Share

MBA: o que é, tipos, quanto tempo dura e quem pode fazer

19 de abril 2022, 19:00

Para dar o próximo passo na carreira, você vai de MBA, especialização ou mestrado?

Pergunta difícil, cuja resposta depende justamente do que você está fazendo neste momento: buscando informações.

A verdade é que opções de ensino não faltam.

Há diferentes tipos de MBA, cursos de pós-graduação, mestrado profissional e acadêmico.

Cada formato tem seu público específico.

Desta maneira, acertar na escolha exige reconhecer seus interesses, identificar objetivos, estudar o mercado e comparar as ofertas de qualificação.

Quem pode fazer MBA não necessariamente se beneficia da sua metodologia.

Por outro lado, quem precisa de uma qualificação que contribui diretamente com a sua atuação profissional deve privilegiar aspectos práticos em detrimento de teóricos.

Então, MBA é mestrado?

Qual a diferença entre MBA e pós-graduação? E quando se fala em MBA, como funciona esse curso?

Se você tem essas e outras dúvidas, este artigo vai apresentar as respostas que procura.

Além de entender os conceitos, você vai conhecer as metodologias mais recomendadas para profissionais experientes e para recém-formados.

Também vai saber tudo o que deve levar em conta para tomar a sua decisão de forma assertiva.

Seja a escolha por MBA, especialização ou mestrado, até o final da leitura você estará mais tranquilo para definir qual caminho seguir.

Siga acompanhando o artigo, no qual abordaremos os seguintes tópicos:

  • O que é MBA?
  • Como funciona o MBA?
  • Qual a importância do MBA para a carreira profissional?
  • Quais os principais tipos de MBA?
  • Que título recebe quem faz MBA?
  • Quanto tempo dura um MBA?
    • Qual a carga horária do curso?
  • Quem pode fazer MBA?
    • Para fazer MBA precisa ser graduado?
    • Quem fez tecnólogo pode fazer MBA?
  • Como é o processo seletivo para MBA?
  • Quando fazer um MBA?
  • É possível fazer MBA online?
  • É possível conseguir uma bolsa de estudos para MBA?
  • MBA tem prova?
  • Quanto custa um MBA no exterior?
  • Qual o melhor MBA do Brasil?
  • Qual o salário de um MBA?
  • Qual o melhor MBA para administração?
  • O que é MBA executivo?
  • Qual a diferença entre MBA e especialização?
  • Qual a diferença entre Lato Sensu e MBA?
  • Quais as principais diferenças entre pós-graduação e MBA?
  • Qual a melhor escolha para recém-formados?
  • Qual a melhor escolha para profissionais experientes?
  • Critérios de decisão
  • O que considerar na escolha?
    • Como escolher a melhor instituição?
  • Mercado de trabalho
  • Mestrado: é para mim?
    • Diferenças entre mestrado profissional e mestrado acadêmico.

O que é MBA?

MBA: o que é, tipos, quanto tempo dura e quem pode fazer
O que é MBA?

MBA é a sigla para Master of Business Administration, uma formação em nível de pós-graduação voltada a executivos.

Fora do Brasil, o aluno finaliza o curso recebendo título equivalente ao de mestre em administração de empresas.

Contudo, MBA não é mestrado, mas um curso de especialização lato sensu, já que é direcionado para a prática profissional.

É correto ver o MBA como uma metodologia de formação de executivos e gerentes de projetos.

Por suas características, ele costuma ser procurado por profissionais que desejam crescimento na carreira.

Não são novatos, tampouco veteranos preparando a saída do mercado.

Geralmente, acumulam alguma experiência em empresas de médio ou grande porte, vendo no MBA a porta de entrada para avançar na carreira.

Um curso de MBA como especialização agrega conhecimentos aprofundados sobre administração.

Para ser reconhecido pelo Ministério da Educação, precisa ter pelo menos 360 horas/aula – importante destacar, contudo, que o padrão global é ligeiramente superior, com carga total de 500 horas.

Como é essencialmente prática e pouco teórica, a formação dá destaque à análise e debate sobre cases empresariais em sala de aula, com a mediação do professor.

Apesar disso, não dispensa a apresentação de monografia para avaliação final.

Como funciona o MBA?

O MBA funciona como um curso de pós-graduação voltado para profissionais que desejam se especializar na área de administração empresarial.

É indicado tanto para alunos recém-formados quanto para aqueles que já têm certa rodagem no mercado de trabalho.

Atende profissionais com familiaridade com o mundo da gestão corporativa e também quem ainda deseja entrar nesse meio.

Como estamos falando de cursos com caráter profissionalizante ou de especialização, é comum que o MBA tenha horários mais flexíveis, com aulas aos finais de semana, por exemplo, ou disponíveis para assistir online no horário preferido do aluno.

Tudo para que o estudante consiga conciliar sua carreira com os estudos.

Quem opta por fazer um MBA vai ver disciplinas como contabilidade, marketing, recursos humanos, liderança, finanças, empreendedorismo e performance empresarial em sua grade curricular.

Na prática, essa pós-graduação busca desenvolver novas competências de forma que o profissional possa se sentir mais capacitado e confiante para encarar os desafios do mundo corporativo.

Qual a importância do MBA para a carreira profissional?

O MBA é um curso de pós-graduação que oferece a possibilidade de você dar uma guinada na sua carreira profissional.

Isso porque o modelo executivo, ao contrário de outros tipos de formações, como o mestrado e o doutorado, tem um foco muito maior no mercado de trabalho.

Portanto, é uma oportunidade única para profissionais ampliarem seu networking, compartilharem experiências, dividirem interpretações sobre estudos de caso, terem acesso a conteúdos disponibilizados por professores de outros lugares do mundo e muito mais.

Além disso, o MBA é uma formação absolutamente democrática.

Qualquer pessoa com uma graduação no ensino superior pode fazer parte de um programa e se dedicar a estudar sobre gestão empresarial.

Se você é médico, advogado, engenheiro, jornalista, professor, cozinheiro ou profissional de qualquer outra área pode se especializar para comandar o seu próprio negócio ou assumir um cargo executivo em uma empresa, por exemplo.

Ou seja, oportunidades não faltam para quem optar por fazer um MBA e investir na sua carreira profissional.

Quais os principais tipos de MBA?

MBA: o que é, tipos, quanto tempo dura e quem pode fazer
Quais os principais tipos de MBA?

Os MBAs podem ser divididos de duas maneiras distintas, conforme as suas áreas de atuação e especificidade e também de acordo com o seu princípio norteador.

Na primeira diferenciação, temos os seguintes exemplos de MBAs:

  • MBA Executivo em Gestão de Marketing
  • MBA Executivo em Recursos Humanos
  • MBA Executivo em Liderança
  • MBA Executivo em Gestão de Negócios
  • MBA Executivo em Projetos Estratégicos.

Já a segunda categorização é um pouco mais complexa e divide MBA em dois tipos: executivo e profissional.

Veja algumas características de cada:

MBA executivo

MBA: o que é, tipos, quanto tempo dura e quem pode fazer
MBA executivo
  • Modalidade lato sensu (programas de especialização)
  • Confere o título de especialista
  • Possui carga horária de no mínimo 360 horas
  • Tem duração de, em média, um ano
  • Oferece uma visão mais generalista da profissão
  • Conta com inúmeros cursos no Brasil.

MBA profissional ou mestrado profissional

  • Modalidade stricto sensu (caráter de mestrado)
  • Confere o título de mestre
  • Possui carga horária de até 720 horas
  • Tem duração de dois a três anos
  • Oferece uma visão mais aprofundada da profissão
  • Conta com poucos cursos no Brasil.

Que título recebe quem faz MBA?

A grande maioria dos programas de MBA seguem o modelo executivo.

Ou seja, oferecem uma visão mais generalista da atuação na área de gestão e, portanto, oferecem a titulação de especialista.

Os poucos MBA profissionais disponíveis no Brasil seguem a titulação internacional, oferecendo a distinção de mestre para quem conclui a pós-graduação.

Afinal, oferecem uma formação mais aprofundada e contam com um rigor acadêmico maior.

Quanto tempo dura um MBA?

Conforme dito anteriormente, existem no Brasil dois tipos principais de MBA, o executivo e o profissional.

Entre as suas diferenças está o tempo de duração.

Enquanto o primeiro leva entre um e dois anos, o segundo pode levar até três anos.

Qual a carga horária do curso?

Quanto à carga horária, o MBA executivo, respeitando o modelo lato sensu, possui uma duração mínima de 360 horas.

Enquanto isso, o profissional pode ter até 720 horas.

Quem pode fazer MBA?

O MBA é indicado para qualquer profissional que tenha ensino superior completo e deseja atuar na área de gestão corporativa.

O aluno interessado nessa pós-graduação não precisa necessariamente ter sua formação em administração ou qualquer área afim.

Basta ter o interesse em seguir uma carreira mais voltada para esse segmento.

Para fazer MBA precisa ser graduado?

Para fazer MBA, o aluno precisa ter alguma formação em ensino superior.

É necessário ter o diploma em mãos, concedido de preferência por uma instituição reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC).

Quem fez tecnólogo pode fazer MBA?

Tecnólogos com certificado de ensino superior também podem cursar um MBA.

Não há qualquer restrição quanto ao tipo de graduação.

Qualquer diploma de bacharelado, licenciatura ou tecnólogo deverá ser aceito em qualquer programa de Master of Business Administration no Brasil.

Como é o processo seletivo para MBA?

O processo seletivo para cursar um MBA costuma variar dependendo do curso e da instituição escolhida, mas não costuma fugir muito destas etapas:

  • Apresentação do diploma
  • Avaliação do currículo e comprovação da experiência profissional
  • Teste de habilidades, competências e proficiência em um segundo idioma
  • Entrevista para ajuste de expectativas.

Quando fazer um MBA?

Você pode fazer um MBA de olho em diferentes perspectivas e planos de carreira.

O motivo mais óbvio é a busca por cargos de nível mais elevado, como de analista e executivo, mas essa não precisa ser necessariamente a sua escolha.

É possível buscar esse tipo de formação para dar uma mudança de ares na sua profissão, deixando de lado uma graduação antiga, por exemplo.

A especialização também pode servir como um processo de desenvolvimento contínuo dentro da gestão empresarial, encontrando uma vivência de mercado que talvez você ainda não tenha obtido.

É possível fazer MBA online?

A tecnologia oportunizou uma maior democratização no acesso à educação.

Com o ensino a distância, profissionais com jornadas pouco flexíveis agora conseguem cursar um MBA online.

Existem modalidades semipresenciais, que mesclam algumas aulas na sede física e outras pela internet, e as 100% remotas, em que o aluno consegue aprender de qualquer lugar.

É possível conseguir uma bolsa de estudos para MBA?

Investir em um MBA pode exigir um esforço econômico importante, principalmente para quem está iniciando a trajetória profissional e ainda não tem uma condição financeira bem estabelecida.

Nesse sentido, recorrer a uma bolsa de estudos ou a um financiamento estudantil acaba sendo uma alternativa interessante.

Existem instituições e programas de governo que oferecem esse tipo de subsídio, caso do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies), que também custeia cursos de pós-graduação.

É claro que, para ter acesso a esses subsídios, o estudante precisa se encaixar em um determinado perfil sócio-econômico e contar com um bom histórico escolar.

MBA tem prova?

O processo seletivo para ingressar em um MBA varia de instituição para instituição, mas, via de regra, não há aplicação de prova.

Entre os critérios avaliados estão: apresentação do diploma, comprovação de experiência no mercado, análise de currículo, proficiência em um segundo idioma, teste de habilidades e competências e, por fim, uma entrevista para alinhar os objetivos do aluno com o que o curso tem a oferecer.

Quanto custa um MBA no exterior?

O investimento para cursar um MBA no exterior pode ser bem alto, sobretudo com a desvalorização do real perante o dólar americano e o euro, moedas das principais instituições de ensino superior internacionais.

Segundo levantamento (em inglês) do Financial Times, a Escola de Altos Estudos Comerciais de Paris (HEC) é a que oferece os melhores cursos de MBA no mundo.

Para se ter uma ideia, o programa mais barato na HEC custa 76 mil euros, ou seja, cerca de R$ 500 mil.

Isso sem falar em todos os outros gastos com alimentação, transporte e moradia que uma vida em outro país também demanda.

A saída encontrada por muitos brasileiros que têm o sonho de fazer MBA no exterior é se candidatar a bolsas de estudos, sejam elas parciais ou totais, ou ainda a um financiamento estudantil internacional.

Qual o melhor MBA do Brasil?

O Brasil possui uma série de instituições bem posicionadas no ranking das melhores do mundo.

A Fundação Instituto de Administração (FIA) é uma delas, aparecendo em posição de destaque na classificação (em inglês) do Financial Times.

Na FIA você encontra uma oferta muito ampla de cursos, incluindo MBAs.

Mais importante do que definir qual o melhor MBA do país é encontrar um programa que atenda suas necessidades e, sobretudo, vá ao encontro do que você tem como plano de carreira.

Para isso, é importante analisar critérios como:

  • Grade curricular
  • Relevância da instituição
  • Reconhecimento do MEC e de instituições internacionais
  • Corpo docente
  • Carga horária
  • Metodologia de ensino
  • Material didático e conteúdos complementares
  • Método avaliativo
  • Processo seletivo.

Qual o melhor MBA para administração?

A FIA é uma das instituições mais bem avaliadas em rankings nacionais e internacionais de educação, o que a credencia a ter o melhor MBA para administração do país.

Voltados para executivos que buscam o aperfeiçoamento contínuo e uma visão cada vez mais afinada da prática da gestão empresarial, os cursos procuram trazer conhecimentos sobre áreas variadas da administração.

As especializações de Analytics em Big Data e Analytics em Inteligência Artificial são exemplos de conteúdos complementares e totalmente atuais que você tem à disposição para se tornar um profissional ainda mais completo.

Por falar em profissional ainda mais completo, um dos diferenciais da FIA é contar com o Pós-MBA, um programa voltado para executivos que desejam criar um Plano de Desenvolvimento Educacional (PDE) alinhado com a progressão de carreira.

Entre as principais atividades curriculares dessa formação estão os seminários, os fóruns, as conferências temáticas e o intercâmbio internacional, com viagens a instituições parceiras para estudos de casos e suas aplicações.

O que é MBA executivo?

O MBA executivo é o tipo mais conhecido de formação em Master of Business Administration, sobretudo no Brasil.

Aqui, ele se encaixa em um curso de pós-graduação lato sensu, voltado em especial para profissionais com pouca experiência de mercado e que desejam aprofundar seus conhecimentos em gestão empresarial.

A modalidade também tem menos exigências acadêmicas para o processo seletivo e se caracteriza por ter uma duração menor, similar aos cursos de especialização ‒ até por isso, muita gente acaba considerando os dois como sinônimos.

A formação traz uma visão mais generalista do negócio, embora tenha uma parte prática bem desenvolvida.

Os cursos podem ser presenciais, semipresenciais ou à distância e, além das aulas, também há leituras obrigatórias, atividades avaliativas e monografia/projeto de aplicação, que é o trabalho final.

Qual a diferença entre MBA e especialização?

O MBA não deixa de ser um tipo de especialização, mas voltado para uma área mais específica, como é a gestão empresarial.

Os cursos de especialização, por sua vez, são um campo mais amplo, uma vez que qualquer profissional com alguma formação superior pode se especializar em determinado conhecimento.

Um advogado especialista em direito tributário, um jornalista especialista em política, um médico especialista em medicina do trabalho e um economista especialista em investimentos financeiros são alguns exemplos de como a especialização vai além do MBA.

Além disso, para se tornar um especialista em qualquer uma das profissões citadas acima, você precisa ter graduação naquela formação.

Você não pode se tornar um advogado especialista em direito tributário sem ser bacharel em direito, por exemplo.

Por outro lado, você pode ser um advogado e fazer um MBA em gestão empresarial para gerenciar melhor seu escritório.

As semelhanças entre MBA, sobretudo o executivo, e a especialização, na verdade, ficam apenas em suas cargas horárias e a duração dos cursos.

Assista ao vídeo abaixo:

https://www.youtube.com/watch?v=HEMpYQeoB5E [1] 

Qual a diferença entre Lato Sensu e MBA?

Lato sensu é um tipo de pós-graduação que confere ao estudante que finaliza o curso o título de especialista na área em questão.

Sendo assim, o MBA executivo é considerado um tipo de formação lato sensu.

Isso quer dizer que todo tipo de MBA é encaixado como lato sensu?

Não.

Como vimos, existe também o MBA profissional, que, apesar do nome, possui um rigor acadêmico maior e, por conta disso, encaixa-se no modelo stricto sensu.

Quais as principais diferenças entre pós-graduação e MBA?

Como já vimos, MBA é especialização e também um curso em nível de pós-graduação.

Mas as diferenças são muitas, a começar pela própria conceituação.

Pós-graduação, como o nome sugere, é um curso destinado a preparar especialistas em diversas áreas do conhecimento depois de graduados no Ensino Superior.

Dessa maneira, ela se direciona a formações específicas, não necessariamente vinculadas à área na qual o aluno se graduou.

Um egresso da Faculdade de Administração pode cursar uma pós-graduação em recursos humanos, administração pública, hoteleira, hospitalar, gestão de projetos, entre outras.

Mas também pode se interessar por um curso de comunicação de crises, por exemplo.

Para sedimentar o conhecimento, veja agora um resumo das principais diferenças entre MBA e pós-graduação:

MBA é pós?

Cuidado para não confundir: todo MBA é um curso de pós-graduação, mas nenhum curso de pós-graduação, enquanto especialização, é considerado um MBA.

Líder ou especialista?

Enquanto o MBA forma gestores e executivos, a pós-graduação qualifica profissionais em determinadas áreas para seu aperfeiçoamento e atualização.

Do primeiro, saem líderes; do segundo, especialistas.

Qual seu foco?

Como já dito, uma especialização se volta ao aperfeiçoamento profissional, que busca aprofundar conhecimentos em um tema específico.

Já um MBA é um curso direcionado exclusivamente para gestão empresarial, negócios e mercado.

Networking

Uma característica marcante dos cursos de MBA é a troca de experiências e de conhecimento entre alunos e professores.

É, de fato, uma formação com foco em competências de aplicação rápida.

O mesmo não acontece em cursos de especialização, que se baseiam mais no conhecimento teórico e técnico buscado por alunos em aperfeiçoamento.

Exemplo prático

Vamos considerar dois tipos de pós-graduação na área da saúde.

Uma especialização possível é a de administração hospitalar.

Ela é indicada, por exemplo, para quem atua no setor administrativo de uma unidade de saúde e quer usar o conhecimento adquirido para qualificar a sua atuação profissional.

Já um MBA possível seria voltado à gestão de saúde.

A diferença é que, deste curso, será formado um profissional habilitado a se tornar o gestor desse mesmo hospital usado no exemplo, incluindo aí os cargos de gerente, diretor ou presidente da instituição.

Qual a melhor escolha para recém-formados?

MBA: o que é, tipos, quanto tempo dura e quem pode fazer
Qual a melhor escolha para recém-formados?

Não custa repetir: MBA não é um curso de pós-graduação para recém-formados.

Quem está saindo agora da faculdade ou dando os seus primeiros passos na vida profissional deve privilegiar a continuidade dos estudos, e é para isso que serve um curso de especialização.

Ele pode ser usado para abrir portas no mercado de trabalho, inclusive.

Afinal, ter uma especialização em uma área que possui vaga aberta é, certamente, um diferencial importante.

Também quem já está empregado pode buscar o aprimoramento.

Algumas empresas incentivam financeiramente colaboradores a prosseguir os estudos após a graduação, apostando no retorno desse investimento na qualidade de sua atuação profissional.

Então, para que não reste dúvidas: entre MBA e especialização, o recém-formado deve ficar com a segunda.

Qual a melhor escolha para profissionais experientes?

Se a especialização é a melhor escolha para recém-formados, significa que profissionais experientes se beneficiam mais de um MBA? Não necessariamente.

O MBA é um curso riquíssimo, mas de interesse restrito.

Vale realizar o investimento se você está se preparando para assumir um cargo de gestão.

E isso inclui tanto profissionais que buscam a ascensão dentro da atual empresa quanto outros que desejam a recolocação no mercado de trabalho.

Interessante observar, contudo, que o MBA funciona como um importante bônus no currículo nesses casos.

É inegável que ele agrega valor.

Por outro lado, você não será contratado apenas por ter um MBA.

Será preciso combinar essa formação a uma experiência anterior que o qualifique a ascender a um cargo de gerente ou diretor de uma empresa.

Critérios de decisão

Ao chegar até aqui, você já conhece os conceitos de MBA e especialização, assim como as características de cada tipo de pós-graduação.

Mas para que a sua decisão seja facilitada, reunimos agora os principais critérios que você deve levar em conta para investir na qualificação mais indicada para seu perfil e necessidades.

Acompanhe!

Respeite o seu momento

Você acabou de sair da faculdade?

Parece óbvio que ainda não tem a bagagem necessária para aproveitar tudo o que um MBA pode lhe oferecer.

É experiente, almeja chegar ao topo da empresa e quer se preparar para isso?

Uma pós-graduação como especialização tende a ser insuficiente nesse caso.

O que fica de lição aqui é que, seja qual for o caminho escolhido, ele deve respeitar o momento pelo qual passa a sua carreira.

Não se trata de ignorar o futuro, mas de atender (e entender) o presente.

Conheça o seu perfil

À primeira vista, esta pode parecer uma dica desnecessária, mas não se engane.

Será que você sabe realmente o que deseja para a carreira e se tem o perfil adequado para realizar os planos traçados para ela?

Se tiver alguma dúvida, ainda que mínima, é provável que o MBA não seja para você – ao menos não neste momento.

Nem todos têm perfil de liderança.

Se for esse o seu caso, pode crescer profissionalmente de muitas outras formas – realizando cursos de especialização, por exemplo, mas não um MBA.

Tenha objetivos claros

Se você não almeja ocupar um cargo de liderança, por que faria um MBA?

Por outro lado, como chegar a tal posto sem essa qualificação?

A decisão sobre MBA e especialização não passa exclusivamente pela pretensão ou não de ocupar um cargo elevado.

Ainda assim, sugere que definir objetivos de forma clara é essencial antes de fazer qualquer investimento na carreira.

O que considerar na escolha?

MBA: o que é, tipos, quanto tempo dura e quem pode fazer
O que considerar na escolha?

No tópico anterior, você já teve boas informações para se decidir entre MBA e especialização para o seu projeto de qualificação profissional.

Agora, chegou o momento de descobrir o que considerar na escolha do curso mais adequado para você e seus interesses.

Cumpridas as etapas mencionadas, respeitando seu perfil, momento da carreira e objetivos traçados para ela, você já dá um passo importante.

Ao observar os cursos disponíveis no mercado, então, a recomendação é ir mais a fundo nessa análise. 

É essencial que o conteúdo programático e a metodologia de ensino favoreçam aquilo que foi planejado para a carreira.

Obviamente, é preciso haver sintonia com as aulas.

De nada adianta se matricular se o formato ou o conteúdo delas não agradar.

Nesse caso, o que seria uma qualificação vira um peso, quase um entrave na sua rotina.

Garanta também que o curso escolhido seja aquele que mais contribua para melhorar o seu dia a dia profissional.

Não supervalorize o certificado final que o acompanha.

Foque no real aprendizado proporcionado por essa pós-graduação.

Se ajudar, liste tudo aquilo que gostaria de ter no curso considerado ideal por você.

Vale até mesmo reunir em uma relação os pontos fortes observados em capacitações oferecidas por diferentes instituições.

Ainda que não encontre uma única a disponibilizar tudo o que gostaria, facilita para identificar o curso que mais se aproxima disso.

Por fim, não custa recomendar que você leve esse compromisso a sério.

Fazer uma pós-graduação apenas para agregar informações ao currículo costuma, quase sempre, resultar em desperdício de tempo e dinheiro.

Como escolher a melhor instituição?

MBA: o que é, tipos, quanto tempo dura e quem pode fazer
Como escolher a melhor instituição?

Você agora já está decidido entre MBA e especialização e também sabe qual curso realizar.

Só falta, então, escolher a instituição de ensino na qual se matricular.

Durante a sua busca pela qualificação ideal, é bastante provável que já tenha tido contato com algumas das melhores opções para o curso desejado.

Mas antes de tomar a decisão definitiva, vale estudar mais um pouquinho sobre elas.

Comece pelas avaliações realizadas pelo Ministério da Educação sobre a instituição observada.

Essas não são um argumento definitivo, mas certamente não podem ser ignoradas.

Veja ainda o que falam sobre ela na imprensa e em artigos especializados.

Procure descobrir o que seus alunos e ex-alunos pensam sobre os métodos de ensino e a qualidade das aulas.

Será que suas pretensões de qualificação profissional foram atendidas?

Vale até mesmo contatar alguns deles para obter opiniões mais detalhadas.

Com o uso massivo das redes sociais atualmente, essa é uma tarefa facilitada.

Não deixe também de conferir se a instituição está atualizada de acordo com as melhores práticas e com as necessidades do mercado.

É importante que o seu ensino esteja voltado para aplicação, valorizando o uso da tecnologia para qualificar a performance profissional.

Enfim, seu trabalho será de muita pesquisa.

Mas tenha em mente que todo esse esforço vale a pena para fazer dessa especialização uma solução para a sua carreira.

Mercado de trabalho

Diferentes pesquisas têm oferecido contribuições interessantes sobre a relação entre o ensino de pós-graduação e o mercado de trabalho.

É desnecessário dizer que pessoas qualificadas têm maiores chances de crescimento na carreira, seja dentro da atual empresa ou em uma recolocação profissional.

Contudo, um aspecto curioso aponta para o fato de o MBA não ser mais um diferencial, mas uma necessidade.

Há alguns anos, por exemplo, a Produtive, empresa de consultoria de carreiras, divulgou pesquisa na qual identificou essa especialização presente no currículo de 68% dos entrevistados.

Uma das justificativas aponta para a popularização dos cursos de MBA no Brasil.

Para quem se interessa por eles, no entanto, vale se preocupar com a qualidade do ensino (lembre-se das dicas relacionadas no tópico anterior).

Veja, então, que o ponto de atenção é bastante claro.

Para algumas vagas, não ter a formação em MBA no currículo pode ser critério de eliminação.

Essa questão foi referendada por executivos de Recursos Humanos ouvidos por levantamento da consultoria Robert Half.

Para 68% deles, o certificado de MBA é relevante.

Também 69% consideram que os cursos de especialização permitem uma visão de negócios mais ampla, abrangendo todas as áreas da empresa.

Quer mais um dado importante?

Anote aí: 44% dos profissionais seniores simplesmente perdem oportunidades de trabalho por não terem no currículo competências de liderança – justamente aquelas desenvolvidas em um MBA.

O resumo de todas essas estatísticas é o seguinte: quem quer ser líder não pode abdicar de um MBA.

Mas será que não dá para substituir por um mestrado?

É o que veremos no próximo tópico.

Mestrado: é para mim?

A pesquisa realizada pela Produtive, citada anteriormente, aponta que profissionais com mestrado ou doutorado têm salários 48% maiores.

Isso talvez o anime a buscar uma pós-graduação desse tipo, mas será que vale a pena para o seu caso?

Em primeiro lugar, é importante entender que a diferença salarial citada não se aplica a profissionais que ocupam o mesmo cargo.

Quem realiza um mestrado pode agregar funções acadêmicas, como ser professor em cursos de graduação, por exemplo.

Somada a outras rendas, parece óbvio que seus rendimentos serão maiores.

Mas isso não significa que o diploma, automaticamente, elevará o seu salário.

Além disso, reflita: qual a aplicação prática dessa qualificação na sua vida profissional? Você não cogita dar aulas e repassar o conhecimento adquirido?

Então, é bom ir repensando a ideia de um mestrado.

A característica principal desse tipo de pós-graduação está na pesquisa acadêmica, produzindo conhecimento aprofundado sobre um determinado assunto.

Não há relação direta, portanto, com uma possível contribuição na carreira em uma empresa.

Pode representar um diferencial, é claro, até mesmo ampliar a sua visão e enriquecer seu conhecimento sobre questões corporativas.

Mas há limitações, pois um mestrado é muito mais teórico do que prático.

Também é preciso novamente analisar o seu próprio perfil e prioridades financeiras.

Em geral, um mestrado é mais caro do que um MBA ou uma especialização.

Por vezes, bem mais caro.

Fora isso, é inegavelmente mais trabalhoso, pois exige tempo, por vezes até dedicação integral, e se encerra com uma dissertação que pode ser extensa.

São muitos pontos a analisar, mas a conclusão costuma ser a mesma.

Se está em busca de qualificação para aplicá-la na sua vida profissional, o mestrado pode não ser para você.

Contudo, como exceção à regra, talvez você possa se interessar pelo mestrado profissional ao conhecer as principais diferenças para o mestrado acadêmico.

Diferenças entre mestrado profissional e mestrado acadêmico

MBA: o que é, tipos, quanto tempo dura e quem pode fazer
Diferenças entre mestrado profissional e mestrado acadêmico
  • O mestrado profissional oferece uma formação diferenciada, cujo foco está na atuação corporativa
  • Seu objetivo é formar mestres com habilidades e competências para compreender e realizar processos avançados em âmbito profissional
  • Por sua vez, o mestrado acadêmico foca no professor pesquisador, embora o mestre profissional também possa ministrar aulas
  • O corpo docente em um mestrado profissional não necessariamente deve ser formado por doutores, havendo espaço para mestres de reconhecida capacidade profissional, intelectual e técnica.

Conclusão

Falamos neste artigo sobre as características de um MBA, especialização e mestrado para continuar seus estudos na pós-graduação.

Como vimos, todas as opções de ensino são válidas e têm seu público reconhecido.

E se você chegou até este texto com dúvidas sobre qual caminho seguir, agora tem informações valiosas.

Certamente, você está preparado para decidir qual curso atende melhor ao seu perfil, interesses e objetivos na carreira.

Também pode colocar em prática as dicas apresentadas para acertar na definição da instituição de ensino.

Nessa hora, não deixe de considerar a FIA (Fundação Instituto de Administração) como uma escolha segura.

Estabelecimento educacional reconhecido nacional e internacionalmente, temos a qualificação certa para a sua necessidade.

Na FIA, você pode escolher entre MBA, especialização e mestrado.

Visite o site e encontre a sua próxima titulação.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

SEM TEMPO PARA LER AGORA?
Fazer download do PDF
Sobre a FIA Business School:

Com um olhar sempre no futuro, desenvolvemos e disseminamos conhecimentos de teorias e métodos de Administração de Empresas, aperfeiçoando o desempenho das instituições brasileiras através de três linhas básicas de atividade: Educação Executiva, Pesquisa e Consultoria.

CATEGORIAS
POSTS EM DESTAQUE
FIQUE POR DENTRO!