Share

Projetos sociais: O que são e 15 exemplos para você participar

07 de dezembro 2022, 16:00

Projetos sociais na identidade visual da FIA
4.9/5 - (60 votes)

A existência de bons projetos sociais traz esperança para as pessoas beneficiadas e também para quem já anda descrente em relação ao ser humano.

Eles mostram que, com boa vontade e organização, é possível promover importantes avanços.

É claro que o viés filantrópico não é tudo.

Além de dar a mão a quem precisa, os projetos são responsáveis por gerar empregos e movimentar o mercado.

Segundo o Mapa das Organizações da Sociedade Civil, do IPEA, são mais de 820 mil Organizações da Sociedade Civil no Brasil, gerando 2,9 milhões de empregos formais.

Essa é mais uma evidência da força de um setor que vem conduzindo nos últimos anos uma revolução silenciosa, amparando, dando oportunidades e abraçando os mais carentes.

E você, anda sem esperança ou desanimado em relação ao futuro do país?

Seja qual for o seu sentimento, este artigo vai trazer informações relevantes e exemplos de projetos sociais para você se inspirar.

Confira os tópicos abordados:

  • O que são projetos sociais?
  • 15 exemplos de projetos sociais para voluntariar
  • Qual é a importância dos projetos solidários?
  • Como funcionam os projetos sociais?
  • Como participar de projetos sociais?
  • Por que a FIA se preocupa com os projetos solidários?

Leia até o final, entenda a importância dos projetos solidários e conheça os principais projetos sociais no Brasil.

O que são projetos sociais?

Projetos sociais são iniciativas de pessoas, grupos ou empresas privadas com foco assistencialista.

O objetivo não é o lucro, embora algumas delas gerem receitas com as suas atividades.

No Brasil, eles são conduzidos pelas chamadas Organizações Não Governamentais (ONGs) ou Organizações da Sociedade Civil (OSC).

Normalmente, atuam em regiões carentes, nas quais o poder público não se faz presente.

Podem ainda estar presentes em hospitais, escolas e em outros locais onde se faça necessário algum tipo de ajuda.

É um trabalho digno de aplausos e um modelo para inspirar a todos que tenham o sonho de ver o mundo se tornar um lugar melhor.

A seguir, conheça exemplos de projetos sociais para se inspirar e fazer parte.

Leia também:

15 exemplos de projetos sociais para voluntariar

Os projetos solidários, naturalmente, são mais numerosos em países pobres ou em desenvolvimento, embora existam em todos os cantos do mundo.

Não por acaso, os principais projetos sociais no Brasil se distribuem em diversas áreas: educação, saneamento, meio ambiente e saúde são algumas delas.

Como veremos a seguir, existem iniciativas em diversos campos, alguns atuando em causas que nem mesmo o governo consegue intervir.

Aliás, os diferentes tipos de projetos sociais para comunidades carentes nascem quase sempre em função da incapacidade do poder público em sanar problemas que afetam parte da população.

Nas favelas, por exemplo, é crônico o problema da falta de oportunidades e de saneamento básico, para ficar só nos principais.

Já nas regiões mais áridas do país, o drama mais urgente é a falta de água potável, e por aí vai.

Nesses e em outros casos, as ONGs se tornam a única esperança de quem se encontra sem alternativas.

Conheça a seguir 15 iniciativas de ações sociais na comunidade que estão virando o jogo a favor dos mais necessitados.

Cape Town Smiles

Dentistas trabalhando em projeto social
Este é um projeto social que visa diminuir os impactos da falta de atendimento odontológico nos países pobres

De acordo com a World Dental Federation (em inglês), as doenças bucais afetam cerca de 3,5 bilhões de pessoas em todo o mundo.

Ou seja, praticamente metade da população mundial sofre de algum tipo de problema de saúde relacionado à falta de cuidados com a saúde oral.

Esse é um desafio que afeta inclusive países desenvolvidos, como a Inglaterra, onde a falta de dentistas é considerado um grande obstáculo à saúde pública.

Nos países mais pobres, as doenças bucais se manifestam com ainda mais intensidade, seja como consequência da falta de informação ou levando a outras doenças.

Uma das iniciativas brasileiras visando diminuir os impactos da falta de atendimento odontológico nos países pobres é o Cape Town Smiles.

Intermediada pela ONG Exchange do Bem, ela leva orientação sobre saúde bucal para crianças na Cidade do Cabo, África do Sul.

O projeto já organizou duas viagens, nas quais mais de 300 crianças foram atendidas.

Se você se interessou, veja como participar no site do Cape Town Smiles.

New Hope Peru

A Hogar New Hope é uma casa que abriga 28 crianças entre 2 e 18 anos na cidade de Arequipa, no Peru.

Voluntários compõem a equipe que presta os mais variados serviços, de modo a oferecer às crianças um ambiente acolhedor e estável onde possam se desenvolver.

Essa é a essência do projeto Casita Care, no qual são formados grupos entre 4 a 6 crianças em pequenas casas (casitas) nas quais é designado um tutor voluntário.

Dessa forma, cada uma pode receber a atenção e cuidados necessários pelos participantes do projeto, que atuam como se fossem verdadeiros pais.

Ou seja, é uma proposta diferente dos orfanatos comuns, já que o objetivo é aproximar-se ao máximo de uma atmosfera familiar.

Reflorestamento na Serra da Mantiqueira

Há tipos de projetos sociais também voltados para a sustentabilidade e preservação do meio ambiente.

Com o desmatamento batendo recordes no Brasil, iniciativas como essas são não só bem-vindas, mas imprescindíveis.

A OSC The Nature Conservancy é uma delas, encampando no Brasil diversas frentes de trabalho na linha do conservacionismo.

Entre as mais conhecidas está o Programa Conservador da Mantiqueira, cujo objetivo é recuperar a área florestal da cadeia de montanhas entre os estados do Rio de Janeiro, Minas Gerais e São Paulo.

Entre as ações sociais na comunidade, destacam-se:

  • Conservação do solo e da biodiversidade
  • Segurança hídrica
  • Mitigação das mudanças climáticas.

Há duas formas de participar, como doador ou como trabalhador voluntário, candidatando-se diretamente na página de empregos da TNC (em inglês).

Escolinha Itacoatiara

Localizada em Itacoatiara, no Amazonas, a Escolinha Itacoatiara recebe voluntários do Brasil e do mundo que se disponham a ajudar na educação das crianças da região.

É um exemplo entre projetos sociais para comunidades carentes.

Uma iniciativa do tipo “faz-tudo”, na qual, além de ensinar, o voluntário precisa ajudar também na manutenção do espaço e realização de tarefas domésticas.

Veja o depoimento da voluntária Sandra, que veio da Suíça para colaborar:

“Nunca pensei que um projeto tão simples pudesse ter tanto impacto no dia a dia das crianças.

O fato de elas se lembrarem de quase todos os nomes dos voluntários anteriores e o que aprenderam com eles mostra quanta influência eles tiveram.

Você pode não ver isso nos seus primeiros dias porque a maioria deles é muito tímida.

No início, elas nunca vinham até mim e diziam gostar das minhas aulas, mas com o tempo, passaram a pedir mais.

Aprendi tantas coisas simples sobre a natureza, a humanidade – coisas que muitas vezes esquecemos em nosso cotidiano.

As pessoas lá sabem aproveitar e apreciar a vida.

Eu me diverti muito!”

Projeto Uerê

Crianças brincando graças à ajuda de projetos sociais
Este é atualmente um dos projetos sociais mais longevos em atividade no Brasil

Um dos projetos sociais mais longevos em atividade no Brasil, o Uerê atua há 42 anos no Rio de Janeiro, sempre liderado pela professora Yvonne Bezerra de Mello.

A resiliência da fundadora ao longo das décadas rendeu frutos: o Projeto Uerê se orgulha de ter atendido mais de 130 mil crianças educadas com o método pedagógico Uerê-Mello.

Hoje, 16 professores atendem 300 crianças e jovens em situação de risco social, que recebem educação e formação.

Amigos do Bem

A Amigos do Bem atua no sertão nordestino, uma área onde a pobreza e a falta de recursos é endêmica.

Um dos principais projetos sociais no Brasil, tem como objetivo transformar a vida das pessoas que vivem no semiárido.

Para tanto, promove ações sociais na comunidade, incluindo:

  • Educação: ajudando 10 mil crianças e jovens a ter um futuro melhor
  • Trabalho: gerando mais de 1.500 empregos no sertão
  • Água: perfurando poços artesianos, construindo cisternas e distribuindo água com caminhões pipa
  • Moradia: construindo casas e 4 Cidades do Bem com completa infraestrutura
  • Saúde: levando atendimento médico, odontológico e oftalmológico para milhares de pessoas.

SOS Pantanal

Fundada em 2009, a ONG SOS Pantanal é um dos mais bem estruturados projetos sociais conservacionistas brasileiros, atuando em quatro frentes:

  • Prevenção e combate a incêndios, por meio do programa Brigadas Pantaneiras
  • Facilitando o diálogo entre a sociedade e o governo, de modo a gerar políticas públicas que beneficiem o meio ambiente e o desenvolvimento econômico da região.
  • Restauração socioambiental com projetos de restauração em áreas degradadas prioritárias no Pantanal e seu entorno
  • Produção de conhecimento sobre o Pantanal, monitorando o território remota e presencialmente.

O projeto sobrevive com doações voluntárias, que podem ser feitas pelo site do projeto.

Safisha África

Outro dos projetos sociais para comunidades carentes que vale destacar é o da Safisha Africa Welfare Foundation.

A ONG tem sede em Nairobi, capital do Quênia, e oferece educação às crianças mais vulneráveis nas favelas da região metropolitana.

Há mais de uma década, ela fornece educação, alimentação, uniformes e sapatos para as crianças mais necessitadas poderem continuar com seus estudos.

A instituição já ajudou mais de 7 mil crianças a chegarem à escola, aliviando a pobreza em duas frentes: aulas para 240 crianças e uma Children’s Home, em que 11 crianças recebem atenção familiar, como no projeto Casita Care.

Projetos solidários para a redução do trabalho infantil

Segundo a PNAD Contínua do IBGE de 2019, 1,76 milhão de crianças e jovens estão em situação de trabalho infantil no país, sendo 66% meninos e 34% meninas.

Diante da gravidade desse problema social, diversos projetos vêm ganhando força com foco em erradicar a exploração da mão de obra infantil em nosso país.

Muitos deles você pode encontrar no site da ChildFund Brasil, que funciona como um hub de projetos sociais voltados para a educação e retirada de crianças de situação de risco.

Água pura para crianças

As grandes empresas também estão envolvidas em diferentes tipos de projetos sociais.

Uma delas, a Procter & Gamble, lidera o projeto Água Pura para Crianças que, como o nome já diz, tem como objetivo levar água potável para crianças e jovens carentes.

O programa começou como uma iniciativa sem fins lucrativos, em 2004, e foi crescendo por meio de uma rede de mais de 150 parceiros.

Ele parte de um princípio simples: apenas fornecer água potável pode reduzir o risco de doenças e morte infantil em até 50%.

Com o poder da água pura, crianças podem ter uma vida saudável e frequentar a escola, dando uma chance para suas famílias também experimentarem dias melhores.

Desde o início do programa, foram fornecidos mais de 19 bilhões de litros de água potável, evitando doenças e salvando milhares de vidas.

WWF

O World Wide Fund for Nature (Fundo Internacional para a Natureza) é conhecido desde 1961, quando foi fundado na Suíça com o objetivo de frear a extinção das espécies animais.

No Brasil, ele está presente desde 1996, embora atuasse no país desde 1971, quando liderou um bem-sucedido projeto de recuperação da espécie mico-leão-dourado, que passou de 146 para mais de 3 mil indivíduos.

Ao longo dos anos, o WWF vem se destacando pela sua incansável defesa do meio ambiente, tendo conquistado diversos prêmios, além de figurar nas principais listas de melhores ONGs do mundo.

AMI

Vem de Portugal um dos projetos sociais mais arrojados do mundo, o Assistência Médica Internacional (AMI), que tem como objetivo prestar atendimento médico em situações de crise humanitária.

É algo parecido com o que fazem os Médicos Sem Fronteiras, mas menos focado no atendimento em zonas conflagradas por conflitos armados.

A OSC conta com um programa de voluntariado internacional, no qual as inscrições podem ser feitas diretamente na página de recrutamento da instituição.

FA.VELA

Um dos desafios que a sociedade brasileira tem pela frente é reduzir a criminalidade nas favelas.

Assim, o projeto FA.VELA visa estimular o empreendedorismo social nas regiões mais carentes do Brasil, atuando com projetos em 20 estados da federação.

O nome remete à vela de um barco, que tem a função de apontar para o rumo a ser seguido na navegação.

O projeto consiste na gestão de uma comunidade de empreendedores e voluntários, contando com mais de 200 parceiros e profissionais engajados em cursos e eventos.

Associação Fênix

Ajudar crianças que tenham sido vítimas de abusos em casa é a meta da Associação Fênix, em Curitiba, que também presta auxílio às que tenham contraído o vírus HIV.

Contrastando com os projetos sociais bem estruturados, hoje a ONG encontra-se em dificuldades financeiras, precisando mais do que nunca de doações.

Para ser um doador, basta acessar o site da instituição, no qual constam os dados bancários para envio das contribuições.

Cozinha Solidária

Mão segurando arroz de forma que fique em formato de coração
Cozinha solidária é um projeto social que atende famílias em condições de extrema vulnerabilidade

O projeto Cozinha Solidária é uma das iniciativas da OSC HAJA, que atende famílias em condições de extrema vulnerabilidade em Jardim Gramacho, Rio de Janeiro.

É nessa região que se encontra um dos maiores aterros sanitários da América Latina, no qual centenas de pessoas sobrevivem recolhendo sobras encontradas na montanha de resíduos.

A iniciativa começou em 2021, quando os voluntários do HAJA perceberam que as crianças permaneciam nas dependências da OSC mesmo depois de encerradas as atividades, na esperança de ter algo para comer.

Além desse, a entidade conduz outros três projetos:

  • Educação Integral, com atividades pedagógicas para 106 jovens e crianças
  • Geração de Renda, em que a comunidade tem acesso a cursos profissionalizantes
  • Projeto de Vida, focado em apoiar a entrada de jovens no mercado de trabalho.

Qual é a importância dos projetos solidários?

Os projetos sociais são hoje um dos pilares da sociedade.

Não seria exagero dizer que, sem eles, estaríamos muito próximos do colapso humanitário total.

Eles alcançam pessoas e regiões nas quais o poder público está ausente, fazendo pelas pessoas mais necessitadas o que nenhum político foi capaz.

Apoiá-los é um exercício de cidadania e um dever cívico para com aqueles que sofrem com as falhas do estado de bem-estar social.

Como funcionam os projetos sociais?

A maioria dos projetos sociais funciona como uma empresa.

Você poderá notar que a maioria deles conta com uma setorização idêntica à das organizações privadas com fins lucrativos.

A diferença fica por conta justamente da finalidade que, sendo assistencial, não pode objetivar o lucro, embora haja ONGs e OSCs que angariem recursos com a venda de produtos.

Por isso, a maior parte desses projetos subsiste graças às doações voluntárias, que podem ser feitas esporadicamente ou na forma de contribuições mensais.

Como participar de projetos sociais?

Ainda que existam projetos sociais de grande porte e que contratem trabalhadores, eles dependem quase sempre de voluntários para levar adiante suas iniciativas.

Dessa forma, você pode participar sendo contratado para exercer uma função específica, sendo remunerado por isso ou trabalhando como voluntário.

Em ambos os casos, o pagamento mais valioso não é em dinheiro, mas na contribuição que você vai dar para fazer do mundo um lugar melhor.

Cada esforço vale muito e faz toda a diferença para mudar para melhor a vida das pessoas que mais precisam.

Por que a FIA se preocupa com os projetos solidários?

A FIA Business School está ao lado das grandes empresas que apoiam projetos sociais. A iniciativa se divide em dois programas:

  • CAPJovem: projeto social de Capacitação Acadêmica e Profissional, com bolsa de 100%
  • CAPExecutivo, criado há 15 anos com a finalidade de capacitar executivos que estejam desempregados há pelo menos 4 meses para reingressarem no mercado de trabalho ou desenvolverem o próprio negócio.

Conclusão

Somos entusiastas dos projetos sociais em suas mais diversas vertentes, porque eles sintetizam o que o ser humano tem de melhor.

Eles são fundamentais para que a sociedade olhe para o futuro por uma perspectiva mais solidária, na qual o desenvolvimento não se dissocia dos mais nobres valores.

E você, apoia algum projeto social ou gostaria de fazer parte de um?

Queremos saber a sua opinião!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

SEM TEMPO PARA LER AGORA?
Sobre a FIA Business School:

Com um olhar sempre no futuro, desenvolvemos e disseminamos conhecimentos de teorias e métodos de Administração de Empresas, aperfeiçoando o desempenho das instituições brasileiras através de três linhas básicas de atividade: Educação Executiva, Pesquisa e Consultoria.

CATEGORIAS
  • Categorias

POSTS EM DESTAQUE
FIQUE POR DENTRO!

Condições de parcelamento

Valor do curso

Valor do curso para empresa parceira

à vista

R$ 42.900,00

R$ 30.030,00

12 x

R$ 3.694,00

R$ 2.585,65

18 x

R$ 2.507,00

R$ 1.754,51

24 x

R$ 1.914,00

R$ 1.339,21

30 x

R$ 1.558,00

R$ 1.090,24

Condições de parcelamento

Valor do curso

Valor do curso para empresa parceira

à vista

R$ 45.400,00

R$ 31.780,00

12 x

R$ 3.910,00

R$ 2.736,33

18 x

R$ 2.653,00

R$ 1.856,76

24 x

R$ 2.025,00

R$ 1.417,25

30 x

R$ 1.649,00

R$ 1.153,78