Share, , Google Plus, Pinterest,

Posted in:

Ascensão profissional: o que é, critérios e dicas de especialistas

ascensão profissional o que é critérios dicas especialistas

Como você busca a sua ascensão profissional?

Esse até pode não ser o seu objetivo imediato, mas, certamente, não cairia mal uma promoção ou um incremento nos rendimentos, certo?

Você poderia até argumentar que, com mais dinheiro e autonomia no trabalho, vêm mais responsabilidades e até problemas. E não estaria 100% errado.

Mas, avaliando por outra perspectiva e fazendo um resgate histórico, não é difícil concluir que o ser humano não foi feito para se acomodar.

Os incessantes fluxos migratórios da humanidade e movimentos como as Grandes Navegações são algumas provas imediatas disso.

Portanto, ascender profissionalmente é algo para o qual, de certa forma, todos nós somos preparados.

Pode não existir uma maneira confortável para isso, mas quem chegou lá costuma dizer que vale a pena.

Você gostaria de progredir na carreira de forma consistente?

Se é essa sua decisão, então, essa trajetória de sucesso começa agora, ao prosseguir na leitura deste artigo.

Veja os tópicos que preparamos para você:

  • O que é a ascensão profissional?
  • Qual a importância de uma ascensão profissional?
  • Quais são os passos para alcançar a ascensão profissional?
  • Como se preparar para a ascensão no trabalho
  • Principais fatores e critérios para uma ascensão profissional
  • 6 dicas para você ascender profissionalmente em 2019
  • Exemplos de ascensão profissional
    • Luiza Helena Trajano
    • Edson Bueno
    • Larry Ellison
    • Chris Gardner.

Vá em frente e boa leitura!

ascensão profissional o que é
Uma boa ascensão profissional é o desejo da maioria das pessoas

O que é a ascensão profissional?

Ascensão profissional é um conceito relacionado à evolução na carreira.

Uns dizem que ela nada mais é do que uma sucessão de promoções até que se atinja um cargo máximo.

Para outros, equivale a conduzir o próprio negócio e, com ele, ganhar a vida para si e para a família.

Ambas as definições estão certas.

Por isso, ascensão profissional é toda sequência de acontecimentos pelas quais uma pessoa progride material e intelectualmente enquanto ser produtivo.

Qual a importância de uma ascensão profissional?

Claro que todos têm o direito de permanecerem onde estão, se assim desejarem.

Afinal, ninguém é obrigado a aceitar uma carga maior de responsabilidades contra sua vontade.

No entanto, é fato que todos estamos sujeitos a ficar para trás quando nos acomodamos.

A competição, independentemente de ser boa ou má, é a regra geral no mercado de trabalho e, por que não dizer, na vida.

Assim sendo, quem não dá importância à ascensão profissional, em vez de conservar o que tem, tende mais a perder.

É por isso que profissionais ambiciosos (no bom sentido) tendem a ser bem vistos.

Sendo assim, pense no custo-benefício em ambos os sentidos.

Ou seja, enquanto um profissional satisfeito com o seu emprego se arrisca a ser ultrapassado, um que busca avançar está sempre muito atarefado.

O que você prefere?

ascensão profissional quais os passos para alcançar
Não há regras na ascensão profissional, mas buscar capacitação com certeza ajuda

Quais são os passos para alcançar a ascensão profissional?

A ascensão profissional, como se pode perceber, não acontece da noite para o dia.

Antes de ser promovido ou contratado para uma função superior, três passos essenciais precisam ser dados.

Todos eles são fundamentais, ou seja, não existe ascensão sem que tenham sido seguidos à risca.

Veja quais são a partir de agora.

Capacitar-se

Não existe ascensão que dispense a qualificação.

Logo, não há gerente de recursos humanos que não tenha, pelo menos, o curso superior de Administração ou equivalente concluído.

Assim sendo, para cada função, é indispensável a formação equivalente.

Para cada avanço na carreira, pelo menos uma nova qualificação terá que ser agregada.

Seja uma faculdade, um curso ou uma pós-graduação, o fato é que, sem se qualificar, não há como avançar.

Atualizar-se

A formação é o primeiro passo e requisito fundamental para progredir na carreira.

Contudo, apenas formação não basta, afinal, a prática é sempre diferente da teoria.

Não significa que a teoria não tenha valor, mas apenas que são coisas distintas.

Também quer dizer que toda profissão, em termos práticos, exige atualização.

Quantas vezes não ouvimos dizer: “Ah, fulano está desatualizado, usa práticas superadas há anos”.

É mais ou menos nessa linha que você deverá considerar a necessidade por buscar conhecimento atualizado.

Profissional “up-to-date”, afinal, nunca fica para trás.

Relacionar-se

Uma carreira não se constrói de forma solitária.

Embora o esforço pessoal seja a base de tudo, a verdade é que sempre dependeremos de outras pessoas de alguma forma.

É nessa parte que o terceiro passo para a ascensão profissional deve ser dado.

Trata-se do relacionamento, esse componente tão importante e que nem sempre recebe a atenção devida.

Relacionar-se implica cultivar um bom networking, ou seja, sua rede de contatos profissionais.

Recorde a expressão “quem não é visto não é lembrado”.

É nessa linha que você deverá pautar seus relacionamentos.

Por outro lado, não deixe para procurar por indicação apenas quando precisar.

Esteja sempre interessado no que as pessoas que considera importantes estão fazendo.

Uma delas fez aniversário? Parabenize.

Se preciso, guarde a data para não depender de lembretes do Facebook.

Agindo dessa forma, você estará sempre “na mira” e em condições de ser indicado.

ascensão profissional como se preparar para
Planejar sua carreira é uma possibilidade e ajuda a traçar metas e objetivos

Como se preparar para a ascensão no trabalho

Não se pode ascender profissionalmente sem um planejamento mínimo.

Afinal, se as empresas precisam de um plano de negócios, o mesmo se aplica às pessoas que delas fazem parte.

É por isso que a clássica pergunta “onde você planeja estar daqui a 5 anos?” é feita nas entrevistas de emprego.

O objetivo é justamente avaliar a capacidade que o candidato tem de traçar planos e definir metas.

Por isso, você deve se preparar, caso realmente queira subir na carreira ou nos seus próprios negócios.

Aqui, o ideal é representar essa ascensão em números.

O mesmo vale para quem já está empregado e quer ser promovido.

Defina, por exemplo:

  • Quanto quero ganhar?
  • Em quanto tempo consigo esse salário/rendimento?
  • Que qualificações devo obter?
  • Para quais empresas se candidatar?
ascensão profissional principais fatores critérios para uma
Fatores como produtividade e relacionamento com colegas importam muito

Principais fatores e critérios para uma ascensão profissional

Cada empresa ou carreira adota critérios peculiares para definir quem é promovido ou contratado e quem não é.

Alguns deles são comuns a todos os cargos, independentemente do nível de escolaridade e função.

Podemos destacar, então, os seguintes:

  • Produtividade
  • Interação/Colaboração/Espírito de equipe
  • Organização do local de trabalho e do tempo
  • Qualidade do atendimento (em especial no setor de serviços)
  • Relacionamento com colegas e superiores
  • Atitude
  • Comportamento
  • Habilidades.

Quanto mais atributos você reunir, mais chances terá de ser promovido ou de melhorar sua performance naquilo que faz.

Se a sua meta é subir em uma empresa, procure saber que fatores fazem a diferença nas avaliações.

E se você tem como objetivo expandir ou abrir um negócio, então, procure observar o que outros empresários do mesmo ramo fizeram para alcançar o sucesso.

ascensão profissional 6 dicas para você ascender profissionalmente em 2019
Ter uma boa rede de contatos e sempre buscar soluções e não desculpas são boas dicas para ascender na carreira

6 dicas para você ascender profissionalmente em 2019

Estamos caminhando para os últimos meses do ano, o que não quer dizer que suas metas não possam ser realizadas até dezembro.

Diz um ditado que “sorte é quando o preparo encontra a oportunidade”. Batido? Pode ser, mas não deixa de ser uma grande verdade.

Com isso, queremos dizer que, quanto mais preparado você estiver, maiores as chances de os resultados acontecerem antes mesmo do previsto.

Tudo vai depender do seu esforço e do que o destino lhe reservar.

Confira, então, algumas dicas que vão te ajudar a acelerar o processo.

1. Buscar o autoconhecimento

A base para a realização profissional não está no sucesso em si.

Bons salários, cargos elevados e muito poder podem não significar nada se eles não estão conectados às aspirações e valores pessoais.

Por isso, o autoconhecimento é tão importante.

Conhecer os próprios limites, talentos e capacidades é um grande trunfo.

Assim, você sempre saberá onde está pisando e como projetar seus próximos passos.

“Conhece-te a ti mesmo”, já ouviu ou leu essa frase? É do filósofo grego Sócrates.

Pois é a partir do seu próprio universo que as coisas fora dele vão mudar.

Quanto mais você se conhece, mais seguro estará do que faz.

As pessoas ao seu redor vão perceber isso.

Isso inclui, obviamente, parceiros de negócios, chefes e recrutadores.

2. Investir em formação

Já destacamos a capacitação como uma etapa indispensável para o crescimento profissional.

O mesmo vale para a necessidade por atualização.

Pense no seguinte: quanto mais você sabe, menos ameaçadora será a concorrência.

Nesse aspecto, quem está sempre em busca de conhecimento, não importa de que fonte venha, está sempre à frente.

Você já teve a sensação de que queria muito fazer algo depois de ver alguém fazer bem feito, não?

Tenha a certeza de que esse profissional que te inspirou tem conhecimento profundo, de si mesmo, de seus talentos e do que faz.

Junto a isso, é garantido que ele investiu pesado em formação.

E você, quer ser uma inspiração ou mais um lutando por um lugar ao sol?

3. Fazer contatos e propostas

Essa dica está ligada à necessidade de se relacionar para avançar.

Já que estamos usando e abusando dos ditos e frases populares, aqui vai mais uma: “Quem tem boca vai à Roma”.

Mesmo que tenha investido em formação e qualificação, se você ficar sentado, as coisas dificilmente vão acontecer.

Em muitos momentos, será preciso uma ação mais direta.

Quer dizer que você poderá ter que ou oferecer seus serviços ou fazer propostas de negócios.

Nem sempre haverá uma vaga esperando por você.

Em muitos casos, é você que terá que criar as oportunidades.

Quer um exemplo?

Vamos imaginar que você cursou Biologia.

Onde estarão as melhores oportunidades para a sua carreira?

A sustentabilidade, por exemplo, está em voga. Não seria o caso de seguir por essa linha?

O princípio vale para todas as áreas.

Procure ver o que dá certo, onde estão as oportunidades e faça acontecer.

4. Pensar sempre em soluções

Além de inspirarem, os profissionais acima da média têm outra coisa em comum: eles sempre têm uma solução.

E, mesmo que não tenham, eles não se negam a buscar conhecimento ou ferramentas para encontrá-las.

Essa é a postura que vai levar você a ascender profissionalmente.

Em vez de dizer “não sei”, você pode dizer “não sei, mas vou procurar saber e, em seguida, volto com uma resposta”.

Pense que, por mais difícil que uma tarefa pareça, provavelmente, alguém já conseguiu realizá-la.

Claro que, em alguns casos, é preciso bom senso e coerência.

Os profissionais acima da média, afinal, também são humildes em reconhecer quando algo não está ao seu alcance.

O mais importante é estar sempre disposto a encontrar respostas enquanto houver a mínima chance disso acontecer.

5. Usar a tecnologia de forma saudável

A diferença entre o veneno e o remédio está na dosagem.

Isso vale para o uso que fazemos dos bens e objetos que possuímos.

Afinal, eles nos usam ou nós é que fazemos uso deles?

Essa questão se aplica ao uso da tecnologia.

Smartphones conectados à internet são ruins? Não necessariamente.

Tudo vai depender de como os utilizamos.

Se aproveitamos suas facilidades para coisas úteis (como fazer cursos online, por exemplo), então, eles serão um remédio.

Mas, se nada mais fazemos que não seja acessar redes sociais e procurar saber da vida alheia, então, estaremos nos envenenando.

Simples assim.

6. Ler autores de diversos estilos e segmentos

O hábito da leitura é outra característica de profissionais de sucesso.

Há exceções? Sim, sempre há.

Mas perceba que ser exceção quer dizer que algo foge do normal.

Você pode até chegar em algum lugar sem ler, mas as chances disso acontecer são bastante reduzidas.

Além disso, não basta ler apenas livros e materiais relacionados à sua profissão.

Isso porque um leque variado de opções em termos de leitura vão te dar uma velocidade de raciocínio muito acima de média.

Também vão ajudar a melhorar a sua capacidade de se expressar, tanto na parte escrita quanto verbal, como na criatividade.

Sendo assim, não deixe de ler os grande nomes da literatura, revistas e jornais sempre que puder.

ascensão profissional exemplos

Exemplos de ascensão profissional

Inspiração nunca é demais.

A trajetória profissional é cheia de obstáculos, desafios e problemas para se resolver.

Em muitos momentos, vai faltar a motivação para seguir adiante.

Nessas horas, quando parecer que não há mais esperança, são os bons exemplos que vão nos servir como um combustível extra.

Pais, avós, familiares e amigos próximos podem servir, nesse aspecto.

Contudo, há histórias profissionais tão ricas e cheias de ensinamento que não se pode ignorá-las.

Conheça algumas delas.

Luiza Helena Trajano

Você pode até dizer que Luiza Helena Trajano começou trabalhando na loja que era dos seus pais e que isso já seria um grande facilitador.

O que talvez não seja tão fácil é transformar uma pequena loja de presentes de uma cidade do interior paulista em uma das maiores do país.

Por isso, a trajetória de Luiza Helena Trajano, a grande líder da Magazine Luiza, é tão inspiradora.

Uma característica marcante dessa incrível empresária é a ousadia.

Luiza sempre apostou alto em nesse caminho, os resultados são sempre os melhores.

Tamanha projeção a fez ser reconhecida pela Revista Forbes como uma das mulheres mais influentes do Brasil.

Sem dúvida, um grande exemplo para todos nós.

Edson Bueno

Outro grande profissional cujas origens estão no interior paulista é o médico Edson Bueno.

O nome talvez seja estranho para você, mas o da Rede Amil, não.

E pensar que o seu fundador, que perdeu o pai com apenas 5 anos de idade, teve até que trabalhar como engraxate.

E o que você diria de um aluno que repete a quarta série do ensino fundamental por quatro vezes?

Foram algumas das dificuldades que o Dr. Edson superou até se formar em Medicina.

Graduado, ele teve como primeiro emprego um cargo no hospital São José, em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense.

Pensa que ficou tudo bem? Não, o hospital era mal gerido, precário e, constantemente, os salários dos médicos e profissionais de saúde atrasaram.

Para resumir, Edson arregaçou as mangas e tornou-se sócio na gestão do hospital, que serviu como uma espécie de “laboratório” que levou à criação da Amil.

Larry Ellison

As dificuldades na infância, em alguns casos, parecem servir como mola propulsora para certas pessoas.

É o caso de Larry Ellison, que foi entregue pela mãe para ser criado pelos tios.

Tentou, sem sucesso, concluir o ensino superior nas universidades de Illinois e de Chicago.

Não bastasse isso, trabalhou em empregos de baixa qualificação por, pelo menos, 10 anos.

Foi então que, em 1977, ele viria a abrir uma pequena empresa para desenvolver softwares.

Nascia, assim, a Oracle, uma das potências mundiais no segmento de tecnologia.

Chris Gardner

Talvez o nome Chris Gardner não seja tão familiar para você, mas o filme “À Procura da Felicidade”, protagonizado por Will Smith, sim.

Nesse sucesso do cinema, é contada uma parte da história desse grande homem de negócios, que um dia teve que dormir em abrigos públicos com seu filho.

Gardner, que hoje comanda a corretora Gardner Rich, é, sem dúvida, uma das maiores inspirações para quem acha que um sonho não pode ser alcançado.

E se você ainda não assistiu o filme, fica desde já nossa recomendação para conhecer essa quase inacreditável história de superação.

Conclusão

As trajetórias de homens e mulheres de sucesso comprovam que, sem o esforço correspondente, não há crescimento.

Esse princípio vale para a vida profissional e até para relacionamentos.

Em outras palavras: são as atitudes é que contam.

Foi essa a ideia que tentamos passar por este artigo.

Esperamos que sirva como orientação e inspiração para sua ascensão profissional.

Não deixe, ainda, de se manter bem informado, acompanhando outros textos do blog, e de investir no seu conhecimento.

Para tanto, visite o site da Fundação Instituto de Administração (FIA) e encontre a sua próxima formação.

Se o artigo foi útil, compartilhe. Deixe seu comentário abaixo.

3 Comments

Leave a Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *