Share, , Google Plus, Pinterest,

Posted in:

Nota do MEC: para que serve, importância e como consultar

Você tem o hábito de consultar a nota do MEC de instituições de ensino?

Pois saiba que isso pode ser importante para a sua carreira.

Quem pretende estrear no mercado de trabalho com o pé direito, sabe que o ingresso no Ensino Superior é uma etapa fundamental, não é mesmo?

E é justamente nesse sentido que a nota do MEC tem um peso grande.

O conhecimento especializado e as habilidades adquiridas na faculdade, além de ajudarem a conquistar um bom emprego, também representam um diferencial no ganho salarial dos profissionais.

Afinal, em um mercado tão disputado e exigente, quem corre atrás de se qualificar já garante uma vantagem competitiva, concorda?

E é por isso que ingressar em uma instituição (seja ela privada ou pública) de excelência e qualidade reconhecida é tão importante nos dias de hoje.

Mas como escolher em qual faculdade estudar? Entre vários aspectos, a nota do Ministério da Educação (MEC) serve como parâmetro para guiar a sua decisão.

Se você já se deparou com esse conceito, mas ainda não entendeu muito bem o que ele significa, não se preocupe. Foi pensando em tirar as suas dúvidas sobre o tema que preparamos este artigo.

A seguir, entenda como funciona a nota do MEC, quais são os principais instrumentos de avaliação utilizados e porquê é importante se preocupar com isso no momento de escolher uma instituição de Ensino Superior.

Você também pode navegar pelos seguintes tópicos:

  • O que é a nota do MEC?
  • O que é cadastro no MEC?
  • Como consultar faculdade no MEC: passo a passo
    • Como consultar a nota de faculdades
    • Como consultar a nota de um curso específico
  • Avaliação da FIA no MEC
    • Quadro comparativo entre faculdades de Administração
  • Quais são os riscos de entrar em um curso com as notas baixas?
  • Como ela impacta nas possibilidades do estudante em ingressar no mercado de trabalho?
  • Quais os instrumentos de avaliação do MEC?
  • O que é o Enade?
  • Indicadores de desempenho do MEC
    • Conceito do Enade
    • CPC
    • IGC
  • Por que se preocupar com a nota do MEC?
  • O que significa nota 5 no MEC?

Vamos lá?

O que é a nota do MEC?

Nota do MEC
O que é a nota do MEC?

Antes de explicar o que é a nota do MEC, vale uma rápida contextualização.

De acordo com o mais recente Censo do Ensino Superior, realizado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), o Brasil tem hoje mais de duas mil instituições de ensino superior, entre públicas e privadas.

Mas será que todas elas são realmente confiáveis? Como saber, entre tantas faculdades, quais as opções que melhor atendem às expectativas?

Se definir uma carreira já não é processo simples, imagine, então, ter que entender quais são as universidades verdadeiramente comprometidas com a qualidade que dizem oferecer.

Nesses casos, um dos caminhos é recorrer à nota do MEC.

Por meio desse conceito, é possível verificar se essas instituições têm, de fato, as condições adequadas para formar novos profissionais.

E, assim como o Ministério da Educação avalia o desempenho dos estudantes do Ensino Médio por meio do Enem, por exemplo, as instituições de ensino também devem ser avaliadas.

Em linhas gerais, o MEC atribui notas de 1 a 5 às universidades com base em indicadores que visam avaliar os seguintes aspectos das instituições de ensino (IEs):

  • Infraestrutura
  • Corpo docente
  • Desempenho do estudante
  • Projeto pedagógico.

Assim, quanto mais alta é a nota, melhor também é a colocação das universidades em determinado indicador.

Confira o que significa cada uma dessas notas:

  • NOTAS 1 e 2: Rendimento abaixo da média, muito insatisfatório;
  • NOTA 3: Nota atribuída quando os requisitos são minimamente atendidos. É alcançada pela maioria das IEs;
  • NOTA 4: Nota acima da média, entregando mais do que o mínimo exigido pelo MEC;
  • NOTA 5: Símbolo de excelência. Significa que a IE e seus cursos são de alto nível, servindo como verdadeira referência para os demais.

E por que atribuir essa pontuação é importante?

Por diversas razões.

Veja quais são os principais objetivos do MEC com esse tipo de avaliação:

  • Orientar as IEs sobre o que precisa ser melhorado na instituição, seja referente à grade curricular ou projeto pedagógico de algum curso específico, ao corpo docente ou à própria infraestrutura do local;
  • Servir de referência para que os estudantes acertem na escolha de uma IE de qualidade;
  • Melhoria da qualidade do ensino superior por meio da elaboração de normas e políticas públicas adequadas.

E para conferir os resultados não tem segredo. Tudo fica disponível no site do Ministério da Educação para consulta.

Vamos entender como funciona esse portal com mais detalhes a seguir.

O que é cadastro no MEC?

Cadastrado no MEC
O que é cadastro no MEC?

Para garantir a transparência das avaliações realizadas e a acessibilidade para todos, o MEC disponibiliza o e-MEC – um sistema online que reúne os principais dados de cursos e IEs brasileiras.

Segundo o próprio órgão, por meio desse sistema, “as instituições de educação superior fazem o credenciamento e o recredenciamento, buscam autorização, reconhecimento e renovação de reconhecimento de cursos”.

Já os futuros acadêmicos só precisam acessar o endereço do e-MEC para avaliar cursos e universidades em todo o país.

Na busca interativa, por exemplo, você pode consultar as instituições apontando no mapa a região de interesse, conforme mostra a figura abaixo:

Busca Interativa no MEC
Busca Interativa

A consulta avançada, por sua vez, permite a pesquisa tanto pelo nome do curso quanto pelo nome da IE, com opções de filtros variadas.

Para não restar dúvidas na hora de fazer sua consulta, preparamos um passo a passo utilizando a FIA como exemplo. Confira a seguir!

Como consultar faculdade no MEC: passo a passo

Como consultar faculdade no MEC
Como consultar faculdade no MEC: passo a passo

Na hora de buscar informações sobre determinadas instituições de ensino superior, o e-MEC é uma ótima opção, já que funciona como um banco de dados online e supercompleto.

Essa etapa é muito importante para que você possa descobrir quais são as notas conferidas pelo MEC em diferentes indicadores.

Assim, tem propriedade para concluir se deseja ou não ingressar nessas unidades.

E para começar sua consulta, não tem nenhum mistério.

Perceba que, nas abas superiores, você consegue selecionar de que maneira deseja fazer a sua pesquisa.

Vamos, então, usar como exemplo a Consulta Avançada:

Consulta Avançada no MEC
Consulta Avançada

Note que, nessa opção, você pode consultar por:

  • Instituição de Ensino Superior
  • Curso de Graduação
  • Curso de Especialização

Como consultar a nota de faculdades

Se a ideia é descobrir como determinada faculdade é avaliada, o primeiro passo é digitar, na aba da Consulta Avançada, o nome da unidade de interesse e usar filtros para auxiliar a busca.

O nome da instituição vai aparecer logo abaixo da sua janela de pesquisa.

Como consultar a nota de faculdades
Como consultar a nota de faculdades

Repare que, no próprio resultado, o MEC já disponibiliza algumas notas no lado direito, como IGC e CI.

Se você não faz ideia do que significam essas siglas, não tem problema. Veremos os detalhes sobre cada uma delas um pouco mais à frente, ok?

Por ora, basta entender que, no caso da FIA, todos eles apresentam nota máxima.

Mas, se você ainda quiser ver mais detalhes sobre a instituição, basta clicar na lupa localizada ao lado direito.

Mais detalhes sobre uma instituição
Mais detalhes sobre a instituição

Na nova janela aberta, então, são disponibilizados todos os dados da IE, assim como as notas de 1 a 5 atribuídas pelo MEC para os seguintes indicadores:

  • CI – Conceito Institucional: avalia a Instituição de uma maneira geral;
  • CI – EaD – Conceito Institucional EaD;
  • IGC – Índice Geral de Cursos: reúne em um único indicador a qualidade geral de todos os cursos oferecidos pelas IEs;
  • IGC Contínuo.

Na mesma janela, você também encontra o histórico desses indicadores nos últimos anos.

Como consultar a nota de um curso específico

Se a ideia é consultar um curso específico, também é possível.

Volte para a aba de Busca Avançada e selecione a opção Curso de Graduação.

Como consultar a nota de um curso específico
Como consultar a nota de um curso específico
Curso de Administração
Curso de Administração

Veja que o resultado para o curso de Administração apresenta os seguintes indicadores:

  • Enade: Exame Nacional do Ensino Superior
  • CPC: Conceito Preliminar do Curso: inclui a avaliação de estudantes, conteúdo, professores e diversos recursos utilizados dentro do curso de graduação
  • CC: Conceito de Curso: nota final que o MEC atribui a determinado curso
  • IDD: Índice de Desenvolvimento Discente: mede o valor agregado do curso e o desenvolvimento dos estudantes concluintes

No nosso exemplo da FIA, o curso de Administração recebeu nota máxima de excelência em 3 dos 4 indicadores.

Avaliação da FIA no MEC

FIA no MEC
Avaliação da FIA no MEC

Agora que você já sabe como consultar as faculdades e os cursos no cadastro do MEC, que tal você mesmo conferir a avaliação da FIA no MEC?

Você pode checar todos os detalhes aqui neste endereço.

Mas, caso esteja com o tempo curto, a gente faz resumo das avaliações dos principais indicadores feitas pelo Ministério da Educação:

Avaliação institucional

  • CI – Conceito Institucional = 5 (nota máxima)
  • IGC: Índice Geral de Cursos = 5 (nota máxima)

Avaliação do curso de administração

  • Enade – Exame Nacional do Ensino Superior: 5
  • CPC – Conselho Preliminar de Curso: 5
  • CC: Conceito de Curso: 5
  • IDD: Índice de Desenvolvimento Discente: 4

No site do MEC, você também pode perceber que todos os índices de excelência têm se mantido ao longo de vários anos, mostrando o total comprometimento da faculdade com aquilo que oferece.

Quadro comparativo entre faculdades de Administração

E já que estamos falando do curso de Administração, preparado para conhecer quais são as melhores faculdades brasileiras nessa modalidade?

No quadro abaixo, você consegue acompanhar os 10 nomes que obtiveram os melhores desempenhos nos índices do último Conceito Preliminar de Curso (CPC) do MEC realizado.

Confira!

Quadro comparativo entre faculdades de Adm
Quadro comparativo entre faculdades de Administração

Quais são os riscos de entrar em um curso com as notas baixas?

Riscos de entrar em um curso com as notas baixas
Quais são os riscos de entrar em um curso com as notas baixas?

Você já acompanhou ao longo do texto como o MEC avalia as instituições de ensino e quais critérios são levados em consideração, certo?

Agora imagine que alguém, por falta de conhecimento ou ingenuidade sobre um suposto custo-benefício satisfatório, matricule-se por impulso em uma faculdade qualquer, sem antes pesquisar seus índices de qualidade conferidos por um órgão oficial.

A verdade é que, com tantas faculdades disponíveis hoje em dia, sempre existirá a possibilidade de nos depararmos com uma de baixa qualidade.

E o que isso significa?

Ora, faculdades mal avaliadas pelo Ministério da Educação podem oferecer diversos riscos ao estudante, inclusive o de não ter o diploma reconhecido ou até mesmo a falta de garantia na conclusão do curso.

Isso porquê, muitas vezes, faculdades com índices de qualidade muito baixo acabam sendo interditadas pelo órgão, já que não oferecem as condições mínimas, que variam desde instalações físicas ou na qualidade de ensino.

Ou seja, além de o estudante correr um sério risco de se prejudicar devido à falta de infraestrutura, ele pode ainda jogar dinheiro fora e não conseguir se formar.

Portanto, todo cuidado na hora de escolher uma faculdade é pouco.

Como ela impacta nas possibilidades do estudante em ingressar no mercado de trabalho?

Ingressar no mercado de trabalho
Como ela impacta nas possibilidades do estudante em ingressar no mercado de trabalho?

Todos sabemos como um diploma é importante na vida de quem pretende ingressar no mercado de trabalho, não é mesmo?

Afinal, um canudo na mão abre muitas portas, já que, de maneira geral, significa que o profissional reúne conhecimentos especializados e habilidades importantes para exercer sua função.

Além disso, quem pretende prestar concursos para nível superior só será aceito pelos órgãos se possuir diploma reconhecido pelo MEC.

Acontece que muitos desses diplomas são oferecidos por IEs não tão bem avaliadas pelo MEC, o que significa que os estudantes formados nessas unidades, provavelmente, não correspondem às demandas e expectativas do mercado.

Por outro lado, quanto maior a nota da instituição de graduação, mais o profissional tende a ser bem visto em termos de empregabilidade.

Quem se forma em uma universidade nota 5, certamente, estuda com os melhores professores, em um local com excelente infraestrutura e cujo desenvolvimento acadêmico teve como base conteúdos ricos e diferenciados.

Quais os instrumentos de avaliação do MEC?

Instrumentos de avaliação do MEC
Quais os instrumentos de avaliação do MEC?

Dentro do MEC, quem é responsável por toda a parte de avaliação das IEs é o Sinaes – o Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior.

O Sinaes conta com três componentes principais para garantir a nota do MEC: a avaliação das instituições, dos cursos e do desempenho dos estudantes.

De acordo com o portal do Sinaes, o sistema avalia todos os aspectos que giram em torno de eixos como:

  • Ensino
  • Pesquisa
  • Extensão
  • Responsabilidade social
  • Desempenho dos alunos
  • Gestão da instituição
  • Corpo docente
  • Instalações.

E é justamente para isso que foram criados os três principais componentes que vamos conhecer a seguir: o Enade, o CPC e o IGC.

O que é o Enade?

O que é o Enade?
O que é o Enade?

O Enade é o Exame Nacional do Ensino Superior.

Ele funciona mais ou menos como o famoso Enem.

Porém, em vez de avaliar estudantes do Ensino Médio, o foco do Enade é no desempenho dos universitários.

O exame, desenvolvido pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), é obrigatório em todas as instituições de ensino credenciadas pelo MEC e acontece anualmente, sempre intercalando os cursos (ou seja, cada curso é avaliado a cada 3 anos).

Com isso, tanto alunos que estão começando quanto os que estão concluindo o curso são avaliados a partir dos seguintes aspectos:

  1. Conteúdos programáticos
  2. Habilidades
  3. Competências adquiridas durante a formação.

A ideia é também atestar se os cursos estão, de fato, se comprometendo com o que se propuseram nas emendas curriculares.

Em 2019 é a vez de novos cursos serem avaliados:

Áreas relativas ao grau de bacharel

  • Agronomia
  • Arquitetura e Urbanismo
  • Biomedicina
  • Educação Física
  • Enfermagem
  • Engenharia Ambiental
  • Engenharia Civil
  • Engenharia de Alimentos
  • Engenharia de Computação
  • Engenharia de Produção
  • Engenharia de Controle e Automação
  • Engenharia Elétrica
  • Engenharia Florestal
  • Engenharia Mecânica
  • Engenharia Química
  • Farmácia
  • Fisioterapia
  • Fonoaudiologia
  • Medicina
  • Medicina Veterinária
  • Nutrição
  • Odontologia
  • Zootecnia.

Áreas relativas ao grau de tecnólogo

  • Tecnologia em Agronegócio
  • Tecnologia em Estética e Cosmética
  • Tecnologia em Gestão Ambiental
  • Tecnologia em Gestão Hospitalar
  • Tecnologia em Radiologia
  • Tecnologia em Segurança no Trabalho.

Antes de realizarem o exame, os estudantes selecionados também devem responder ao Questionário do Estudante, um documento online que tem por objetivo traçar o perfil socioeconômico do aluno e obter dele uma espécie de feedback sobre a instituição.

Lembrando que quem não realiza a prova ou deixa de responder ao questionário não consegue colar grau.

Indicadores de desempenho do MEC

Indicadores de desempenho do MEC
Indicadores de desempenho do MEC

Tudo esclarecido até agora?

Então, chegou a hora de entender com mais detalhes como esses indicadores funcionam.

Como já mencionamos aqui no artigo, quem avalia a qualidade das IEs é o Sinaes – O Sistema Nacional de Avaliação de Ensino Superior.

Basicamente, o Sinaes funciona promovendo a melhoria da qualidade do ensino superior.

Para isso, três indicadores principais são avaliados: a instituição, os cursos e o desempenho dos estudantes.

Vamos falar com mais detalhes sobre cada um deles!

Conceito do Enade

Lá atrás, nós já demos uma pincelada sobre o Enade – Exame Nacional do Ensino Superior, não é mesmo?

E é por meio do resultado do desempenho geral dos participantes do Enade que o Inep calcula o “Conceito ENADE”, um critério que indica o nível de qualidade do curso.

Assim como os demais indicadores que veremos a seguir, as notas atribuídas variam de 1 a 5.

De maneira geral, o Conceito Enade, além de avaliar o grau de absorção do conteúdo programático pelos estudantes, também serve como um termômetro dos cursos das instituições.

Se a nota de determinado curso for abaixo da média, significa que ele não está cumprindo com a grade proposta pelo MEC.

Os resultados do Enade, por sua vez, servem de base para calcular o CPC e o IGC, conceitos que vamos entender agora mesmo.

CPC

CPC significa Conselho Preliminar de Curso.

O objetivo deste indicador é avaliar a qualidade dos cursos de graduação e, para isso, conta com uma série de componentes.

São eles:

  • Desempenho dos estudantes no Enade – Nota do Enade
  • Valor agregado pelo curso ao desenvolvimento dos estudantes concluintes (IDD)
  • Perfil do Corpo docente (Regime de Trabalho e Titulação) – Censo Superior
  • Percepção Discente sobre as Condições do Processo Formativo – Questionário do Estudante no Enade.

O CPC, então, é uma espécie de análise preliminar da condição dos cursos das IEs no Brasil.

IGC

O Índice Geral de Cursos é um indicador que reúne uma avaliação geral e mais completa de todos os cursos de graduação e pós-graduação de uma faculdade.

Ele é calculado anualmente com base nas seguintes variáveis:

  • Média dos CPC do último triênio, relativos aos cursos avaliados da instituição;
  • Média dos conceitos de avaliação dos programas de pós-graduação stricto sensu atribuídos pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) na última avaliação trienal disponível;
  • Distribuição dos estudantes entre os diferentes níveis de ensino, graduação ou pós-graduação stricto sensu.

Por que se preocupar com a nota do MEC?

Nota do MEC
Por que se preocupar com a nota do MEC?

Se você sonha em construir uma carreira e trabalhar com o que ama, é bem provável que não meça esforços para alcançar o seu objetivo.

Com isso, investe tempo, energia e dinheiro no curso de sua preferência.

Imagine, então, se dedicar dessa forma e não ter o diploma válido ou a chance de concluir a sua formação?

Isso pode acontecer se você ingressar em uma faculdade mal avaliada pelo MEC.

Por isso, a nota do MEC deve ser prioridade do estudante na hora de escolher uma universidade.

O diferencial está, sobretudo, em:

  • Infraestrutura adequada e moderna
  • Corpo docente preparado
  • Ementa do curso de acordo com as exigências do MEC.

Antes de prestar o vestibular ou realizar a matrícula, é importante comparar as várias notas atribuídas pelo Ministério da Educação de acordo com diferentes critérios.

Caso seu curso de interesse seja presencial, aproveite também para conhecer a infraestrutura da faculdade pessoalmente.

Busque informações sobre a IE na internet e converse com atuais e ex-alunos da instituição para ajudar na escolha da universidade certa.

Combinado?

O que significa nota 5 no MEC?

O que significa nota 5 no MEC?
O que significa nota 5 no MEC?

Até aqui, você já sabe que o MEC atribui notas de 1 a 5 de acordo com a qualidade das IEs.

E que as instituições de Ensino Superior que recebem nota 5 em suas avaliações representam excelência e qualidade naquilo que oferecem.

Significa que elas não só cumprem com o conteúdo programático exigido pelo MEC, como também possuem os melhores professores, ótimas instalações e um desempenho incrível por parte de seus estudantes.

E é por isso que quem pretende estrear com o pé direito no mercado de trabalho ou dar um salto na carreira não pode abrir mão de uma IE bem avaliada pelo MEC.

Conclusão

Os indicadores utilizados para determinar a nota do MEC servem como base para o funcionamento de um curso, seja de graduação ou pós-graduação.

Conhecer separadamente cada uma dessas avaliações é, certamente, um diferencial na hora de se decidir por uma instituição de ensino, já que são avaliados fatores importantes para que os alunos tenham um ensino de qualidade.

O estudante precisa ter em mente que esses valores exercerão uma grande influência em sua formação, que pode ser prejudicada ao optar por uma faculdade mal avaliada ou até mesmo não reconhecida pelo MEC, por exemplo.

Tanto na modalidade presencial quanto no ensino a distância, depois que um curso de nível superior começa a funcionar, o MEC precisa reconhecê-lo.

E, depois, como mencionamos no artigo, a avaliação dos cursos é realizada de forma alternada, a cada três anos.

Bom, agora que você já sabe o que é a nota do MEC e como esse pode ser um importante critério no momento de optar por uma instituição de ensino superior, lembre-se sempre de fazer a pesquisa sobre o local que deseja estudar.

A Fundação Instituto de Administração (FIA), por exemplo, foi avaliada com nota 5. Ou seja, é excelente no Enade, no CPC e no IGC.

E você, já sabe qual carreira quer seguir? Gostou de entender como funciona a nota do MEC? Deixe seu comentário!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *