Share, , Google Plus, Pinterest,

Posted in:

LinkedIn para negócios: 9 estratégias para ter sucesso

LinkedIn para negócios: 9 estratégias para ter sucesso

Usar o LinkedIn para negócios faz parte da estratégia de um número cada vez maior de empresas.

E não é à toa.

Alcançando quase 700 milhões de usuários, em mais de 20 países, em 2020, a plataforma é a maior rede profissional do mundo.

Também reúne ferramentas interessantes para qualquer organização, seja para divulgar a companhia, conseguir leads qualificados ou parcerias de negócio.

Por isso, apresenta oportunidades tanto para companhias que vendem para outras (B2B) quanto para as que vendem direto ao consumidor final (B2C).

Já deu para perceber que as possibilidades vão muito além daquelas disponíveis em redes focadas no relacionamento, como Facebook e Instagram, certo?

Então, não espere mais um dia para começar a utilizar todo esse potencial a seu favor, impulsionando o crescimento do seu negócio.

Neste artigo, vamos explicar como funciona, de que forma interagir e quais são as estratégias mais certeiras para ganhar visibilidade na rede, aumentando as chances de conquistar e fidelizar clientes.

Confira os tópicos que serão abordados:

  • Linkedin para negócios: como funciona
  • É possível ganhar dinheiro com o LinkedIn?
  • Linkedin business: por que usar LinkedIn para fazer negócios?
  • Como usar o LinkedIn para fazer negócios?
    • Perfil pessoal x página de empresa
    • O que postar?
  • Como conquistar clientes no LinkedIn: 9 estratégias de sucesso para empresas.

Se o tema interessa, continue lendo.

LinkedIn para negócios: como funciona

Antes de nos concentrarmos na versão para empresas, vamos voltar um passo e falar sobre o LinkedIn.

Embora tenha se tornado famosa nos últimos anos, a companhia não é nova.

Foi criada em 2003, com o propósito de conectar as pessoas segundo seus interesses profissionais.

Após se consolidar, em especial, no seu país de origem – os Estados Unidos -, a organização iniciou um plano ousado de expansão que fez a quantidade de usuários quase dobrar entre 2011 e 2012, quando a rede passou de 100 milhões para 187 milhões de pessoas cadastradas.

Em 2016, o LinkedIn atraiu a atenção de gigantes da tecnologia e foi comprado pela Microsoft, que diversificou as opções de ferramentas para usuários, sejam indivíduos ou empresas.

Atualmente, a rede permite a criação de páginas específicas para as companhias, com recursos como identificação, espaço para posts, participação em grupos, criação de grupos próprios, publicação de anúncios altamente segmentados, mensagem direta, entre outros.

Basta criar uma página para a organização para utilizar grande parte desses instrumentos, alguns de forma gratuita e outros a partir de uma conta no LinkedIn Premium.

Independentemente do propósito, vale a pena criar sua página e começar a interagir com clientes antigos, parceiros e com o público da rede, que é exigente e qualificado.

Seguindo uma estratégia consistente, seu negócio tem tudo para despontar, conquistar reconhecimento de marca (awareness), presença digital e até se tornar uma referência em seu mercado de atuação.

No começo, as ações podem parecer complexas, principalmente se você não estiver familiarizado com o ambiente online e a dinâmica do algoritmo do LinkedIn.

Mas, acredite: aos poucos, sua compreensão vai crescer e, logo, estará dominando os recursos da rede, com benefícios expressivos para a sua empresa.

É possível ganhar dinheiro com o LinkedIn?

LinkedIn para negócios
É possível ganhar dinheiro com o LinkedIn?

Sim, é possível utilizar a plataforma para ganhar dinheiro.

Porém, o ideal é que ela faça parte de uma estratégia de marketing digital, considerando quesitos como a buyer persona e a jornada de compra do consumidor.

Primeiro, descubra se o público-alvo da sua companhia se encontra no LinkedIn.

Para fazer isso, use o conhecimento sobre seu target, ou seja, qual o perfil das pessoas que compram seus produtos ou utilizam seus serviços.

Caso esteja começando um negócio ou ainda não tenha estudado seu target, monitore e analise os dados que tiver.

Uma boa pedida é reunir pesquisas de consultorias, avaliações e pedir feedback a amigos e conhecidos a respeito da sua solução.

Uma vez que tenha informações sobre quais plataformas, sites e redes sociais o público-alvo acessa, você pode escolher os canais para se comunicar com ele – incluindo o LinkedIn.

Seguindo a lógica do mundo digital, invista tempo para definir e observar indicadores na rede, estabelecendo metas para alcançar mais seguidores, comentários, compartilhamentos, etc.

Estabeleça um ou mais objetivos e ações que vão levar até eles, contando com o LinkedIn para amplificar sua mensagem, gerar leads qualificados e parcerias importantes.

Posts, artigos e anúncios sobre produtos, serviços, programas e atividades da sua empresa são bem-vindos, desde que construídos de modo a acrescentar informações e enriquecer debates na plataforma.

Dependendo do contexto, você pode continuar conversas ou abordar algum cliente em potencial através das mensagens inbox, que conferem privacidade e liberdade para fechar negócio.

Nas postagens públicas (publicações e artigos), também é possível adicionar links para landing pages (páginas de conversão), vídeos com demonstrações da sua solução, dicas e material rico.

Explore essas opções para aumentar os rendimentos com o LinkedIn.

LinkedIn business: por que usar LinkedIn para fazer negócios?

Nos tópicos acima, apresentamos algumas boas razões para apostar no LinkedIn para empresas, como as ferramentas e público seleto.

Agora, vamos citar números expressivos que revelam o potencial dessa rede para quem deseja conseguir oportunidades de negócio.

Para se ter uma ideia, a plataforma acumula páginas de mais de 30 milhões de empresas em todo o mundo, recebendo atenção de quase todas as grandes corporações.

Tanto as áreas tradicionais, como finanças e varejo, quanto as mais modernas, como tecnologia e startups, estão representadas por seus principais players no LinkedIn.

Atuantes na rede, elas podem se conectar a 690 milhões de usuários, sendo 40 milhões brasileiros – o que coloca o país na quarta posição entre as nações com maior quantidade de pessoas na plataforma.

Se ainda não estiver convencido de criar sua página de empresa no LinkedIn, saiba que se trata da rede com a maior taxa de conversão de visitantes em leads, de acordo com um comparativo da Hubspot, companhia especializada em inbound marketing.

Conforme análise feita junto a mais de 5 mil negócios, o indicador de geração de leads qualificados ficou em 0.61% no Twitter, 0.77% no Facebook e incríveis 2.74% no LinkedIn.

Significa que a rede profissional oferece as maiores chances de captar leads qualificados, que são pessoas (ou empresas, no caso de negócios B2B) realmente interessadas na sua solução.

Esses indivíduos ou organizações têm maior probabilidade de prosseguir até uma conversão (venda, contratação ou ação), pois já demonstraram preferências alinhadas ao seu negócio.

E, no LinkedIn, eles podem ser encontrados e atraídos de modo profissional, por meio de assuntos de que gostam, que vão ajudar em sua qualificação e aprendizado.

Outro motivo para utilizar a rede é o LinkedIn Sales Navigator, criado para conectar vendedores diretamente a compradores.

Falaremos mais desse recurso a seguir.

Como usar o LinkedIn para fazer negócios?

LinkedIn para negócios
Como usar o LinkedIn para fazer negócios?

Pronto para acompanhar os primeiros passos e utilizar o LinkedIn para empresas?

Montamos um roteiro simples e objetivo, mencionando cada etapa para entrar na rede, iniciar a aquisição de leads (ou conexões), qualificar as conversas e aumentar as oportunidades de negócio.

Confira!

  1. Desenhe uma estratégia clara sobre o LinkedIn, com objetivos e metas que vão nortear suas ações na rede
  2. Crie uma company page, ou seja, uma página especial para sua empresa
  3. Complete todos os espaços com informações do seu negócio, inserindo o nome, foto oficial (normalmente, seu logo), apresentação, atividades e, se desejar, vagas
  4. Busque e se conecte com seus funcionários, clientes, parceiros e pessoas com quem se relaciona frequentemente
  5. Interaja e publique conteúdo relevante no LinkedIn
  6. Qualifique os leads (clientes em potencial), conversando com eles e observando suas preferências
  7. Monitore informações e analytics para reconhecer o melhor momento de abordar o cliente de modo direto, por exemplo, via mensagem inbox.

Perfil pessoal x página de empresa

Assim como acontece em outras redes sociais, muitos empreendedores se confundem sobre o tipo de página que devem criar para o seu negócio.

E a resposta é a mesma: invista em uma página de empresa!

O perfil pessoal é voltado para indivíduos, fornecendo ferramentas úteis como busca por vagas, conexões e capacitação profissional através do LinkedIn Learning.

Já a company page oferece uma série de recursos que não estão disponíveis para perfis de usuários, como o Sales Navigator, promoção de produtos/serviços, apresentação de missão, visão, valores, entre outros.

Além de mostrar profissionalismo e a voz da sua marca.

Soluções como uma área para vagas também ajudam no recrutamento de novos funcionários, portanto, a página de empresa é a melhor opção para o seu negócio.

Mas, antes de criar a sua, é preciso que esteja vinculada a um perfil pessoal no LinkedIn, o que pode estar por trás da confusão na hora de escolher o canal da companhia.

Esse perfil será o administrador das ações na company page, que será acessada através do menu no alto da página inicial.

Vale, inclusive, usar seu próprio perfil para administrar a página da empresa.

O que postar?

Está aí uma questão que tira o sono de muita gente.

Para se manter visto – e lembrado – pelas suas conexões e clientes, é preciso desenvolver conteúdo relevante para o LinkedIn.

E o que isso quer dizer?

Quer dizer que você e seu time devem considerar os dados sobre o público-alvo na hora de produzir as postagens na rede.

Ainda que esteja no início, é possível monitorar concorrentes e boas práticas de empresas que são referência no seu segmento para fazer benchmark e conseguir alguns insights.

Caso atue em comércio ou varejo, por exemplo, observe a postura de companhias inovadoras, como Magazine Luiza e GPA.

Tenha cuidado com a linguagem e a postura, que devem estar de acordo com os valores e tom de voz da sua marca.

Há corporações tradicionais que preferem se comunicar de maneira formal, e jovens empresas que preferem uma linguagem mais despojada.

De qualquer forma, faça revisões para eliminar erros de português e tenha em mente que está falando para profissionais qualificados.

Algumas opções para despertar o interesse de suas conexões no LinkedIn são:

  • Compartilhar artigos de lideranças e colaboradores da sua organização
  • Listas e dicas relacionadas à carreira ou mercado
  • Pesquisas e tendências
  • Vídeos com tutoriais
  • Posts em formato de carrossel, com passo a passo ou análises
  • Frases de personalidades
  • Apresentações que acrescentem conhecimento técnico e profissional (deixe o conteúdo institucional para os espaços de apresentação na company page)
  • Comentários sobre notícias relacionadas a seu setor de atuação
  • Programas e projetos da empresa
  • Avaliações de clientes satisfeitos, em formato de histórias
  • E-books, infográficos e outros materiais ricos
  • Solução de dúvidas sobre produtos e serviços da empresa
  • Fatos curiosos do dia a dia da equipe (posts humanizados)
  • Conteúdo de curadoria – reportagens, artigos, estudos e outros posts de interesse selecionados dentro do LinkedIn ou na internet.

Como conquistar clientes no LinkedIn: 9 estratégias de sucesso para empresas

LinkedIn para negócios
Como conquistar clientes no LinkedIn: 9 estratégias de sucesso para empresas

Ok, você já sabe quais os primeiros passos dentro da rede.

Mas como prosseguir, alcançar e fidelizar suas conexões, para que se tornem clientes ou até promotores da sua marca?

O segredo é dar continuidade ao trabalho, colocando em prática as estratégias de LinkedIn para empresas.

Pensando nisso, trazemos 9 ações certeiras para impulsionar o seu negócio na plataforma.

Acompanhe!

1. Mantenha sua presença na rede

De nada adianta criar sua company page, preencher todos os campos para, depois, esquecer que ela existe.

Vale ressaltar que, embora priorize o campo profissional, o LinkedIn é uma rede de relacionamentos e, como tal, exige dedicação.

Procure publicar, pelo menos, um novo conteúdo a cada semana, responda aos comentários e mensagens rapidamente e interaja com perfis de interesse.

Assim, o algoritmo do LinkedIn tende a mostrar mais a sua página para conexões, seguidores e outras pessoas.

2. Construa autoridade para sua marca

Ainda que tenha uma micro ou pequena empresa, fale sobre temas que domina, contribuindo para melhorar a capacitação e educar a audiência.

Aos poucos, profissionais da sua área vão reconhecer essa expertise, interagir e ganhar confiança em suas soluções.

Outra boa pedida é pedir que seus clientes e funcionários recomendem seus serviços e compartilhem seus conteúdos para que mais indivíduos sejam alcançados.

3. Faça conexões com propósito

O fato de a rede possuir milhões de usuários não significa que seu negócio tenha que conversar com todos eles.

Foque naqueles que fazem parte do seu target ou nos tomadores de decisão, caso sua empresa atue no modelo B2B.

Claro que é importante ser visto por mais gente, em especial no início da trajetória da sua companhia.

No entanto, ter uma rede cheia de pessoas que não se interessam pelas suas soluções pode diminuir as chances de conversão e a relevância dada a sua página.

4. Escolha a conta paga

Essa é a sugestão para quem deseja aproveitar todas as ferramentas do LinkedIn para negócios.

Na modalidade paga, sua empresa terá à disposição recursos como o Sales Navigator e Recruiter Lite – que auxilia na seleção de novos talentos para a equipe.

5. Invista em grupos

Grupos são ótimas opções para encontrar prospects, se informar sobre tendências e compartilhar seu conteúdo de maneira ativa.

Por isso, encontre, entre e troque informações nesses espaços, sempre focando no aprendizado dos membros.

Aos poucos, você poderá estreitar relações e conseguir leads qualificados.

Caso domine uma área pouco explorada na rede, é possível iniciar seu próprio grupo.

6. Atenção aos prospects

O ideal é manter uma comunicação sutil, sem querer vender ou fechar negócios nas primeiras interações com potenciais clientes.

Contudo, não se esqueça de captar prospects, seja adicionando-os como conexões ou seguindo-os para observar seu comportamento e preferências.

Esse trabalho dará a segurança necessária para oferecer um produto ou serviço na hora certa para essas pessoas.

7. Ofereça valor a suas conexões

Essa estratégia é fundamental para qualquer publicação ou interação: priorize aquilo que entrega valor ao público.

Essa é a chave para conteúdos memoráveis, que geram engajamento e gratidão por parte das suas conexões.

Ao reparar em uma necessidade ou dúvida, invista em conteúdos e dicas para resolver essas questões.

Uma vez que percebam que seu negócio está ali para apoiá-las com conhecimento, novidades e soluções para seus problemas, as pessoas tendem a se aproximar da sua empresa.

8. Aposte no LinkedIn Ads

Formado para entregar anúncios de qualidade, o LinkeIn Ads é um instrumento interessante para alcançar clientes através de mensagens segmentadas.

A plataforma permite criar peças diferenciadas de um jeito simples e dispõe de vários formatos de anúncio, desde posts patrocinados até mensagens inbox com detalhes sobre suas soluções.

Em relação a outras redes, o preço é superior. No entanto, pode compensar por apresentar sua marca a leads mais qualificados, com chances reais de conversão.

9. Utilize o LinkedIn Sales Navigator

Chegou a hora de falar sobre esse recurso, que contempla a organização de leads e características de CRM (Customer Relationship Management).

Com o Sales Navigator, sua equipe pode organizar listas, fazer buscas conforme a palavra-chave, cruzar informações relevantes e muito mais.

Ou seja, é uma ferramenta inteligente para começar ou elevar os resultados em social selling – as vendas feitas através de mídias sociais.

Dados do LinkedIn mostram que usar esse recurso agrega até 45% mais oportunidades para as empresas na plataforma.

Conclusão

Gostou de saber mais sobre o LinkedIn para negócios?

A rede está entre os principais canais para empresas que planejam se destacar, criar conexões sólidas com os clientes, ampliar as vendas e contratos.

Você pode continuar expandindo os conhecimentos sobre o uso do LinkedIn para empresas no curso de Pós-Graduação em Gestão de Marketing Digital: Estratégia, Prática e Performance da FIA (Fundação Instituto de Administração).

Centrada em boas práticas de mercado, a formação aborda o tema com base em visão estratégica, negociação, comunicação e resolução de problemas administrativos complexos.

Clique aqui para saber mais.

Se achou este artigo útil, compartilhe.

Acesse o blog da FIA para seguir aprendendo sobre gestão de negócios e carreira.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *