escutando músicas instrumentais, que costumam ajudar a manter o foco e proporcionam isolamento dos ruídos em redor.

3. Respeite sua jornada de trabalho e programe pausas

Comentamos isso mais acima, porém, nunca é demais lembrar.

Trabalhando remoto, é comum que você se envolva com as atividades e deixe compromissos pessoais de lado, dedicando o dia todo às tarefas profissionais.

Só que isso não é saudável e, após algum tempo, pode até levar à queda na produtividade, estresse e exaustão.

Portanto, estabeleça – e cumpra – um horário de trabalho, todos os dias.

E sabe aquela parada para o cafezinho e conversa com os colegas na empresa?

Quanto está remoto, você não pode conversar pessoalmente com os colegas, mas pode parar e tomar um café, dar uma volta, ouvir uma música, conversar rapidamente via WhatsApp.

Fazer pausas periódicas e rápidas é essencial para manter seu engajamento no trabalho, favorecer a criatividade e descansar a mente nos dias mais estressantes.

O mesmo raciocínio vale para as folgas e férias, se você trabalhar como autônomo ou empresário home based.

Claro que ser seu próprio chefe pede dedicação, mas não se esqueça de programar um tempo para descanso.

4. Peça e dê feedback

Como nunca antes vivenciado, dar e receber feedback se tornou essencial para quem trabalha remoto.

Isso porque a distância física impede observações como gestos corporais, caras e bocas que normalmente visualizamos no presencial.

Para ser efetivo o feedback precisa ser assertivo! E para ser assertivo e efetivo é necessário que seja imediato, claro, sem intenção de julgamentos e, acima de tudo, que permita combinar mudanças de comportamento de forma amigável e colaborativa.

5. Mantenha uma imagem profissional

Durante alguns dias, você poderá usar aquela roupa mais confortável.

No entanto, sempre haverá o dia de reunião e a dica é se arrumar para o momento, usando o que você vestiria para ir à empresa.

Exemplos de empresas que contratam para trabalho remoto

Cada vez mais empresas estão contratando em regime remoto.

O que era um cenário de exceção, por causa da pandemia, virou uma realidade.

Um exemplo disso são as companhias que, mesmo passado o momento mais duro da Covid-19, decidiram flexibilizar total ou parcialmente as rotinas produtivas.

A N5, eleita a startup do ano pela Microsoft, abriu mais de 100 vagas de home office.

A Nubank foi outra empresa a anunciar 300 vagas para trabalho remoto.

Também possuem processos seletivos para home office startups como CleanCloud, Shopper, Kovi,Alura, Olist, Gupy entre outras.

Como trabalhar remoto para Amazon?

Entre as empresas que contratam profissionais para trabalho remoto está a gigante Amazon.

A empresa, criada por Jeff Bezos, inclusive, tem uma plataforma própria de recrutamento.

Nela, você pode encontrar vagas para as mais diversas áreas, como recursos humanos, tecnologia da informação, marketing e muito mais.

Vale ressaltar que, apesar de serem ofertas para trabalho remoto, nem todas as ofertas estão disponíveis para todas as regiões.

Para saber as especificidades de cada vaga, o candidato pode conversar diretamente com o entrevistador durante a seleção.

Como trabalhar remoto para Netflix?

Possibilidades de trabalho remoto: vantagens, desvantagens e dicas. Você sabia que o home office é apenas uma das modalidades?
Como trabalhar remoto para Netflix?

A Netflix é outra empresa que possui a própria plataforma de vagas.

Nela, existem cinco grandes áreas em que você pode procurar oportunidades de trabalho remoto:

  • Produto
  • Funções corporativas
  • Conteúdo
  • Games
  • Marketing e publicidade.

Além disso, você pode filtrar as vagas conforme a localidade, como:

  • América Latina
  • Ásia
  • Estados Unidos e Canadá
  • Europa, Oriente Médio e África.

Como trabalhar remoto para o Google?

O Google desenvolveu um mecanismo dentro do seu próprio buscador para que os usuários possam encontrar vagas de trabalho remoto na empresa.

Para isso, basta você pesquisar “trabalhar remoto para o Google” ou outros termos equivalentes que a própria plataforma já apresenta as oportunidades disponíveis.

Você pode filtrar os resultados por data de publicação, idioma, tipo de vaga e empregador, além de emitir alertas para novas oportunidades.

Ao clicar em uma das vagas anunciadas, na maioria das vezes, você será redirecionado para o LinkedIn para prosseguir com a sua candidatura.

Como trabalhar remoto para as empresas multinacionais?

Para trabalhar de home office para empresas multinacionais, você precisa ficar de olho nas oportunidades.

Diversos anúncios de vagas já tipificam a modalidade de trabalho em sua descrição, basta estar atento.

O mais complicado nesse tipo de vaga costumam ser os processos seletivos.

Por se tratar de oportunidades bem competitivas, o recrutamento costuma contar com várias etapas, que incluem testes, avaliação de hard e soft skills, entrevistas, entre outros.

Outra possibilidade de trabalhar remotamente para companhias de grande porte é cadastrar o seu currículo no banco de talentos das empresas.

Assim, se você cumprir com os pré-requisitos, pode ser chamado quando surgir uma oportunidade, nem que seja para atuar como freelancer.

Além do mais, como estamos falando de um trabalho home office, não importa muito a sua localização para o trabalho.

Mesmo que a multinacional em questão não tenha sede no Brasil, se abrir a vaga para cá, você poderá concorrer normalmente.

Fique atento: dominar um segundo ou terceiro idioma, dependendo do cargo, pode ser uma exigência fundamental.

Dúvidas frequentes sobre o trabalho remoto

Separamos um resumo com algumas das dúvidas mais frequentes sobre trabalho remoto.

Confira abaixo os questionamentos mais comuns e aproveite para deixar qualquer incerteza de lado:

Como encontrar um trabalho remoto?

Possibilidades de trabalho remoto: vantagens, desvantagens e dicas. Você sabia que o home office é apenas uma das modalidades?
Como encontrar um trabalho remoto?

Existem diversas plataformas online para quem busca trabalho remoto.

Entre elas, podemos citar:

É possível fazer estágio remoto?

Sim, é possível, uma vez que a Lei do Estágio não possui nenhuma restrição quanto a isso.

Caso alguma empresa ofereça essa modalidade, você pode aceitar sem medo.

Posso trabalhar como jovem aprendiz remotamente?

A Lei da Aprendizagem prevê que as tarefas desenvolvidas pelos participantes do programa sejam feitas dentro do ambiente de trabalho.

No entanto, durante a pandemia, a Portaria n° 10.019/2021 garantiu, em que caráter excepcional, que se continuassem as atividades teóricas e práticas em sistema home office.

Inicialmente, a portaria teve validade até 9 de fevereiro de 2022, e é provável que o governo mantenha e permita a continuidade desse modelo no futuro, gerando maior empregabilidade.

Portanto, é importante acompanhar as próximas publicações.

Posso trabalhar remoto sem experiência?

Sim, o trabalho remoto é uma relação de trabalho em que o colaborador exerce suas atividades profissionais a distância, e isso não tem qualquer ligação com experiência no mercado, mas sim com a postura e a cultura da empresa.

Você pode ser um estagiário ou um CEO e fazer trabalho remoto.

As empresas fornecem algum auxílio para o trabalho remoto?

Boa parte das empresas prestam algum tipo de auxílio, seja em dinheiro, equipamentos ou suporte técnico.

Ainda não existe um decreto que obrigue as instituições a oferecer esse tipo de benefício.

Quais são as soft skills mais buscadas para o trabalho remoto?

As habilidades interpessoais ou soft skills podem construir ou arruinar uma carreira.

Não é à toa que os processos de recrutamento e seleção têm se aprimorado para identificar nos testes e entrevistas essas habilidades em maior profundidade.

Como vimos no decorrer no artigo, a expressão autogestão ganhou força desde o início do isolamento social e com ela o aumento de autonomia, senso de responsabilidade e comprometimento estão entre as soft skills mais buscadas nos profissionais que trabalham remoto.

É claro que a lista de soft skills é ampla e cada atividade exigirá entrega diferente de comportamento, dependendo das atribuições e demandas exigidas.

Conclusão

Ao longo deste texto, explicamos sobre as modalidades de trabalho remoto, seus benefícios e desvantagens, incluindo dicas para quem deseja investir nesse tipo de trabalho.

Aprimorando e exercendo a autogestão, foco, disciplina e concentração, é possível trabalhar no conforto da sua casa, coworking e outros espaços físicos, sem deixar de lado a eficiência e a produtividade.

Coloque em prática as dicas que conferiu na leitura e compartilhe a sua opinião com a gente.

Se tem uma sugestão, conte mais sobre ela nos comentários.

Continue acompanhando os conteúdos do blog da FIA para ficar por dentro de assuntos importantes para a sua carreira, seus negócios e principalmente para a sua vida.

23 Comments

Leave a Reply

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.