Share, , Google Plus, Pinterest,

Posted in:

Soft Skills: O que são, Tipos Principais e Como Desenvolver

soft skills o que são tipos principais como desenvolver
4.7 (93.33%) 3 votes

Você tem o currículo turbinado, muitos cursos na carreira, participou de vários eventos, fala inglês fluentemente, mas como andam as suas soft skills?

Será que você tem desenvolvido as suas habilidades pessoais e profissionais de maneira satisfatória?

Se a expressão soft skills ainda soa estranha e você não tem certeza do que significa, está no lugar certo.

Neste artigo, você terá contato com um verdadeiro guia sobre o assunto.

Mais do que entender o conceito, você vai descobrir a importância das soft skills para garantir seu lugar no mercado de trabalho.

Também vai descobrir como aprimorar as competências necessárias para se tornar o profissional que tanto almeja ser.

Essas e outras dicas você confere nos seguintes tópicos:

  • O que são soft skills?
  • Qual é a diferença entre hard skills e soft skills?
  • Qual é a importância das soft skills na gestão de projetos?
  • Qual a importância das soft skills no mercado de trabalho?
  • Quais são as principais soft skills?
  • Quais são as soft skills mais demandadas pelos empregadores?
  • Como desenvolver soft skills?
    • Desenvolver soft skills nas empresas
  • Exemplos de soft skills de líderes de sucesso
    • Barack Obama
    • Papa Francisco
    • Steve Jobs.

Se eram essas as informações que procurava, siga a leitura!

soft skills o que são

O que são soft skills?

As soft skills são um conjunto de habilidades e competências relacionadas ao comportamento humano.

Dessa forma, são consideradas como características necessárias para que um profissional alcance os seus objetivos profissionais, aquilo que estabelece para a sua carreira.

Como você deve imaginar, as soft skills esperadas de determinada pessoa estão relacionadas à sua área de atuação e, principalmente, ao posto que ela deseja ocupar no mercado de trabalho.

Um gestor, por exemplo, precisa demonstrar habilidades comportamentais muito diferentes daqueles que lidera, mas esses, também, se beneficiam quando desenvolvem as características deles esperadas.

O melhor exemplo de soft skill talvez seja a inteligência emocional, que é a capacidade de lidar bem com as próprias emoções e usar essa energia a seu favor, sem impulsividade ou arrependimento posterior.

Todo profissional, independente da posição que ocupa na carreira, precisa de inteligência emocional para alcançar os objetivos que definiu para a carreira.

Essa é uma habilidade que aparece na entrevista de emprego, na prova de um concurso público, ao lidar com imprevistos no trabalho, ao gerenciar pessoas e em várias outras situações rotineiras no ambiente corporativo.

Outros exemplos de soft skills são empatia, ética, liderança, resolução de conflitos, flexibilidade e gestão de equipes.

Como você pode ver, todas elas trazem benefícios para a vida pessoal, mas também se mostram importantes para o bom relacionamento com colegas de trabalho.

E o mais importante a saber sobre as soft skills é que, mesmo quando o indivíduo não demonstra ter determinada habilidade, ele pode desenvolvê-la.

O comportamento humano não é imutável. Então, por que não aproveitar e se tornar uma pessoa e profissional melhor?

soft skills qual diferença hard

Qual é a diferença entre hard skills e soft skills?

Sobre as soft skills, acabamos de falar.

E as hard skills, o que são?

São as habilidades técnicas, não comportamentais. Ou seja, tudo aquilo que você aprende no ensino formal ou não, em cursos, treinamentos, na graduação e pós-graduação.

São as informações que você quer colocar no currículo, atualizar no perfil do LinkedIn ou destacar para o recrutador em um processo de seleção.

As hard skills são concretas, quantificáveis e de aprendizado técnico.

A habilidade de usar uma ferramenta é uma hard skill. Uma certificação em marketing digital, também.

Já as soft skills, como dissemos acima, trabalham no universo do que é comportamental e, portanto, são aprendizados subjetivos e difíceis de serem analisados, como o pensamento crítico, a positividade e a capacidade de tomada de decisão.

Na prática, a análise curricular pode não responder tudo o que uma empresa precisa saber sobre determinado candidato.

As hard skills estarão lá, mas a equipe de recursos humanos dependerá também da análise comportamental para determinar se um profissional está ou não alinhado com o que a empresa espera dele.

soft skills qual importância gestão projetos

Qual é a importância das soft skills na gestão de projetos?

Existem dois fatores que são cruciais para uma gestão de projetos de qualidade: saber lidar com o tempo e com os envolvidos nele. Ou seja, com a equipe.

O tempo vai se traduzir em uma série de soft skills diferentes, exigidas do gestor à frente do projeto.

Por exemplo, saber trabalhar sob pressão e manter a calma diante das situações é bem importante.

Tomar decisões eficientes e de maneira rápida, também.

E é fundamental ser flexível para contornar os problemas de cronograma que surjam, além de ter habilidade para a negociação de prazos.

Já quando se está trabalhando em equipe, é importante entender que estamos falando de pessoas com perfis diferentes, backgrounds diversos, modos de trabalhar distintos, além de uma grande variedade de processos de trabalho.

Por isso, soft skills como empatia, paciência, uma boa comunicação, liderança e persuasão são importantes para evitar e gerenciar conflitos, promover o engajamento, garantir a unidade no time e entender como lidar com as particularidades de cada indivíduo.

Por mais que muito disso seja natural da própria pessoa, é possível aprender e desenvolver cada uma dessas capacidades.

O curso de extensão Soft Skills para Gestão de Projetos, da FIA, trabalha a capacitação de gerentes de projetos com o objetivo de desenvolver suas competências para lidar com pessoas.

Com essa especialização você pode adquirir as ferramentas para liderar um time, mantê-lo motivado e trabalhando, além de fazer com que a diversidade some no projeto, ao invés de atrapalhá-lo.

Muitas vezes, para garantir as entregas no prazo, você acaba dependendo muito mais de fatores humanos do que apenas logísticos e operacionais.

Por isso, se faz necessário ter à frente do projeto alguém que seja não só orientado a resultados, mas que também tenha as soft skills necessárias para uma gestão completa, tanto técnica quanto comportamental da equipe.

soft skills importancia mercado trabalho

Qual a importância das soft skills no mercado de trabalho?

Elas não dependem de diplomas e certificados.

Ainda assim, as soft skills são muito procuradas, desejadas e cada vez mais valorizadas por profissionais de recursos humanos.

Isso acontece porque, em ambientes nos quais os funcionários têm as características comportamentais alinhadas com os objetivos da empresa, não só podem entregar desempenhos melhores como tendem a permanecer mais tempo nela.

Um exemplo pode ajudar a entender essa afirmação.

Imagine profissionais que lidam mais facilmente com pressão, saibam gerenciar o tempo e tenham empatia.

Não é difícil prever que eles tendem a se sair bem em cargos que exigem a gestão de equipes ou o contato com o público.

Além disso, profissionais que acreditam nos propósitos da empresa tendem a “vestir a camiseta”.

O engajamento ocorre de forma mais natural, eles concordam com os valores do negócio e se dedicam no dia a dia para que ele alcance seus resultados.

Outro fator que pesa a favor das soft skills no mercado de trabalho é a produtividade.

Afinal, habilidades comportamentais são capazes de tornar um profissional mais focado, assertivo e motivado.

Com isso, acertar na contratação de um talento com as soft skills necessárias pode significar um retorno financeiro para a empresa.

soft skills quais são principais

Quais são as principais soft skills?

O principal desafio para desenvolver soft skills é saber por onde começar.

Afinal, existem tantas que pode ser difícil imaginar quais devem ser priorizadas para atender às demandas do mercado.

Mas vamos propor um exercício que depende também de uma soft skill: o foco.

Para isso, vamos nos concentrar nas principais habilidades e competências comportamentais, que listamos abaixo, a partir do que recomendam a consultoria ManpowerGroup, a Revista Forbes, o portal Educa Mais Brasil e o site Vagas.com

Veja as 10 soft skills que não podem faltar a qualquer profissional:

1. Comunicação

A habilidade de dialogar com colegas de trabalho para evitar conflitos, resolver divergências e eliminar ruídos que prejudicam a realização de tarefas.

2. Liderança

A capacidade de inspirar funcionários e motivar equipes a entregar resultados, sabendo quando servir de exemplo, quando delegar tarefas e como cobrar desempenho sem constranger o time.

3. Flexibilidade e resiliência

Estão relacionadas à capacidade de se adaptar e continuar produzindo diante das mudanças de cenários, mesmo após experiências difíceis e que trouxeram prejuízos, mas também lições.

soft skills trabalho em equipe

4. Trabalho em equipe

Aí está a essencial habilidade de cooperar com colegas em grupos compostos por pessoas diversas, dando a sua contribuição individual para o interesse coletivo.

5. Criatividade

Tem a ver com a capacidade de inovação, de pensar fora do status quo e de apresentar soluções diferentes para problemas antigos, de maneira diferente do padrão.

6. Proatividade

Capacidade de arregaçar as mangas, avaliar cenários e encontrar caminhos para resolver questões que impedem os resultados ou atrapalham a produtividade.

7. Empatia

É a habilidade de se colocar no lugar do outro, de se conectar com pessoas de diferentes backgrounds e entender a sua abordagem sobre diversos temas e modos de trabalho.

8. Ética no trabalho

Comprometimento com as regras da empresa e com um senso comum de respeito e moralidade no ambiente de trabalho.

9. Pensamento crítico

É a capacidade de questionar métodos, identificar problemas, buscar novas soluções e rever processos, mas com sabedoria.

10. Atitude positiva

Manter-se motivado, otimista, focado nas possibilidades reais e mais nos acertos do que nos erros. Uma postura contagiante diante da equipe.

Quais são as soft skills mais demandadas pelos empregadores?

Seguindo as soft skills que acabamos de relacionar, é bem possível que você atenda ao que a maioria dos empregadores espera.

Mas como esse é um conhecimento subjetivo, é no mínimo improvável assegurar quais são as habilidades que toda e qualquer empresa vai buscar ao analisar o perfil de possíveis talentos.

Ainda assim, você pode se espelhar no chamado Guia PMBOK de boas práticas em gerenciamento de projetos.

Nele, são estabelecidos onze soft skills necessárias para essa tarefa.

São elas:

  • Habilidade de liderança
  • Desenvolvimento da equipe
  • Motivação
  • Comunicação
  • Influência
  • Capacidade de tomar decisões
  • Conhecimento político e cultural
  • Poder de negociação
  • Estabelecimento de confiança
  • Gerenciamento de conflitos
  • Coaching.

Essa última é especialmente importante por estar relacionada a outras possíveis habilidades, que você certamente encontra em listas diferentes.

É que o coaching é uma metodologia que foca justamente no desenvolvimento de competências comportamentais.

Assim, se uma empresa espera que seus líderes tenham a habilidade de inteligência emocional entre as soft skills, é possível que o profissional recorra ao coaching para aprimorar seus pontos fortes e corrigir as fraquezas.

O ponto de partida talvez esteja no autoconhecimento, que é o processo de análise daquilo que o indivíduo tem de melhor e do que precisa evoluir para otimizar a sua performance e se tornar mais completo, alcançando o máximo do seu potencial.

soft skills como desenvolver

Como desenvolver soft skills?

Nós já deixamos a dica no tópico anterior, mas vale enfatizar o caminho para o desenvolvimento de soft skills.

Se você observou a lista e sentiu que precisa aprimorar determinado comportamento para crescer na carreira, saiba que esse é um movimento que depende só de você;

Como são características comportamentais, desenvolver soft skills ficam muito a cargo do indivíduo.

É preciso estar atento às próprias características, dedicado ao autoconhecimento, à melhoria contínua e à reflexão sobre as suas próprias atitudes.

Além da reflexão individual, uma maneira de estimular o autoconhecimento para gerar uma mudança comportamental é apostando no Coaching, como destacamos antes.

A ideia é que essa metodologia ajude o profissional a reconhecer o seu potencial e a desenvolvê-lo.

Outra maneira individualizada de desenvolver as soft skills é, literalmente, se submetendo a elas.

Quer saber trabalhar melhor em equipe? Procure se inserir em ocasiões em que isso é necessário.

Quer tentar praticar sua flexibilidade? Converse com pessoas que têm pontos de vista totalmente diferentes dos seus.

Ou seja, a dica aqui é realmente realizar uma imersão no cenário para o qual deseja se qualificar.

Desenvolver soft skills nas empresas

Se há uma oportunidade de treinamento de soft skills na empresa em que atua, aproveite para participar.

Geralmente, os treinamentos empresariais (in company) são feitos através de simuladores virtuais ou serious games, softwares que reproduzem jogos que têm uma finalidade mais educativa.

Eles servem para treinar ações práticas, como habilidade de dialogar, trabalho em equipe, gerenciamento de tempo e tomadas de decisões.

soft skills exemplos lideres sucesso

Exemplos de soft skills de líderes de sucesso

Existem líderes reconhecidos não necessariamente pelas suas decisões ou pela sua capacidade estratégica, mas por suas soft skills.

Vamos analisar quais são as principais habilidades comportamentais que fizeram alguns deles se destacar e quais exemplos podemos seguir.

Barack Obama

O ex-presidente americano é sempre lembrado como um grande líder. Mas quais foram as soft skills trabalhadas para a construção dessa imagem?

Obama desenvolveu sua habilidade de oratória para entregar discursos carregados de significado e carisma, mesmo quando estão tratando de temas sensíveis para o seu país, como imigração e guerra.

Quando fala, Obama sempre o faz em tom solene, facilmente compreensível e, assim, cria uma sensação de unidade para a população norte-americana.

No que toca à sua habilidade com gestão de equipes, ele se mostra um líder exemplar de várias formas.

Uma delas é por oferecer cursos de coaching para os seus funcionários, treinando o time para que ele consiga tomar decisões importantes quando for necessário.

Em outra demonstração de suas soft skills para gerenciamento de times, o ex-presidente tende a reconhecer o trabalho daqueles que já serviram o país.

Bons exemplos disso podem ser vistos quando a família Obama serve um almoço de Ação de Graças a veteranos de guerra de uma casa de repouso e em seu último discurso como presidente, quando agradece aos sacrifícios de seus funcionários e sua família ao longo dos 8 anos de governo.

Papa Francisco

O atual Pontífice também é um líder com soft skills visíveis.

A principal delas, sem dúvidas, é a sua flexibilidade para aceitar as mudanças necessárias à Igreja Católica, dadas as transformações sociais impostas pelo tempo.

Exemplos dessa flexibilidade foram as suas declarações sobre a necessidade de aceitar os homossexuais, o que é um tabu para muitas religiões cristãs.

Também sobre aceitar os casais que decidiram conviver mesmo sem o casamento religioso, ainda que esse seja um sacramento.

Ele fala ainda sobre a necessidade de educação sexual nas escolas como forma de evitar a gravidez na adolescência.

Com essa habilidade, Papa Francisco consegue trazer a Igreja Católica para os debates dos tempos atuais e continuar angariando jovens fiéis para o seu rebanho.

soft skills steve jobs

Steve Jobs

A liderança meticulosa de Steve Jobs na Apple o tornou um exemplo a ser seguido por muitas pessoas até hoje.

Isso ocorre pelas muitas soft skills que Jobs possuía.

A primeira delas, sem dúvida, era a criatividade.

Afinal, ele foi capaz de imaginar um mundo totalmente do que existia antes da criação dos famosos produtos Apple, a exemplo do iPhone.

A segunda habilidade pessoal a destacar é a sua atenção aos detalhes.

Ela foi a responsável pela simplicidade dos designs e sistemas operacionais da Apple serem reconhecidos até hoje.

Além disso, ela também fez com que o primeiro iPhone fosse refeito até que chegasse ao modelo considerado perfeito.

Sua tendência ao perfeccionismo também influenciou os pontos de venda, impondo padrões impecáveis de atendimento nas lojas da Apple.

Por fim, o foco e a habilidade de tomar decisões de Jobs são outras características que precisam ser aplaudidas.

Chegando à Apple em 1997, a empresa sofria financeiramente por conta de problemas com as vendas de computadores.

O CEO, então, tomou decisões estratégicas para resolver o problema e reergueu a empresa graças à sua intervenção.

soft skills conclusão

Conclusão

Falamos neste artigo sobre as soft skills, habilidades e competências comportamentais.

Apesar de subjetivas, elas ajudam a compor o perfil do profissional ideal para as empresas.

É por isso que buscar o seu desenvolvimento deve ser uma preocupação de todo aquele que deseja ingressar ou se recolocar no mercado.

Por que não começar agora um processo de autoconhecimento?

Se você identificar a carência em determinada soft skill, não espere surgir uma oportunidade, seja uma promoção no atual emprego ou uma vaga dos sonhos.

Este artigo ajudou? Então, compartilhe em suas redes sociais!

3 Comments

Leave a Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *