Share, , Google Plus, Pinterest,

Posted in:

Curadoria de conteúdo: o que é, benefícios e como fazer

Curadoria de conteúdo

A curadoria de conteúdo reúne um conjunto de técnicas para selecionar materiais interessantes e construir reflexões a partir deles.

Versátil, esse processo pode ser utilizado como suporte para aulas, cursos, vídeos e eventos de caráter técnico.

No contexto online, vem sendo empregado por diversas empresas e marcas para reforçar a estratégia de marketing digital, a fim de conquistar e se aproximar de seu público-alvo.

Seja qual for o propósito, a curadoria de conteúdo é uma forma inteligente de entregar valor à audiência e criar conexões no mundo atual.

Quer saber como? Então, confira os tópicos que preparamos para este artigo:

  • O que é curadoria de conteúdo?
  • Por que fazer curadoria de conteúdo?
  • Qual a importância da curadoria de conteúdo?
  • Quais as vantagens e benefícios de fazer curadoria de conteúdo?
  • Tipos de curadoria de conteúdo
    • Curadoria de conteúdo em tempo real
    • Curadoria de conteúdo aprofundada
    • Curadoria de conteúdo EAD
    • Curadoria de conteúdo na educação
    • Curadoria na educação corporativa
  • Exemplos de curadoria de conteúdo
  • Como fazer curadoria de conteúdo?
  • Quais as melhores ferramentas para curadoria de conteúdo?
  • 5 dicas para uma curadoria de conteúdo de sucesso.

Boa leitura!

O que é curadoria de conteúdo?

Curadoria de conteúdo
O que é curadoria de conteúdo?

Curadoria de conteúdo é uma dinâmica que envolve pesquisa, seleção e adaptação de materiais, a fim de que se tornem relevantes para determinada audiência.

Ao contrário do que muita gente acredita, esse processo não descreve a simples reprodução, cópia (ou plágio) de informações. mas a sua lapidação e estruturação para facilitar o aprendizado e/ou contextualizar os dados.

Ou seja, ele pode ser definido como uma releitura, que sempre deve incluir créditos ao autor e adiciona valor ao conteúdo original.

Nos últimos anos, a curadoria de conteúdo se tornou uma profissão, impulsionada, em especial, pela digitalização e grande volume de informações disponíveis na web. Muitos dizem que é uma das carreiras do futuro.

No entanto, vale ressaltar que ela já existia antes da invenção da internet, quando era praticada, por exemplo, por editores de livros e jornais.

Porém, foi no contexto da rede mundial de computadores que a função se popularizou, sendo exercida principalmente por comunicadores e especialistas em linguagem.

De acordo com apresentação da autora Corinne Weisgerber, a curadoria no cenário digital contempla os 8 processos principais:

  1. Achar: identificar um nicho; agregar
  2. Selecionar: filtrar; selecionar segundo a qualidade, originalidade e relevância
  3. Editorializar: contextualizar conteúdo; introduzir, resumir, adicionar a sua perspectiva
  4. Arranjar/formatar: classificar o conteúdo; hierarquizar; leiautar conteúdo
  5. Criar: decidir por um formato
  6. Compartilhar: identificar sua audiência para saber qual mídia ela prefere usar
  7. Engajar: ser o anfitrião da conversação, providenciar espaço e participar das conversas
  8. Monitorar: acompanhar o engajamento, a liderança da conversação e melhorá-la.

Por que fazer curadoria de conteúdo?

Curadoria de conteúdo
Por que fazer curadoria de conteúdo?

Como citamos na introdução deste texto, a curadoria de conteúdo tem servido para dois objetivos distintos: facilitar o aprendizado e reforçar a estratégia de marketing digital.

No primeiro caso, professores e especialistas em diferentes áreas atuam como curadores para identificar conteúdos relevantes e confiáveis, a fim de que sejam pilares para o aprendizado de seus alunos.

Sua pesquisa, seleção e organização tem como resultado livros, apostilas, apresentações, aulas e debates qualificados, auxiliando os estudantes na formação do senso crítico e aperfeiçoamento de competências.

Já o emprego da curadoria como ferramenta de marketing digital tem um propósito diferente, buscando atender à necessidade constante de interações e conteúdos de interesse.

Isso porque, em canais como redes sociais e blogs, é necessário publicar com certa frequência para ser visto – e lembrado – pelos seguidores ou audiência, o que exige uma quantidade considerável de material.

Por vezes, criar somente conteúdo próprio e inédito pode custar caro e não contribuir para a formação de conexões entre a marca, outras pessoas e autoridades do setor.

Assim, a curadoria se apresenta como uma solução prática para apresentar novos pontos de vista ao público e, de quebra, iniciar conversas com outros players do mercado.

Qual a importância da curadoria de conteúdo?

Na atual Era do Conhecimento, o acesso à informação está disponível para a maior parte da população mundial, o que ocorre por meio da internet.

Como uma mídia dinâmica, a rede também permite que qualquer pessoa com um computador e smartphone produza e compartilhe materiais diversos.

Embora esses fatores sejam, inicialmente, positivos, eles geraram uma quantidade imensa de informações dispersas, sendo que muitas delas não possuem credibilidade ou relação com o assunto pesquisado, por exemplo, em mecanismos de busca.

Daí a importância da curadoria de conteúdo, que aplica uma visão crítica para filtrar, selecionar e adaptar as informações à linguagem e realidade do público-alvo.

O curador tem o papel de mediador na vida contemporânea e na sociabilidade, atividade essencial para a comunicação nos dias de hoje exercendo, conforme os especialistas:

Quais as vantagens e benefícios de fazer curadoria de conteúdo?

Curadoria de conteúdo
Quais as vantagens e benefícios de fazer curadoria de conteúdo?

Não faltam boas razões para apostar na curadoria de conteúdo.

Veja na lista abaixo algumas das principais:

  • Agrega qualidade às aulas, materiais ou canais da empresa
  • Aumenta o engajamento, ajudando a fidelizar a audiência
  • Gera economia de recursos que seriam gastos com a produção de conteúdo inédito
  • Acaba com a escassez de assuntos, atendendo à demanda por postagens constantes
  • Fortalece a estratégia de comunicação e marketing digital
  • Destaca materiais relevantes, que entregam valor para o público
  • Auxilia na contextualização de informações
  • Evidencia fatores importantes
  • Dá suporte para a ampliação de conhecimento
  • Fomenta a construção de link building, a partir de recomendações em redes sociais
  • Eleva as chances de a organização ser recomendada, já que ela se propõe a recomendar
  • Contribui para o aumento do tráfego em sites, redes sociais e outros canais.

Tipos de curadoria de conteúdo

Curadoria de conteúdo
Tipos de curadoria de conteúdo

Pelos tópicos acima, você deve ter reparado que há mais de um tipo de curadoria de conteúdo, não é mesmo?

Para eliminar qualquer possível dúvida, a seguir, detalhamos os mais conhecidos.

Curadoria de conteúdo em tempo real

É a modalidade que visa alimentar redes sociais e blogs com informações rápidas, suprindo a demanda de uma estratégia voltada à instantaneidade.

Esse tipo de curadoria é mais comum em mídias como o Twitter, que valoriza os assuntos mais comentados em determinado momento.

Curadoria de conteúdo aprofundada

Também conhecida como curation hub, esse formato é o mais popular entre as organizações, pois colabora com sua estratégia de marketing digital.

A lapidação e contextualização dos materiais selecionados é mais importante que o momento em si, por isso, essa modalidade pode contar com publicações atemporais.

Um de seus objetivos é manter boa frequência e entregar informações relevantes para a audiência, buscando garantir a sua fidelização.

Curadoria de conteúdo EAD

É uma das principais tendências em tempos digitais, que favorecem o aperfeiçoamento por meio de capacitações a distância.

Além do conteúdo, quem trabalha com curadoria para educação a distância precisa se atentar ao formato em que o material será compartilhado e incluir explicações mais detalhadas para orientar o aluno.

Curadoria de conteúdo na educação

Quando aplicada à área da educação, de maneira mais abrangente, a curadoria ajuda o professor a filtrar informações e fontes, oferecendo opções confiáveis aos estudantes.

Ou seja, em vez de se ater aos livros didáticos, o educador enriquece as aulas com leitura complementar, vídeos, áudios, infográficos e outros conteúdos multimídia que atraem a atenção da classe.

Desse modo, ele colabora para a construção da criticidade e desperta a curiosidade dos alunos.

Curadoria na educação corporativa

Essa modalidade estrutura diferentes saberes para aproximar profissionais e empresas do conhecimento que os torna mais eficientes e produtivos.

A partir da escolha de material relevante, a curadoria na educação corporativa compõe treinamentos alinhados aos valores da companhia, a fim de aprimorar ou desenvolver competências junto aos funcionários.

Exemplos de curadoria de conteúdo

Curadoria de conteúdo
Exemplos de curadoria de conteúdo

No universo digital, um exemplo bastante popular que passa por curadoria é o meme, que consiste em imagens que servem a diversas releituras, mas sem perder seu sentido amplo.

Dificilmente se sabe quando surge um meme, porém em geral, sua imagem mostra um rosto expressando alguma emoção ou impressão a respeito de um assunto.

Outro produto de curadoria no universo da web são os conteúdos virais, que podem ser notícias, dados, histórias ou imagens replicados e adaptados por inúmeras fontes.

Postagens que se referem aos autores, retweets (replicações dos posts no Twitter), citações no Instagram, Facebook e outras redes também podem ser resultado de curadoria.

O mesmo raciocínio vale para menções ou publicações em blog que citam conteúdo de outros autores.

A mídia offline é outro meio em que a curadoria tem um papel fundamental, já que o espaço em jornais, revistas e boletins impressos é restrito.

No campo da educação, apostilas e treinamentos personalizados são fruto de curadoria de conteúdo, e costumam citar suas fontes.

Algoritmos

Alguns autores consideram, ainda, o trabalho de seleção e compilação realizado por algoritmos como um formato de curadoria.

Nesse sentido, feeds RSS e alertas do Google poderiam se encaixar no conceito.

No entanto, esse trabalho vai além do simples garimpo de informações, exigindo um tratamento, edição e adequação ao gosto do público, como explica o artigo “Curadoria de Conteúdo como Ferramenta de Contexto para Informação Digital”:

“Entende-se por algoritmos o conjunto de ações computacionais criadas para cumprir uma tarefa determinada. A diferença é que dentro da prática da curadoria, o algoritmo pode ser pensado e executado como código de programação e também, como processo de lógica da organização de dados através do trabalho humano.”

Como fazer curadoria de conteúdo?

Curadoria de conteúdo
Como fazer curadoria de conteúdo?

Para fazer curadoria com qualidade, é importante seguir quatro passos simples, que explicamos abaixo.

1. Monte uma estratégia de acordo com o público-alvo

Já falamos, mais acima, que a curadoria não é um simples compartilhamento de conteúdo, e, sim, uma seleção criteriosa e que faça sentido dentro de uma estratégia.

Portanto, é vital conhecer os gostos do público, por quais assuntos ele se interessa e qual o tom que mais se aproxima de sua realidade.

Cada um desses fatores deve ser considerado na hora de escolher os materiais que farão parte da curadoria.

2. Pesquise e filtre

Antes de selecionar um post, frase, link ou dado para publicar, faça uma pesquisa sobre o tema para verificar o que estão falando a respeito.

Assim, você terá acesso a diferentes pontos de vista e tipos de conteúdo, verificando qual mais se aproxima da sua audiência.

3. Contextualize o conteúdo

De nada adianta simplesmente copiar um post, sem expressar opinião, comentar ou adicionar informações que tenham a ver com a rotina dos seus seguidores.

O que eles desejam é consumir conteúdo que desperte seu interesse e forneça conhecimento, entretenimento ou reflexão.

Portanto, faça uma edição, referência e explique por que achou útil publicar esse material.

4. Compartilhe

Cada canal de compartilhamento segue suas próprias regras e tem finalidades distintas.

Por isso, antes de compartilhar, vale conhecer os canais e adequar a mensagem à sua linguagem, assim como ao espaço que disponibilizam.

Quais as melhores ferramentas para curadoria de conteúdo?

Curadoria de conteúdo
Quais as melhores ferramentas para curadoria de conteúdo?

Realizar um bom trabalho de curadoria de conteúdo no ambiente digital é um desafio, pois novos materiais são postados e compartilhados a cada instante.

Então, de que forma marcas e pessoas influentes conseguem descobrir e abordar os assuntos mais relevantes?

Obviamente, eles contam com conhecimento profundo sobre seu nicho, o que faz a diferença.

Outro fator para o seu sucesso são as ferramentas que, graças a algoritmos de inteligência artificial, turbinam qualquer pesquisa e atualização.

Neste tópico, reunimos algumas delas.

Acompanhe!

Redes Sociais

Seguir e monitorar perfis que são referência no seu mercado, que divulgam notícias ou dados é uma das formas mais simples de ficar por dentro dos assuntos em alta e participar das conversas.

Portanto, aproveite o perfil da sua organização em redes como o Instagram, Facebook e LinkedIn para conhecer as tendências e encontrar conteúdos relevantes para o seu público-alvo.

Outra boa pedida é a pesquisa avançada do Twitter, que mostra os tópicos mais comentados e interações a respeito deles.

Google

O principal buscador da internet também fornece um mecanismo interessante para facilitar a curadoria de conteúdo: os alertas.

Eles são simples de criar, partem de palavras-chave e podem dar uma boa noção sobre assuntos de interesse para sua audiência.

Flipboard

Esse agregador de notícias possibilita uma personalização de acordo com os tópicos que o usuário deseja acompanhar, mostrando as últimas novidades de modo simples e intuitivo.

Também permite a criação de revistas segundo suas preferências e envia alertas quando há informações novas.

BuzzSumo

É uma ferramenta rica, que mostra o desempenho de tópico pesquisado, com base em requisitos como o número de compartilhamentos.

De fácil manuseio, possui uma versão gratuita, com menos recursos, e uma paga, mais completa, que aponta até os maiores influenciadores em determinado nicho.

5 dicas para uma curadoria de conteúdo de sucesso

Curadoria de conteúdo
5 dicas para uma curadoria de conteúdo de sucesso

Agora que você já conhece as principais ferramentas, siga nossas dicas para acertar na curadoria!

1. Sempre dê os créditos

Pode ser uma marcação do perfil na imagem ou no texto da sua publicação em redes sociais, uma indicação clara do link ou citação direta do autor.

Seja como for, nunca se esqueça de dar os créditos.

Infelizmente, a facilidade de reprodução dos meios digitais potencializou práticas prejudiciais como o plágio, portanto, cuidado para não cair nessa armadilha.

Por mais tentador que seja, vai chegar o momento em que a audiência percebe que se trata de uma cópia, o que compromete a credibilidade e até a imagem – seja do profissional ou da organização.

2. Eleja poucos assuntos de interesse

Aqui, o segredo é manter o foco.

Estratégias de curadoria podem levar tempo para despertar a interação junto à audiência e contribuir para que ela avance no funil de vendas, um conceito clássico do inbound marketing.

Então, aposte em poucos temas-chave, que sejam valorizados e procurados pelo seu público.

É melhor se concentrar em uma boa comunicação a respeito deles do que confundir seus seguidores com vários tópicos desconexos.

3. Acompanhe autoridades da sua área de atuação

Quem são os formadores de opinião no seu nicho?

Descubra, siga e acompanhe os conteúdos deles.

Com certeza, ficará bem informados sobre os temas em alta no seu mercado.

Você pode começar com entidades de grande representatividade, veículos de comunicação voltados ao seu segmento e personalidades.

Aos poucos, vai descobrir, também, influenciadores digitais e outros perfis importantes.

4. Assine newsletters e feeds RSS

Essa atitude facilita o trabalho de pesquisa e te mantém atualizado sobre as principais tendências do momento.

Só tenha cuidado para não assinar o conteúdo de muitos sites e blogs, o que vai exigir horas dedicadas à triagem dos materiais.

5. Atenção para a frequência das postagens

Tenha em mente que as redes sociais e blogs são canais que ajudam a construir e manter um relacionamento com o público, a fim de ganhar sua lealdade e aumentar as chances de venda ou conversão.

Assim, é essencial definir e cumprir uma frequência nas suas postagens, que pode ser diária, semanal e até mensal, de acordo com sua estratégia.

Conclusão

Neste artigo, falamos sobre os tipos, importância e como fazer uma curadoria de conteúdo eficiente.

Colocando nossas dicas em prática, fica mais simples construir autoridade junto a uma audiência, compartilhando materiais que realmente impactam na sua rotina.

Se gostou deste texto, deixe um comentário e compartilhe. Para continuar aprendendo sobre estratégias de gestão empresarial, acesse o blog da FIA.

2 Comments

Leave a Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *