Share, , Google Plus, Pinterest,

Posted in:

Endomarketing ou Marketing Interno: Guia Completo

endomarketing marketing interno guia completo

Ações de endomarketing são capazes de melhorar o desempenho e a produtividade de qualquer empresa, gerando impacto direto sobre os resultados.

Isso acontece porque valorizam o trabalho dos colaboradores, fazendo com que se tornem mais próximos e cultivem um relacionamento positivo com a organização.

Essa é uma das justificativas para o marketing interno estar se popularizando nas últimas décadas.

Lideranças e executivos perceberam as vantagens de potencializar a comunicação intra-muros, estabelecendo uma relação de parceria com seus funcionários.

Mas, ao contrário do que parece, nem toda iniciativa de endomarketing envolve alto custo financeiro.

Com uma estratégia adequada, abertura para sugestões e continuidade, qualquer empresa pode se beneficiar do marketing interno.

Neste artigo, apresentamos um guia completo para você começar hoje mesmo a implantar o endomarketing, promovendo resultados positivos.

Vamos em frente?

Se desejar, navegue pelos seguintes tópicos:

  • O que é Endomarketing ou Marketing Interno?
  • Para que serve o Endomarketing?
  • Por que investir em Endomarketing?
  • Tipos de Endomarketing
  • 5 Cases de Endomarketing
  • 13 Táticas de Endomarketing para você aplicar na sua empresa.

Boa leitura!

O endomarketing serve para criar uma cultura interna e valorizar os relacionamentos dentro da empresa

O que é Endomarketing ou Marketing Interno?

Endomarketing é um conjunto de iniciativas destinadas ao público interno da empresa, ou seja, aos seus colaboradores.

Por ter como foco o atendimento aos desejos e necessidades dos trabalhadores, também é chamado de marketing interno.

De acordo com estudos na área, esse conceito existe no Brasil desde a década de 1970, quando foi trazido pelos pesquisadores Saul Faingaus Bekin e Ernani Beyrodt.

O endomarketing pode ser descrito como um braço importante da comunicação interna de uma organização, pois se propõe a engajar os funcionários a partir de sua valorização, enxergando neles uma parte essencial para o sucesso da empresa.

Confraternizações, prêmios, treinamento e espaço para feedback constante são algumas ferramentas que integram a estratégia de endomarketing.

Para que serve o Endomarketing?

Um dos primeiros pesquisadores a escrever sobre endomarketing foi o consultor de empresas Saul Bekin, que afirma o seguinte no livro “Endomarketing: Como praticá-lo com sucesso“:

“Sua finalidade é promover entre os funcionários e os departamentos os valores destinados a servir o cliente ou, dependendo do caso, o consumidor. Essa noção de cliente, por sua vez, transfere-se para o tratamento dado aos funcionários comprometidos de modo integral com os objetivos da empresa”

Assim, o endomarketing enxerga os empregados como os primeiros clientes de uma empresa e, portanto, devem ser conquistados antes mesmo dos clientes externos.

Em outras palavras, os esforços para atrair e fidelizar clientes devem se iniciar com o público interno de qualquer organização.

Afinal, quando se sentem parte da companhia, tendo suas necessidades e desejos atendidos, os funcionários se tornam verdadeiros defensores, “vestindo a camisa” e indicando os produtos ou serviços da empresa a seus conhecidos.

Eles também passam a ter mais qualidade de vida no trabalho, o que aumenta a sua satisfação e, por consequência, sua produtividade.

Em resumo, o marketing interno fortalece uma relação de confiança junto aos empregados, fazendo com que enxerguem a companhia de uma maneira positiva.

endomarketing por que investir
O investimento financeiro e de tempo no endomarketing é baixo e seus resultados podem ser excelentes

Por que investir em Endomarketing?

Existem vários motivos que justificam o investimento em endomarketing.

Como explicamos acima, um dos mais conhecidos inclui o aumento da produtividade, resultado da valorização do capital humano.

Também acaba com ruídos ou interferências na comunicação entre profissionais e departamentos, facilitando a troca de informações, aprendizado e otimização de processos.

O marketing interno gera, ainda, uma identificação entre o empregado e a companhia, reduzindo a rotatividade ou turnover.

Em alguns segmentos de mercado, a exemplo de empresas de telemarketing, a rotatividade é bastante comum, o que exige tempo e recursos financeiros para a substituição constante dos funcionários e para o treinamento dos novos colaboradores.

Já quando há uma estratégia de marketing interno bem fundamentada, os empregados acabam se enxergando como colaboradores que estão ali não apenas por um salário.

Ao conhecerem e se identificarem com a missão e visão da empresa, seu trabalho ganha um propósito e sentido, o que diminui sua vontade de deixar a organização.

Se tiverem um plano de carreira, por exemplo, tendem a visualizar seu crescimento e futuro dentro da empresa.

Além disso, os empregados passam a espalhar sua visão positiva sobre a organização aos familiares, amigos e conhecidos.

Isso significa que, ao investir em endomarketing, a empresa estará dando o primeiro passo para criar ou proteger a reputação, tendo por base a opinião positiva do público interno.

endomarketing tipos
O endomarketing pode se manifestar em diversos setores, como a comunicação e recursos humanos

Tipos de Endomarketing

Embora sejam sinônimo de marketing interno, as ações nesse campo envolvem esforços de setores como comunicação, recursos humanos e gestão de eventos, formando diversos tipos de endomarketing, como veremos agora.

Endomarketing na Comunicação

A relação com a comunicação interna se dá porque o endomarketing interfere diretamente na maneira como a empresa dissemina e recebe informações.

Quando está centrada no público interno, essa comunicação tende a se tornar mais clara, transparente e eficaz, porque existe a valorização das ideias dos funcionários.

Por um lado, a companhia agrega eficiência aos processos de divulgação de comunicados, mudanças, metas e expectativas, esclarecendo o porquê de cada atividade.

E, por outro lado, ela estabelece canais de comunicação simples, que se mantêm abertos para que profissionais de qualquer nível hierárquico possam se manifestar sobre diferentes assuntos.

Um exemplo são as caixas de sugestões e redes sociais corporativas, porém, nada supera um ambiente favorável a feedbacks dados pessoalmente.

Endomarketing nos Recursos Humanos

Como está relacionado à qualidade de vida no trabalho, o marketing interno abrange iniciativas do departamento de recursos humanos.

Sua equipe pode atuar de modo estratégico, identificando necessidades dos empregados e trabalhando em soluções efetivas.

Exemplo disso são programas de valorização, premiação de boas práticas e construção de planos de carreira sólidos, que servem como atrativos para os funcionários.

Nesse cenário, é importante pensar além dos bônus financeiros, respondendo às demandas dos trabalhadores e compreendendo seus anseios.

Endomarketing em Eventos

O setor de eventos tem papel importante na estratégia de marketing interno, pois viabiliza recompensas e um ambiente de trabalho mais colaborativo.

Semanas de integração e treinamentos são ferramentas que promovem o aprimoramento profissional, ajudando a manter os empregados motivados e a melhorar sua capacidade para as tarefas diárias.

Já as festas, coquetéis e outros tipos de confraternização são maneiras de recompensar a dedicação dos funcionários e reforçar a colaboração como um fator importante para as conquistas da empresa.

endomarketing 5 cases nestle

5 cases de Endomarketing

Agora que você já conhece o conceito e aplicações do marketing interno, trazemos exemplos práticos que deram certo em empresas de diferentes áreas.

Não se esqueça que as ideias fazem parte de uma estratégia maior de endomarketing, que permite a observação dos empregados para suprir suas demandas com eficiência.

Case Nestlé

Assim como outras grandes empresas, a Nestlé investia em diversos programas voltados ao bem-estar e saúde, porém tinha dificuldades para gerenciar seu retorno e adesão pelos colaboradores.

Pensando nisso, contratou uma parceira para organizar e orientar os funcionários, disponibilizando informações quanto a diferentes benefícios, como plano médico, odontológico e descontos em medicamentos.

A solução encontrada foi a implementação do programa “Saúde na Linha”, que utilizou o telemonitoramento para empoderar cerca de 1.200 empregados, a fim de que fizessem uma melhor gestão dos programas necessários para melhorar sua qualidade de vida.

Case Toyota

A montadora japonesa é famosa por implantar um modo de produção que revolucionou o mercado mundial depois da Segunda Guerra Mundial: o toyotismo.

Aplicado na fabricação diferentes bens de consumo, o modelo tem como principal característica a produção por demanda, evitando desperdício de tempo e recursos.

Mas o que talvez você não saiba é que a Toyota se tornou referência internacional devido a sua estratégia de endomarketing, que cria e mantém relacionamentos fortes com os funcionários.

Assim que são contratados, eles recebem um treinamento de cinco meses antes de assumir suas tarefas.

O período gera integração e identificação com a cultura da empresa, pois o novo colaborador conhece cada uma das etapas de fabricação de veículos.

A partir de seu início efetivo, o profissional também encontra espaço para dar sugestões, o que resulta na proposição de milhares de ideias anualmente e na inovação inspirada na visão dos empregados.

Case FIAT

Outra montadora que se destaca pelo marketing interno é a FIAT, que procura marcar presença em momentos importantes da vida dos funcionários, realizando eventos como festas para aniversários de casamento e debutantes.

No dia a dia, a companhia dispõe de uma plataforma que facilita a comunicação entre equipes e departamentos, incluindo um botão para falar com o presidente de forma direta.

Porém, a ação mais famosa – e inusitada – dessa estratégia são os testes-drive com lançamentos, feitos pelos próprios empregados.

Case Seculus da Amazônia

Atuante na produção de relógios, a companhia pertence ao Grupo Seculus, que tem sede em Belo Horizonte/MG.

Inspirada pelo Dia dos Namorados de 2017, a empresa aproveitou o clima afetivo para se aproximar da história de colaboradores e seus parceiros através da campanha Aperta o Play, Cupido!.

Aqueles que compartilharam uma foto na intranet junto a seu par e a uma música que fizesse parte da trajetória do casal, participaram de um sorteio concorrendo a jantar, ensaio fotográfico, sessão de cinema e ilustração personalizada.

As canções citadas foram unidas e formaram uma playlist, disponibilizada pelo perfil da Seculus da Amazônia no Spotify.

Segundo pesquisa divulgada pela organização, 35% dos empregados participaram da iniciativa, gerando 300% mais interações na intranet e inúmeros feedbacks positivos.

Case Portobello

Conhecida pela fabricação de cerâmicas, a empresa viu a produtividade saltar 31% entre 2010 e 2014, após implantar um programa de desenvolvimento e crescimento na carreira.

Gibis, cartilhas e até jogos de tabuleiro foram utilizados para mostrar os passos rumo à ascensão profissional e disseminar a cultura da organização.

endomarketing 13 táticas para voce aplicar na sua empresa

13 Táticas de Endomarketing para você aplicar na sua empresa

Depois de conhecer fontes de inspiração para a sua estratégia, resta só saber como colocar em prática.

Neste tópico, trazemos uma seleção com táticas para te ajudar a aplicar o marketing interno de um jeito eficaz.

Confira!

1. Pesquisa de satisfação

Essa é uma boa ideia para ter insights sobre o que não está funcionando bem na empresa e estruturar uma estratégia adequada.

O ideal é que as questões da pesquisa sejam pensadas por gestores e profissionais de recursos humanos, considerando demandas observadas na rotina da companhia.

Priorize perguntas diretas e de múltipla escolha, que são mais simples de responder.

Mas não se esqueça de incluir espaços a cada fase para que os funcionários deem sugestões de melhoria.

2. Comunicação clara

Parece óbvio, mas muitas organizações ainda sofrem com ruídos e mal-entendidos quanto a comunicados internos, divulgação de campanhas e metas.

O problema é que, quando não compreendem um objetivo ou os degraus para chegar até ele, os empregados não conseguem executar suas tarefas com assertividade.

Por isso, ao enviar comunicados, boletins e outros conteúdos informativos, prefira uma linguagem simples e deixe o canal aberto para possíveis dúvidas.

Ações que envolvem prazos, como campanhas e metas, podem ser divulgadas em locais vistos por todos os funcionários, como quadros de avisos e intranet.

3. Canais para sugestões

Falamos acima sobre as boas práticas da Toyota, que inova graças à participação dos colaboradores.

Afinal, são eles que enfrentam as barreiras no dia a dia e, portanto, faz sentido que tenham ideias úteis para solucionar vários problemas.

Por isso, é essencial que a sua estratégia de endomarketing inclua canais que se mantenham ativos, recebendo e valorizando as sugestões dos empregados.

Vale apostar em mecanismos tradicionais, como uma caixa de sugestões ou e-mail específico, evoluindo aos poucos para um chat ou um WhatsApp corporativo, reuniões de brainstorming e votações para escolher a solução mais vantajosa.

4. Feedback constante

Além dos canais para sugerir melhorias, mantenha um clima favorável para as avaliações pontuais, com feedbacks constantes.

Esse retorno pode ser quinzenal, por exemplo.

Ele mostra não somente que o gestor e a empresa se preocupam com o desempenho dos funcionários, como também que estão abertos ao diálogo.

5. Treinamentos

Outro fator que destaca a valorização do capital humano são os treinamentos.

Investir em capacitação de maneira contínua permite o aperfeiçoamento profissional, amplia os conhecimentos, leva à satisfação do colaborador e aumenta sua produtividade.

6. Iniciativas de integração

Para tornar o ambiente mais colaborativo, é importante oferecer oportunidades de integração entre as pessoas, departamentos e equipes, seja em festas, cafés da manhã, brunches ou dinâmicas de grupo.

Essas iniciativas permitem que os empregados conheçam colegas de outras áreas, troquem informações e tenham uma visão mais ampla sobre seu papel na companhia.

Estabelecer planos e incluir os funcionários aumenta seu engajamento

7. Plano de carreira

Explicamos, antes, como o plano de carreira diminui a rotatividade em uma organização, mas esse não é seu único benefício.

A ferramenta ajuda na formação de lideranças e incentiva os funcionários a produzir mais e melhor, pois enxergam chances reais de promoção.

8. Benefícios

Plano de saúde, vale alimentação e auxílio para o transporte são os mais comuns, mas há opções bastante variadas de benefícios para conquistar seus clientes internos.

Dependendo daquilo que eles priorizam, sua companhia pode oferecer descontos em lojas, auxílio para pagar a creche dos filhos, passe livre em academia, entre outros.

9. Flexibilidade de horários

Se possível, permita que seus colaboradores trabalhem no período mais conveniente para eles.

Atualmente, a flexibilidade de horários é um grande atrativo, pois ajuda a equilibrar os compromissos profissionais e pessoais.

10. Ambiente diferenciado

Essa é uma tendência entre as companhias mais jovens, especialmente as startups.

Para diminuir o estresse e a pressão no trabalho, elas promovem atividades como o Dia da Família, no qual familiares podem visitar os funcionários, ou o Dia do Pet, quando os empregados podem trabalhar acompanhados por animais de estimação.

Alguns locais permitem que os colaboradores se vistam de forma descontraída, enfeitem o posto de trabalho como desejarem ou façam pausas para relaxar durante a jornada de trabalho junto a videogames, jogos de tabuleiro e até massagens.

11. Premiação individual e em equipe

Formule, junto ao RH, formas de recompensa para os colaboradores mais esforçados e engajados, que podem ser desde viagens até um dia em um spa ou uma folga.

Se possível, ofereça também prêmios em equipe quando metas forem batidas.

Desse modo, você fortalece tanto a dedicação individual quanto a colaboração.

12. Palestras e workshops com foco em inteligência emocional

A inteligência emocional é um dos atributos mais relevantes para o sucesso das empresas, já que favorece uma postura equilibrada, mesmo diante de fracassos ou perdas.

Portanto, é útil investir em palestras, workshops e até treinamento nesse campo, levando conscientização aos funcionários e favorecendo um ambiente agradável e tranquilo.

13. Elogios públicos

Feedbacks podem ser dados apenas às pessoas envolvidas, principalmente se evidenciarem pontos negativos, evitando a exposição dos colaboradores.

No entanto, os bons exemplos e iniciativas de sucesso precisam ser divulgados, mostrando reconhecimento e, se for o caso, de que maneira o funcionário foi recompensado pela ação benéfica.

Ainda que você não tenha recursos para premiar o empregado ou ele tenha apresentado somente uma ideia simples, agradeça publicamente.

Essa prática faz com que o colaborador se sinta observado, valorizado e serve como incentivo para que os colegas também se manifestem quando tiverem ideias e sugestões.

Conclusão

Ao longo deste artigo, mostramos conceitos, exemplos e táticas do endomarketing ou marketing interno.

Esse campo reconhece os funcionários como os primeiros clientes de um negócio e aplica as ferramentas de marketing para conquistar o público interno.

Quando existe uma estratégia bem pensada, o endomarketing resulta em aumento na produtividade e na satisfação dos empregados, que se tornam verdadeiros defensores de uma marca.

E uma das formas de manter o engajamento da sua equipe é investindo em cursos e capacitação constante.

A Fundação Instituto de Administração (FIA) pode te ajudar no aperfeiçoamento profissional. Acesse o site e encontre cursos para diferentes momentos da carreira.

Se gostou deste conteúdo, deixe um comentário.

Navegue pelo nosso blog para se manter bem informado sobre o universo da administração, empreendedorismo e performance empresarial.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *