Share, , Google Plus, Pinterest,

Posted in:

Gestão de pessoas: o que é, importância e como desenvolver

gestão de pessoas o que é importância como desenvolver
Rate this post

Qual a preocupação com gestão de pessoas no seu negócio? Não se apresse em responder, pois a pergunta exige reflexão.

Não, não estamos falando apenas de pagar o salário em dia e esperar que todo o resto aconteça de maneira automática.

O modo como os profissionais são tratados faz toda a diferença nos resultados obtidos.

Saber gerir o capital humano, aliás, é um dos segredos do sucesso de um empreendimento.

Vale não apenas para controlar eventuais crises, mas também para garantir a motivação dos colaboradores e a força coletiva.

Ficou interessado no assunto? Então, não deixe de acompanhar este artigo até o final.

Ao longo do texto, você vai descobrir o que a área de gestão de pessoas se propõe a fazer, sua importância e quais profissionais atuam nesse setor.

Veja os tópicos que iremos abordar:

  • O que é a Gestão de Pessoas?
  • O que é a área de Gestão de Pessoas?
  • O que é a Gestão de Pessoas nas organizações?
  • Os principais pilares da Gestão de Pessoas
    • Motivação e engajamento
    • Comunicação
    • Trabalho em equipe
    • Habilidades e competências
    • Treinamento e aprimoramento
  • Principais objetivos e desafios da Gestão de Pessoas
  • Profissionais e principais cargos da Gestão de Pessoas
    • Analista de Recursos Humanos
    • Gerente de RH
    • Coordenador de RH
    • Técnico de Segurança do Trabalho
  • Diferenças entre Gestão de Pessoas e RH
  • Como alcançar uma boa gerências de pessoas nas empresas?

Boa leitura!

gestão de pessoas o que é
O gestor de pessoas precisa ser um bom líder e motivador

O que é a Gestão de Pessoas?

A gestão de pessoas é a capacidade de trabalhar bem com o outro.

Um professor, por exemplo, precisa ter boa oratória para conseguir extrair o máximo do potencial de seus alunos.

O mesmo vale para o técnico de uma modalidade do esporte com atuação coletiva.

Ele deve mostrar a importância de cada um para o sucesso do time.

Se um membro da equipe não der o seu máximo, pode colocar o resultado de todos a perder.

Ou seja, é preciso habilidade e comprometimento para garantir que esse gerenciamento funcione e que as boas relações não se percam no meio do caminho.

Isso serve para os exemplos do dia a dia, como citamos acima, mas também para as empresas.

gestão de pessoas o que é área
Garantir o bem-estar dos funcionários é uma das funções do gestor

O que é a área de Gestão de Pessoas?

Levando o assunto para o âmbito empresarial, temos a área de gestão de pessoas.

Ela abarca, entre outros serviços, o setor de recursos humanos (RH).

Inclusive, muita gente confunde as duas áreas – mas isso é assunto para mais à frente.

Independente dos conceitos e da organização adotada, o importante é entender o papel desempenhado pelo setor ou os profissionais responsáveis por fazer a gestão de pessoas.

Entre obrigações e objetivos, estão:

  • Garantir o bem-estar dos funcionários
  • Criar mecanismos para o atendimento às regras da empresa
  • Estimular o respeito à cultura organizacional
  • Manter a motivação em dia, para que a produtividade não seja abalada.
gestão de pessoas o que é nas organizações
O capital humano e sua valorização é o foco da gestão de pessoas

O que é a Gestão de Pessoas nas organizações?

Ainda um pouco confuso sobre os limites do termo?

Para simplificar, podemos dizer que a gestão de pessoas nas organizações se resume ao conjunto de habilidades e estratégias que os responsáveis pelo processo precisam ter para gerenciar os seus colaboradores.

Entre as características necessárias, estão saber atrair, trabalhar, reter e desenvolver as potencialidades do seu capital humano.

Para isso, é preciso saber lidar com situações de conflito dentro de uma equipe, trabalhar com feedbacks responsivos, melhorar a comunicação interna e fazer com que todos priorizem os objetivos coletivos aos individuais.

Ou seja, estamos falando de uma atividade estratégica, que lida com todo o grupo de profissionais que atuam em uma empresa.

Sem esquecer que ela busca melhorar resultados a partir da compreensão de aspectos decisivos, como as particularidades de cada indivíduo e também como elas contribuem para que os objetivos sejam alcançados.

gestão de pessoas principais pilares
A gestão de pessoas pode se dividir em cinco pilares

Os principais pilares da Gestão de Pessoas

A gestão de pessoas se guia a partir de cinco elementos básicos.

Tenha cada um deles sempre em mente na hora de organizar uma estratégia que valorize e qualifique quem ajuda o seu negócio a se fortalecer diariamente.

Motivação e engajamento

O primeiro princípio fundamental para uma boa gestão de pessoas é manter a motivação dos funcionários sempre lá em cima.

Eles precisam saber que fazem a diferença e que todo o trabalho realizado conta com o devido reconhecimento.

Sem engajamento, o desempenho individual cai e, por consequência, a produtividade geral também diminui.

É aqui que entram as lideranças da empresa: cabe a elas garantir o comprometimento das suas equipes ou pensar em estratégias que façam com que o time volte a ter prazer em exercer as suas funções.

Uma boa forma de fazer isso é valorizar o seu quadro de colaboradores.

Para tanto, mostre o quanto eles são importantes e o quanto o desempenho de cada um é fundamental para o bom andamento do todo.

Outra medida que pode dar certo, dependendo do modelo de negócio, é montar um sistema de bonificação por meta atingida.

Nele, cada vez que um colaborador cumpre o seu objetivo do mês, recebe algum tipo de gratificação.

Veja como um reconhecimento pelos serviço prestados.

Isso pode servir de motivação para outros e fazer com que haja um clima de competição saudável entre os membros do seu time.

Leve em conta também que se trata de um investimento.

Imagine quanto dinheiro você não teria que dispor para demitir um funcionário que não está motivado, abrir um processo de seleção, contratar um novo nome, ensinar as atribuições e fazer com que ele acompanhe o ritmo dos demais.

Tudo isso pode ser minimizado com uma política eficiente de gestão de pessoas.

Comunicação

A comunicação é a base de qualquer tipo de relação e ela deve ser sustentada em princípios como segurança, transparência e confiança.

Sem um diálogo interno saudável, muitas informações podem sumir pelo caminho – e quem mais tem a perder é a organização.

Uma ordem mal explicada ou um recado interpretado de maneira equivocada são atalhos para desentendimentos e confusões.

Gerir pessoas também significa usar linguagem clara e objetiva para que não haja nenhum tipo de ruído.

Então, se certifique de passar informativos por escrito, seja virtualmente ou em papel impresso. Assim, fica mais difícil haver alguma distorção na mensagem passada.

Também use e abuse dos feedbacks.

Esses retornos ajudam o colaborador a saber se ele está no caminho certo ou se precisa melhorar em algum quesito.

É também uma maneira de você avaliar o desempenho do seu time de forma mais próxima e rápida.

Ao fazer isso, opte sempre pela sinceridade.

Mais vale uma crítica construtiva dura do que tapar os olhos e fingir que nada está acontecendo – pode ter certeza de que, em breve, o problema vai surgir e com muita mais força.

gestão de pessoas trabalho em equipe
Saber trabalhar o grupo e em grupo é fundamental na gestão de pessoas

Trabalho em equipe

O bem comum tem que estar acima de qualquer vaidade.

Reforçar esse ideal é fundamental para o andamento salutar do ambiente de trabalho.

Desenvolver dinâmicas de grupo que enfatizem o companheirismo, evidenciam as semelhanças e minimizem as diferenças é uma estratégia válida para construir uma equipe unida.

Contar com essa afinidade faz com que um apoie o outro nos momentos de dificuldade e garante ainda que não haja uma queda na produção, mesmo que alguém passe por problemas.

Cada profissional precisa estar ciente do seu papel dentro da organização para que se sinta mais valorizado perante o todo.

Fazer reuniões periódicas com as equipes também pode ajudar a ter um acompanhamento mais próximo do que está acontecendo.

Nesses espaço, procure incentivar a troca de ideias e o compartilhamento daquilo que não vai tão bem assim.

Pensar coletivamente pode trazer boas respostas.

Lembre-se também de que uma vida não se resume só ao trabalho.

É fundamental criar momentos de descontração entre os membros das equipes.

Happy hours, festas de encerramento de semestre e outros tipos de confraternização podem ajudar, e muito, a melhorar o entrosamento.

Habilidades e competências

Não existe o funcionário perfeito. Todos possuem valências positivas e dificuldades.

Mas isso não impede que os pontos fortes sejam maximizados e as fraquezas atenuadas.

Outra tarefa primordial que cabe à gestão de pessoas é auxiliar no processo de desenvolvimento das habilidades necessárias para que os colaboradores atinjam seus objetivos.

Uma boa forma de identificar potencialidades e dificuldades é atribuir aos colaboradores métricas que ajudem a mensurar o desempenho atingido.

A dica aqui é usar algum tipo de KPI – indicador de desempenho.

Existem diversos tipos que podem ser adotados, de acordo com a função de cada um.

Pode ser de eficácia, eficiência, produtividade, qualidade, índice de vendas, entre outros tantos.

Em relação aos avaliadores de conduta, é possível adotar um modelo de teste de análise de perfil comportamental.

Com o método DISC, por exemplo, você pode descobrir qual o tipo de personalidade que mais se destaca em um determinado colaborador: dominador, influente, cauteloso ou estável.

A partir dessa definição, é possível analisar em qual área ele pode melhorar.

Por exemplo, se o perfil for cauteloso, significa dizer que o colaborador busca sempre a precisão, sem agir por impulsos, e é motivado por desafios de alta performance e eficiência.

Treinamento e aprimoramento

Uma vez encontradas as lacunas de competências que podem ser aprimoradas, é hora de partir para o treinamento.

Como um incentivo, a própria empresa pode oferecer workshops aos colaboradores ou fazer a inscrição de alguns deles em cursos e palestras externos.

Depois, as pessoas que passaram por esse aprimoramento podem funcionar como disseminadores de tudo que aprenderam.

No fim das contas, todos conseguem aproveitar o conteúdo.

O objetivo aqui é instigar a busca por conhecimento e demonstrar que a empresa acredita e investe no potencial de seus profissionais.

Quer uma injeção de ânimo maior do que essa para que todos continuem trabalhando com dedicação e empenho?

gestão de pessoas principais desafios
Como todo trabalho, há seus desafios e objetivos

Principais objetivos e desafios da Gestão de Pessoas

Se você chegou até aqui, provavelmente já tem uma boa noção dos principais objetivos e desafios que um gestor de pessoas deve encontrar em seu caminho.

Sua principal meta é garantir o relacionamento harmônico entre os colaboradores.

É fazer com que eles tenham uma boa relação, ao menos profissional, para que exista uma ajuda mútua e para que o trabalho de equipe funcione.

Ter um quadro de funcionários unidos não é garantia de sucesso, mas deixa os gestores em uma situação muito mais confortável para a coordenação das tarefas.

Quando isso acontece, os egos diminuem e entra em cena a vontade de fazer o melhor pelo grupo.

Ainda assim, diferentes tipos de personalidade sempre vão existir e se revelar entre os profissionais.

E é importante saber lidar com cada um deles, pois estamos falando de pessoas e cada uma tem seu próprio modo de ser e de agir no ambiente profissional.

Fazer com que se crie uma unidade diante de todas essas individualidades é uma equação e tanto para ser resolvida.

Mas um bom gestor deve lançar mão de todas as ferramentas que dispor para encontrar esse denominador comum.

gestão de pessoas profissionais principais cargos
A gestão de pessoas pode ser uma função de várias posições

Profissionais e principais cargos da Gestão de Pessoas

A área da gestão de pessoas é bastante ampla e conta com diferentes tipos de profissionais, que, por sua vez, podem atuar nos mais variados cargos.

Para não ficar na dúvida, confira quais são eles:

Analista de Recursos Humanos

É o responsável por administrar os processos relacionados ao setor.

Entre as atividades, estão recrutamento e seleção de profissionais, realocação de funcionários, regime de remuneração e gratificações, além da análise de desenvolvimento de habilidades.

Gerente de RH

É profissional responsável por fazer a gestão de pessoas, propriamente dita.

É ele quem vai articular todas as atividades desenvolvidas no setor de recursos humanos.

As ações de integração até o encaminhamento das demissões passam pelo crivo do gerente de RH.

Coordenador de RH

Sua função é prestar atenção ao cumprimento de toda a legislação trabalhista.

Verifica, por exemplo, se os regimes e processo de aposentadoria estão corretos, se os processos seletivos foram realizados conforme os editais e se os contratos de renovação e desligamentos estão bem encaminhados.

Técnico de Segurança do Trabalho

É quem deve implementar os programas que evitam acidentes no trabalho, através de estratégias de prevenção.

Esse profissional também responde por sinalizar eventuais riscos aos colaboradores e visitantes da organização.

gestão de pessoas diferenças entre rh
Gestão de Pessoas e RH não necessariamente são a mesma coisa

Diferenças entre Gestão de Pessoas e RH

Como já destacado antes, muitas pessoas confundem gestão de pessoas com recursos humanos.

Ainda que ambos tenham suas semelhanças bastante presentes, também existem diferenças que precisam ser consideradas.

Podemos dizer que os líderes de uma empresa são os responsáveis pela gestão de pessoas e utilizam o RH como um suporte para que as atividades sejam desenvolvidas e monitoradas.

O RH tem status de departamento, enquanto a gestão de pessoas é um combinado de habilidades que fazem uma liderança e que perpassam todas as áreas.

Também é possível organizar essa equação da seguinte maneira: os recursos humanos são o caminho, o método, enquanto a gestão é o fim, o objetivo.

Embora não sejam palavras sinônimas, suas relações estão intimamente ligadas.

As áreas podem e devem atuar em conjunto em diversas situações dentro de uma empresa.

Isso vale, por exemplo, para a contratação de pessoal, avaliação de desempenho, desenvolvimento de talentos, aumento do engajamento, realocação de pessoal, políticas de promoção e gestão de crises.

gestão de pessoas como alcançar boa gereência
Saber motivar todos os colaboradores é uma qualidade que diferencia no mercado

Como alcançar uma boa gerência de pessoas nas empresas?

A gestão de pessoas é parte fundamental para o sucesso ou não de um empreendimento – e isso já ficou evidente ao longo da leitura.

Pessoas capacitadas em gerir o seu capital humano fazem toda a diferença na hora de lidar com as variadas situações que podem surgir.

Se você quer realmente ter segurança para atuar nesse setor, uma das melhores estratégias é investir em qualificação.

Para isso, conte com a Fundação Instituto de Administração (FIA).

Na FIA, você encontra diferentes possibilidades de aperfeiçoamento, de acordo com os seus objetivos.

Se você sente que está na hora de qualificar suas habilidades como liderança e melhorar a capacidade de fazer a gestão de pessoas na empresa, vale a pena apostar em cursos específicos para a área.

Que tal fazer uma pós-graduação em Modelos de Gestão Estratégica de Pessoas?

Essa especialização vai permitir que você se transforme em um profissional capaz de apoiar o desenvolvimento de ações estratégicas sobre equipes, mudanças organizacionais, processos e lideranças.

Vale lembrar que essa é uma opção mais focada para aqueles que já atuam ou desejam atuar na área de recursos humanos.

Por sua vez, o curso para Gestão de Pessoas em PME procura capacitar profissionais para treinar suas equipes na busca de resultados, seja a partir do desenvolvimento de novas lideranças ou do aperfeiçoamento de competências.

Como o próprio nome sugere, é ideal para quem lida com empresas de pequeno e médio porte.

Se você atua no varejo ou pretende empreender nesse ramo, outra opção é o curso EAD em Gestão de Pessoas e os Desafios dos Líderes no Varejo, que oferece um panorama completo do segmento.

Para quem busca uma formação ainda mais completa, a pós-graduação em Técnicas de Liderança Para Gestão e Pessoas e de Negócios se candidata à alternativa ideal.

Com essa qualificação no currículo, você pode ser um líder competente para gerir seu time e o seu negócio.

Como você pode ver, opções não faltam.

Basta escolher o curso que mais se encaixa com as suas necessidades e investir no conhecimento.

gestão de pessoas conclusão
A boa gestão de pessoas é fundamental em qualquer empresa

Conclusão

Mais do que organizar um amigo secreto ou encontros entre os funcionários, a gestão de pessoas tem um papel estratégico em todas as organizações. Estamos falando do dia a dia e de como ele é construído.

Trata-se de motivar os profissionais e criar um ambiente em que exista propósito.

Mais do que isso, fazer com que as pessoas se sintam parte dele e busquem sempre o melhor.

Sabemos que essa não é uma tarefa fácil, mas está longe de ser impossível.

Coloque em prática as dicas que conferiu neste artigo e faça dele um ponto de partida.

Até a linha de chegada, aprofunde seus conhecimentos no tema e busque uma formação que o torne um profissional mais completo.

Visite o site da FIA para encontrar a sua próxima qualificação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *