Share, , Google Plus, Pinterest,

Posted in:

13 Filmes sobre empreendedorismo para te motivar

13 Filmes sobre empreendedorismo para te motivar

Podemos aprender de várias formas, e uma das mais divertidas é assistindo a filmes sobre empreendedorismo.

Essa é uma maneira de conhecer histórias por trás de nome emblemáticos, como Walt Disney e Steve Jobs, como surgiram seus impérios e quais foram os pontos-chave para que alcançassem o sucesso.

Também nos mostra os percalços, aventuras e riscos que fazem parte da jornada de todo empreendedor.

Neste texto, você confere uma lista com 13 filmes incríveis que, com certeza, vão te inspirar no seu caminho à frente do negócio próprio.

  • 13 Dicas de filmes sobre empreendedorismo
    • 1. Fome de Poder (2016)
    • 2. Walt Antes do Mickey (2015)
    • 3. À Procura da Felicidade (2006)
    • 4. O Lobo de Wall Street (2013)
    • 5. O Homem que Mudou o Jogo (2011)
    • 6. Coco Antes de Chanel (2009)
    • 7. Joy: o nome do sucesso (2015)
    • 8. Forrest Gump – O Contador de Histórias (1994)
    • 9. Jobs (2013)
    • 10.  A Rede Social (2010)
    • 11. De Porta em Porta (2002)
    • 12. A Grande Aposta (2016)
    • 13. Cidadão Kane (1941)
  • O que absorver dos filmes que abordam o tema empreendedorismo?

Siga a leitura e escolha seu título preferido para assistir depois!

13 dicas de filmes sobre empreendedorismo

13 Filmes sobre empreendedorismo para te motivar
13 dicas de filmes sobre empreendedorismo

A lista que preparamos traz aprendizados como a persistência, adaptabilidade, determinação, foco, paixão e outras características que impulsionaram os negócios de diversos empreendedores.

Cada um com seu perfil, os filmes são ideais para renovar a motivação em períodos difíceis, seja durante crises ou momentos em que tudo parece estagnado.

Acompanhe nossas indicações e escolha o longa do próximo final de semana!

1. Fome de Poder (2016)

A obra conta a trajetória da rede de fast-food mais famosa do mundo: o McDonald’s.

Inaugurado na década de 1940, na cidade de Arcadia (Califórnia), o restaurante servia hambúrgueres, milk shakes e outros alimentos com agilidade, padronização e a preços competitivos.

Eles já haviam tentado expandir a empresa por meio do sistema de franquias, porém, não tiveram sucesso.

Até que em 1954, após comprarem diversos liquidificadores para milk shake da marca Prince Castle, os irmãos McDonald receberam a visita de Ray Kroc, vendedor que havia ficado curioso sobre a lanchonete.

Ao conhecer o ambiente familiar, ética profissional e modelo de negócio inovador do McDonald’s, Kroc imediatamente enxerga um potencial de crescimento e trabalha para se tornar representante da marca.

Ele convence os donos a apostar novamente em franqueados e, no final, acaba se tornando o proprietário da rede, levando suas filiais a diversos países.

“Fome de Poder” apresenta a importância do cuidado nas negociações, além do valor de uma marca com boa reputação.

2. Walt Antes do Mickey (2015)

Como o nome anuncia, o longa retrata a história de Walt Disney nos anos que antecederam a criação de seu personagem mais icônico, o Mickey Mouse.

Repleta de dificuldades e erros, mas também de decisões certeiras, a trajetória revela vários traços empreendedores do animador, roteirista e cineasta, que aprendeu desde cedo a batalhar para tirar os sonhos do papel.

Extremamente criativo, Disney era esforçado, lutava para reunir as melhores equipes e confiava em sua intuição – fato que transformou seus projetos em um imenso conglomerado.

Essa é uma das maiores lições presentes no filme: o poder de apostar na intuição para construir produtos e serviços que se conectem com as emoções do público, resultando em uma cultura de encantamento do cliente.

3. À Procura da Felicidade (2006)

Falando em mexer com as emoções, esta obra tem grandes chances de arrancar lágrimas, mesmo das pessoas mais racionais.

Estrelada por Will Smith, ela traça o caminho do empresário norte-americano Chris Gardner de um jeito bastante realista, mostrando uma série de derrotas antes que ele fosse contratado por uma corretora de valores.

Só para dar uma ideia do drama vivenciado por Gardner, ele é abandonado pela esposa, trabalha meses como estagiário não remunerado e chega a ser despejado de sua casa, o que o obriga a morar na rua junto ao filho de apenas 5 anos.

Persistência e autoconfiança são dois dos aprendizados mais evidentes em “À Procura da Felicidade” pois, mesmo diante das dificuldades mais graves, o protagonista não desiste de uma oportunidade que sente ser promissora.

Outra lição essencial é que períodos de fracasso fazem parte da jornada de qualquer empreendedor de sucesso, e que não devemos escutar quem diz que não podemos alcançar um objetivo – ainda que pareça impossível.

4. O Lobo de Wall Street (2013)

Representando o estilo de vida de ostentação, excessos e ganância de Wall Street, o filme acaba dando lições sobre empreendedorismo e determinação ao relatar a vida de Jordan Belfort.

O protagonista começa como corretor em uma empresa em 1987, mas perde o emprego em seguida por ter começado a trabalhar no dia 19 de outubro – quando houve uma queda brusca no índice Dow Jones.

Após o episódio, que ficou conhecido como Segunda-feira Negra, Belford é incentivado pela esposa a responder a um anúncio de trabalho de corretor, sempre buscando enriquecer.

Logo ele se ergue, consegue uma pequena fortuna e segue, com estilo agressivo, ganhando dinheiro até abrir a própria empresa junto a um sócio.

“O Lobo de Wall Street” fala sobre coragem e foco nos objetivos.

5. O Homem que Mudou o Jogo (2011)

Também baseado em fatos, o longa foi inspirado no livro “Moneyball: The Art of Winning an Unfair Game”, escrito por Michael Lewis.

Interpretado por Brad Pitt, o personagem central se chama Billy Beane e atua como gerente do time de beisebol Oakland Athletics.

Pequeno e dispondo de um orçamento bastante limitado, o time vai mal, acumulando derrotas, o que leva Beane a abrir a mente para novas estratégias na seleção dos jogadores.

Em vez de seguir as recomendações tradicionais de olheiros do esporte, o gerente decide testar um método criado pelo jovem Peter Brand, que atribui pontuações segundo a porcentagem de vezes que os jogadores chegam na base.

A ideia diferenciada recebe muitas críticas, tanto do próprio time quanto de seu técnico e de olheiros que desacreditam no potencial do time escolhido segundo as técnicas de Brand.

Mas, no fim, todos têm uma surpresa quando o Oakland Athletics alcança o incrível recorde de 20 vitórias consecutivas na Liga Americana, fazendo com sua estratégia fosse utilizada por diversas equipes de beisebol nos anos 2000.

“O Homem que Mudou o Jogo” exalta a flexibilidade, capacidade de se reinventar e adaptar para obter uma performance superior, além do espírito inovador – todas marcas dos empreendedores de sucesso.

6. Coco Antes de Chanel (2009)

Aí vai mais uma indicação de filme que mostra o caminho até o sucesso – e a fama -, desta vez, da renomada estilista francesa Gabrielle Chanel.

Apelidada de “Coco”, ela tem origem humilde, precisando trabalhar como costureira e complementar a renda cantando em um bar à noite.

O início da virada em sua vida veio do contato com o rico Étienne Balsan que, logo, se tornou seu amante e lhe rendeu inspiração para quebrar os tabus que cercavam a moda feminina nas primeiras décadas do século 20.

Observando o modo de vestir masculino, Chanel criou peças para mulheres que deixavam de lado o corselete e outros itens que marcavam a silhueta, em favor do conforto.

Foi a primeira estilista a desenhar calças femininas e conjuntos (tailleurs).

Ao assistir “Coco Antes de Chanel “, vale reparar na determinação da estilista, em sua luta para romper padrões de uma sociedade machista e promover transformações duradouras.

7. Joy: o nome do sucesso (2015)

Se você se sente desmotivado por ações de pessoas próximas, recomendamos que assista este longa nos próximos dias.

“Joy: o nome do sucesso” fala sobre a vida de Joy Mangano, mãe de dois filhos, divorciada e que trabalha no atendimento de uma companhia aérea.

Nada incomum, certo?

Porém, a protagonista dirige a casa que divide com a avó, a mãe, filhos e o ex-marido, além de mediar conflitos entre o pai e a mãe e suportar continuamente as humilhações por parte da meia-irmã.

No meio desse caos familiar, Joy mal encontra tempo para colocar suas ideias empreendedoras em prática, mas tudo muda diante de um episódio aparentemente sem importância.

Quando taças de vinho caem no chão e se quebram, Joy tenta limpar a bagunça com um esfregão convencional e acaba cortando a mão ao torcer o equipamento.

Era o empurrão que faltava para que ela buscasse mudar a condição profissional e financeira, construindo o projeto e o protótipo de um esfregão com função autolimpante.

Interpretada por Jennifer Lawrence, a personagem consegue lançar seu produto, negociar com fabricantes de peças e até anunciar o esfregão na televisão, resultando em um estouro de vendas.

Contudo, ela enfrenta reviravoltas e traições por parte do próprio pai e da meia-irmã, que havia se mudado para administrar os negócios em outra cidade.

Mesmo assim, Joy dá uma aula de humildade e generosidade ao crescer e orientar jovens empreendedores, anos mais tarde.

8. Forrest Gump – O Contador de Histórias (1994)

O clássico norte-americano retrata décadas na vida de Forrest Gump, um homem simples e inferiorizado em vários momentos por ter um QI abaixo da média e problemas com as pernas, durante a infância.

Em vez de se lamentar, o personagem tem fé em seu próprio potencial, o que o leva a descobrir talentos como a capacidade de competir em corridas e a veia empreendedora.

Durante sua trajetória, conhece diversos locais e personalidades como Elvis Presley, John Lennon e o ex-presidente dos EUA Richard Nixon.

Além da crença em si mesmo, “Forrest Gump – O Contador de Histórias” ensina a aproveitar as oportunidades para crescer e ter resiliência, já que o protagonista lança uma série de negócios em diferentes segmentos.

No final, acumula experiências valiosas e consegue desfrutar de momentos únicos junto a sua esposa e filho.

9. Jobs (2013)

Biografia do fundador da Apple, o longa já começa com um dos discursos de impacto realizados por Steve Jobs – em 2001, quando ele apresentou ao mundo o primeiro iPod, prometendo que o dispositivo iria revolucionar a indústria musical.

E assim foi com boa parte das invenções do empresário, que construiu a Apple a partir de suas ideias transformadoras.

Não por acaso, Jobs se tornou um dos maiores referenciais para empreendedores da atualidade.

E sua biografia vem servindo de inspiração para cultivar a criatividade e a habilidade com negociações.

Mas o que queremos destacar sobre esta obra é o conceito de inovação, que não se restringe à inventividade.

A inovação pode estar em um jeito diferente de enxergar um produto, de entregar um serviço ou propor soluções que respondem a demandas do público-alvo.

Jobs sabia muito bem disso, e usou sua perspectiva pouco convencional para combinar sistemas e criar, por exemplo, o primeiro computador pessoal (personal computer ou PC) do mundo: o Apple 1.

10. A Rede Social (2010)

Outro drama que se concentra na vida de um gênio da tecnologia, a obra mostra os fatos polêmicos que levaram à fundação do Facebook, e acaba revelando traços interessantes sobre Mark Zuckerberg e seus colegas.

Uma das maiores redes sociais que já existiram, o Facebook foi inspirado em uma ideia nada amigável que comparava a beleza de alunas da Universidade de Harvard, nos EUA.

As moças tinham fotos publicadas em uma página e recebiam votações para eleger qual era mais bonita.

Pouco depois, seus criadores notaram que o endereço virtual poderia servir para interações sociais entre estudantes, se expandindo para outras universidades rapidamente, e Zuckerberg negociou formatos para ganhar dinheiro com seu novo site.

Passados 6 anos, ele foi reconhecido como o mais jovem bilionário do mundo, mas polêmicas sobre os créditos e a ideia que originou o Facebook lhe renderam processos na Justiça.

“A Rede Social” aborda a importância de investir em ideias criativas e maneiras de torná-las rentáveis.

Também alerta sobre a escolha de parceiros confiáveis e ética nos negócios.

11. De Porta em Porta (2002)

Comovente e baseado em uma história real, o filme conta a trajetória de Bill Porter, um homem que sofre de paralisia cerebral e luta por um emprego como vendedor de porta em porta (daí o nome).

Apesar das limitações, sua garra e o apoio da mãe fazem com que ele consiga a posição, porém, não chega a atingir as metas durante os primeiros dias de venda.

Persistente, Porter pede mais uma oportunidade para mostrar sua capacidade e, por fim, vende os primeiros livros para uma alcoólatra, apresentando seus produtos como itens que podem ajudarà cliente.

Ele aplica essa técnica e se torna bem-sucedido por tratar os clientes como amigos e focar não no produto, mas nas necessidades deles para potencializar seus resultados.

Além do método promissor, “De Porta em Porta” ressalta o valor de se desafiar para romper com limites impostos pela sociedade ou baixa autoestima, e a disciplina necessária para atingir resultados duradouros.

12. A Grande Aposta (2016)

Se você é fã de ações e bolsas de valores, vai gostar dessa obra.

E, se não é, vai aprender um bocado sobre a bolha imobiliária e a crise que ela desencadeou ao estourar em 2008.

“A Grande Aposta” nasceu sob a inspiração de eventos reais que levaram um grupo de corretores a fazer fortuna depois de um deles reparar que empréstimos realizados tinham alto risco de inadimplência.

Apostando contra as operações fraudulentas, ele viu a chance de se tornar rico e acabou influenciando outros investidores.

A atenção aos detalhes e números é um dos aprendizados que o longa destaca, junto à consulta de especialistas confiáveis e ao cuidado na hora de investir.

Em vez de seguir o que o mercado apontava – o sucesso dos títulos imobiliários – o grupo agiu a partir de sua própria investigação, sustentada por dados reais.

Está aí uma bela sacada para questionar o senso comum, abrindo espaço para saídas inteligentes.

13. Cidadão Kane (1941)

Sucesso de crítica, a obra de Orson Welles retrata o preço da ambição desmedida do magnata Charles Foster Kane.

O personagem começa a vida na pobreza e sem qualquer atenção, o que desperta o desejo de melhorar sua condição e prestar um serviço social relevante.

É assim que Kane investe em jornalismo e, conforme tem sucesso, vai enriquecendo de um jeito que nunca imaginou.

As conquistas aguçam seu apetite pelo poder e status, que ele, de fato, sacia, mas que também atrapalha suas relações pessoais, fazendo do magnata um solitário.

Em seus momentos finais, ele recorda a única fase da vida em que foi realmente feliz, evocando o trenó Rosebud, que é visto como um artigo irrelevante e queimado logo após sua morte.

Dentre as lições extraídas de “Cidadão Kane”, cabe citar os momentos de solidão enfrentados por todo empreendedor e a importância de deixar um legado que faça a diferença para as pessoas que nos cercam.

O que absorver dos filmes que abordam o tema empreendedorismo?

13 Filmes sobre empreendedorismo para te motivar
O que absorver dos filmes que abordam o tema empreendedorismo?

Ao contrário do que muitos acreditam, o empreendedorismo é uma jornada repleta de momentos sem glamour.

São noites mal dormidas, prazos apertados, dificuldades para conseguir investidores, negociações incertas e até rasteiras de quem o empreendedor esperava apoio, como amigos e família.

Contudo, quem escolhe assumir o protagonismo e ter seu negócio próprio também estará construindo sua liberdade e deixando sua marca no mundo.

Então, quando se deparar com uma barreira, respire fundo, consulte mentores e profissionais de sua confiança e escute a intuição.

Afinal, as empresas mais bem-sucedidas nasceram com uma pitada (ou até baldes) de ousadia.

Conclusão

Trouxemos, neste texto, 13 indicações de filmes sobre empreendedorismo que ensinam lições motivadoras, desde a autoconfiança até o valor de se manter atualizado e entender de negócios antes de fazer grandes investimentos.

Gostou das nossas recomendações? Sugira mais títulos abaixo, no espaço para comentários.

Aproveite para compartilhar este conteúdo com sua rede de contatos. Acesse também o blog da FIA para continuar aprofundando seus conhecimentos sobre o universo do empreendedorismo, gestão de pessoas e negócios.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *