Share, , Google Plus, Pinterest,

Posted in:

Biomedicina: saiba tudo sobre a profissão do futuro

Biomedicina

Profissionais capacitados em biomedicina contribuem para as bases de técnicas e processos de saúde.

A partir de conhecimentos aprofundados sobre o funcionamento de células e tecidos, biomédicos realizam pesquisas, testes e análises que dão estrutura, por exemplo, ao combate de doenças.

Desempenham, ainda, um papel essencial no desenvolvimento de formas de imunização, como as vacinas, importantes para acabar com epidemias e melhorar a qualidade de vida.

Essas atividades estratégicas fazem do segmento um dos mais promissores atualmente, com dezenas de áreas de atuação para aqueles que escolhem essa carreira.

Se este é o seu caso, ou se ainda está considerando cursar biomedicina, acompanhe este artigo até o final.

Reunimos respostas para as principais dúvidas sobre o campo, opções no mercado de trabalho e dicas para tomar a decisão mais assertiva.

Olha só o que você vai conferir ao longo do texto:

  • O que é biomedicina?
  • Biomedicina x medicina: qual a diferença?
  • Qual a importância da biomedicina
  • Como é o curso de biomedicina?
    • Grade curricular da biomedicina
  • Mercado de trabalho: quais áreas os biomédicos podem atuar?
  • O que faz um profissional de biomedicina estética
  • Quais as melhores faculdades para cursar biomedicina?
  • Principais dúvidas sobre biomedicina.

Boa leitura!

O que é biomedicina?

Biomedicina é uma profissão que foca no estudo de microrganismos e do comportamento de células e tecidos para criar substâncias e procedimentos que tratam e previnem patologias. Portanto, biomédicos costumam ter, na rotina de trabalho, práticas de laboratório, como exames e análises clínicas.

Esses profissionais têm como missão conhecer padrões e desvios ocasionados por fatores internos e externos ao organismo (fatores ambientais) para pensar as terapias e formas de preservar a saúde.

Apesar de grande parte dos biomédicos atuarem em pesquisas destinadas a proteger a saúde humana, eles também acumulam saberes sobre o organismo de animais e plantas.

Por exigir um perfil técnico, pessoas metódicas, centradas, analíticas e que monitorem as novidades com frequência têm boas chances de crescimento na biomedicina.

Suas pesquisas e descobertas servem como parâmetro para o trabalho de colegas do setor de saúde, como médicos e enfermeiros, pois viabilizam o desenvolvimento de medicamentos, vacinas e outros itens fundamentais para curar e tratar diversos males.

Biomedicina x medicina: qual a diferença?

Biomedicina
Biomedicina x medicina: qual a diferença?

O nome parecido pode levar à confusão entre essas duas áreas, mas não se engane.

Elas têm diferenças claras, começando pelo público a que atendem.

Enquanto a medicina trata diretamente com os pacientes, a biomedicina fornece pesquisas, estudos e embasamento científico para médicos e outros profissionais da área da saúde.

É o caso das medicações e vacinas, que levam anos para ser descobertas, aprimoradas e testadas, a fim de garantir a segurança do paciente e a eficácia de sua fórmula.

Durante as fases de desenvolvimento, os biomédicos estão entre os profissionais que zelam pela qualidade e eficiência dos compostos, avaliando a resposta do organismo a eles e reduzindo as chances de efeitos adversos.

Ou seja, os graduados em biomedicina atuam nos bastidores do tratamento e, muitas vezes, de inovações para o combate e prevenção de doenças.

Seus colegas médicos atuam na linha de frente, receitando, aplicando e monitorando as terapias para amenizar sintomas, curar ou melhorar a qualidade de vida do paciente.

Ambos ajudam a tratar enfermidades e aumentar o bem-estar das pessoas, cada um a seu modo.

Além dessa semelhança, médicos e biomédicos compartilham um conhecimento aprofundado sobre o corpo humano, em especial a respeito da composição e funcionamento de órgãos, tecidos e células.

Também podem estar lado a lado na elaboração de laudos de exames clínicos e de diagnóstico por imagem, assumindo a análise dos testes segundo sua especialidade.

Qual a importância da biomedicina

Biomédicos são profissionais dedicados tanto à área da saúde quanto à ciência, fazendo a ponte entre hipóteses, teorias, testes e sua aplicação de modo prático na vida da população.

Eles podem desempenhar desde tarefas simples, a exemplo da rotina em bancos de sangue e na realização de exames para identificar enfermidades, até atividades complexas que requerem experiência para monitorar epidemias na vigilância em saúde.

Todo esse conjunto de ações é importante para vários segmentos, com destaque para a saúde pública e a evolução na saúde.

Segundo texto do pesquisador do Departamento de Epidemiologia e Métodos Quantitativos em Saúde Luis David Castiel, podemos considerar a saúde pública como:

“Um domínio genérico de práticas e conhecimentos organizados institucionalmente em uma dada sociedade dirigidos a um ideal de bem-estar das populações – em termos de ações e medidas que evitem, reduzam e/ou minimizem agravos à saúde, assegurando condições para a manutenção e sustentação da vida humana.”

Serviços de saneamento, higiene, imunização e informações direcionadas a uma ou mais comunidades estão entre as ações de saúde pública, e o biomédico contribui para boa parte delas.

Não fosse a dedicação desses profissionais ao saber a respeito da população, da dinâmica do corpo humano e sua interação com agentes químicos, físicos e biológicos, políticas de vacinação e até de educação ficariam prejudicadas.

Quanto à evolução na saúde, ela não seria possível sem investimentos e atuação contínua em pesquisas e testes – campo que emprega uma série de biomédicos.

Afinal, quando não há estudo, não há inovação ou progresso em relação aos protocolos, terapias e medicamentos.

Por fim, cabe citar uma das vocações da biomedicina que, no Brasil, já nasceu com o objetivo de ampliar e qualificar o conhecimento de colegas.

Conforme relata o site do Conselho Federal de Biomedicina, sempre houve a missão de formar professores especializados nas disciplinas básicas dos cursos medicina e odontologia, a fim de ajudar na formação desses profissionais.

Como é o curso de biomedicina?

A graduação é ofertada na modalidade de bacharelado, capacitando o aluno para atuar em laboratórios, hospitais, indústrias, órgãos governamentais e outros locais.

Em geral, o curso tem duração de 4 anos ou 8 semestres, com uma abordagem bastante prática desde os primeiros meses.

Como esperado, prioriza as disciplinas voltadas às Ciências Biológicas, abordando temas como microbiologia, processos bioquímicos e genética molecular.

Matérias tradicionais – Física, Química – também têm seu espaço, embasando a construção dos saberes sobre a dinâmica de funcionamento do organismo.

Contudo, as aulas não se resumem ao campo das Ciências Biológicas, pois é necessário que o biomédico compreenda as relações entre indivíduos e o meio ambiente para que identifique mudanças advindas desse cenário.

Com perfil técnico, esse profissional também deve dominar cálculos simples de segmentos como a bioestatística, pois eles farão parte de sua rotina na análise de componentes em exames, laudos e pesquisas.

Outro destaque vai para disciplinas mais gerais, a exemplo de Administração e Comunicação, que são relevantes por fornecer instrumentos para o trabalho em equipe, gestão e liderança que tendem a integrar o dia a dia dos biomédicos.

Após concluir as aulas teóricas e práticas, bem como um estágio e trabalho de conclusão de curso, o profissional deve solicitar a habilitação junto ao Conselho de Biomedicina, de acordo com o que aprendeu na graduação.

Grade curricular da biomedicina

O bacharelado em biomedicina costuma apresentar as seguintes disciplinas, com algumas variações:

  • Anatomia
  • Físico-Química
  • Biofilosofia
  • Bacteriologia
  • Fundamentos da Biologia Celular
  • Matemática
  • Química
  • Bioquímica
  • Histologia
  • Biologia do Desenvolvimento
  • Biologia Molecular
  • Fisiologia
  • Metodologia Científica
  • Comunicação
  • Genética e Evolução
  • Imunologia
  • Microbiologia
  • Análise do Comportamento Animal
  • Bioestatística
  • Bioquímica
  • Epidemiologia
  • Farmacologia
  • Micologia
  • Virologia
  • Hematologia
  • Bioética
  • Parasitologia
  • Patologia
  • Psicobiologia
  • Informática Biomédica
  • Gestão Administrativa
  • Eco-epidemiologia.

Mercado de trabalho: em quais áreas os biomédicos podem atuar?

Biomedicina
Mercado de trabalho: em quais áreas os biomédicos podem atuar?

Versátil, a biomedicina forma profissionais com saberes teóricos e práticos, qualificados para atuar em diversos campos.

Por isso, muitos biomédicos iniciam uma pós-graduação logo depois de se formar ou trabalhar por alguns anos, a fim de atender a um ou mais setores com os quais se identificam.

Para cobrir todas as atividades que podem ser realizadas por esses profissionais, o Conselho Federal de Biomedicina elenca mais de 30 áreas de habilitação para o biomédico.

Confira uma lista com esses setores abaixo, junto a uma breve explicação.

  1. Acupuntura: a estimulação através de agulhas contribui para tratar enfermidades e sintomas como a dor, além de agregar bem-estar ao cliente
  2. Análise Ambiental: consiste no estudo e avaliação de condições físico-químicas e microbiológicas que favorecem o saneamento do meio ambiente
  3. Análises Bromatológicas: o nome complicado designa a ciência que estuda os alimentos e sua composição para evitar contaminações, toxicidade e outros problemas. Inclui avaliação da qualidade, segurança alimentar, proteção dos alimentos e do consumidor
  4. Análises Clínicas: cabe ao biomédico assumir a responsabilidade técnica pela realização de exames de análises clínicas, processando e emitindo laudos para diversos testes
  5. Auditoria: profissionais experientes estão aptos a monitorar e conduzir auditorias técnicas para avaliar serviços ofertados por laboratórios, hospitais e indústrias
  6. Banco de Sangue: biomédicos têm conhecimento para assumir e executar o processamento de sangue, suas sorologias e exames que antecedem transfusões
  7. Biologia Molecular: analisa a estrutura de moléculas celulares, como o DNA e o RNA, pesquisando sobre seu sequenciamento e características transmitidas aos descendentes
  8. Biomedicina Estética: atua no desenvolvimento de produtos e terapias voltadas à saúde da pele
  9. Bioquímica: avalia a atividade metabólica de diferentes seres vivos
  10. Citologia: aprofunda as pesquisas a respeito da composição, elementos e funcionamento das células
  11. Docência e Pesquisa: ministra aulas sobre Biofísica, Virologia, Fisiologia, Histologia Humana e Patologia
  12. Embriologia: acompanha a dinâmica de desenvolvimento dos seres vivos antes do nascimento
  13. Farmacologia: pesquisa sobre os impactos de princípios ativos e outras substâncias presentes em medicações sobre o organismo
  14. Fisiologia: verifica os efeitos da prática de esportes e exercício físico para o corpo
  15. Genética: conduz culturas, preparações citológicas e análises para identificar as funções dos genes
  16. Gestão das Tecnologias de Saúde: analisa e propõe os formatos mais apropriados para o bom uso das tecnologias, incluindo ações de biotech
  17. Hematologia: aprofunda os saberes sobre os componentes do sangue, bem como sua trajetória e papel no organismo
  18. Histotecnologia: utilizando instrumentos como microscópios e lâminas, o biomédico identifica anormalidades nos tecidos, trabalhando em investigação forense, arqueologia e necrópsia
  19. Imagenologia: opera equipamentos, desenvolve pesquisa e protocolos para exames nos segmentos de tomografia computadorizada, ressonância magnética, medicina nuclear, radioterapia e radiologia médica
  20. Imunologia: estuda as células e mecanismos de defesa do organismo para criar soros, vacinas e medicamentos eficientes
  21. Informática de Saúde: administra ou dá suporte no uso de sistemas de coleta, armazenamento e compartilhamento de informações em saúde
  22. Microbiologia: faz pesquisas sobre microrganismos que interagem com os seres vivos
  23. Microbiologia de Alimentos: volta os estudos e análises para microrganismos que modificam ou auxiliam na produção de alimentos, como as leveduras que fazem a fermentação alcoólica da cerveja
  24. Parasitologia: biomédicos avaliam o comportamento e ações de organismos que sobrevivem através de outros seres vivos
  25. Patologia Clínica: estuda o surgimento, progressão e maneiras de combater doenças
  26. Perfusão Extracorpórea: biomédicos podem atuar em equipes de cirurgiões cardíacos, operando máquinas que elevam a segurança do paciente ao introduzir substâncias e medicamentos de forma contínua
  27. Radiologia: mais restrita que a habilitação para imagenologia, foca em exames de radioterapia e radiologia médica, como o raio X
  28. Reprodução Humana: conduz uma série de procedimentos e análises para viabilizar a concepção, como espermograma, classificação embrionária, criopreservação e manipulação de gametas
  29. Sanitarista: trabalha por medidas de segurança e higiene, em autarquias como a vigilância sanitária
  30. Saúde Pública: estuda as condições da população para projetar e dar suporte a políticas públicas na área da saúde
  31. Toxicologia: realiza pesquisas para verificar impactos do consumo e uso de agentes tóxicos.

O que faz um profissional de biomedicina estética?

Pouco explorado durante a graduação em biomedicina, o campo estético apresenta chances de crescimento e satisfação para quem se interessa por beleza e bem-estar.

Profissionais interessados costumam cursar uma pós-graduação específica para aprender sobre temas como eletroterapia, cosmetologia, peelings e carboxiterapia.

Assim, podem trabalhar em indústrias de cosméticos, criando e aperfeiçoando fórmulas de produtos e tratamentos para a pele.

Podem, ainda, atender clientes que desejem passar por procedimentos estéticos complexos, por exemplo, terapias a laser para remover uma tatuagem.

Os saberes generalizados sobre o funcionamento do corpo humano tornam os biomédicos aptos para avaliar disfunções na pele, fazer exames estéticos e recomendar o tratamento adequado.

Quais as melhores faculdades para cursar biomedicina?

Biomedicina
Quais as melhores faculdades para cursar biomedicina?

De acordo com o último Ranking Universitário da Folha (RUF), divulgado em 2019, as 10 instituições mais bem avaliadas são:

  1. Universidade de São Paulo (USP)
  2. Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG)
  3. Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (UNESP)
  4. Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ)
  5. Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
  6. Universidade Federal de Pernambuco (UFPE)
  7. Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS)
  8. Universidade Paulista (UNIP)
  9. Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC)
  10. Universidade Estadual de Londrina (UEL).

O RUF leva em conta seis fatores de classificação:

  • Avaliação do mercado
  • Qualidade de ensino
  • Qualidade do doutorado/mestrado
  • Nota dos concluintes
  • Professores com dedicação integral e parcial
  • Avaliação dos docentes.

Além desses quesitos, é importante que você considere sua condição financeira atual, calculando os custos envolvidos na graduação.

Mesmo que a faculdade escolhida seja pública, lembre-se dos gastos com deslocamento, moradia, alimentação e material, entre outros.

Você pode, ainda, conversar com alunos, ex-alunos e orientadores, bem como visitar alguns campus para tomar a melhor decisão.

Tenha em mente que um curso de qualidade necessita de um bom laboratório, com infraestrutura e materiais para suas aulas práticas de biomedicina.

Principais dúvidas sobre biomedicina

Biomedicina
Principais dúvidas sobre biomedicina

Neste espaço, reunimos as questões mais comuns entre os futuros estudantes de biomedicina, respondidas de um jeito simples e claro.

Vamos lá?

Quem pode fazer biomedicina?

Biomedicina é um curso de graduação, portanto, exige que o candidato tenha concluído o Ensino Médio quando começar a faculdade.

Além disso, é preciso receber aprovação na instituição de ensino escolhida, seja através de vestibular, nota do ENEM (Exame Nacional do Ensino Médio) ou outros programas de avaliação, como o Sisu.

O Sistema de Seleção Unificada é um programa do Governo que oferta vagas em algumas universidades públicas.

Qual o valor de uma faculdade de biomedicina?

O preço das mensalidades pode variar bastante, dependendo da modalidade de curso, avaliação da faculdade, infraestrutura e região em que está localizada.

Conforme este levantamento divulgado pelo site Guia da Carreira, é possível encontrar desde mensalidades abaixo de R$ 500 até outras no valor de R$ 2000.

Quantos anos dura o curso de biomedicina?

O curso padrão (presencial) dura 4 anos ou 8 semestres, incluindo o tempo para estágio obrigatório.

Qual o salário de um biomédico?

Esta é outra pergunta que tem a resposta dependente de algumas variáveis.

As mais relevantes são o tamanho da empresa em que o profissional atua e seu nível de experiência, ou seja, se ocupa a função como iniciante, júnior, pleno, sênior ou master.

Dados do site Trabalha Brasil mostram que o salário do biomédico pode ficar entre R$ 1.402,67 (nível trainee, empresa pequena) e R$ 5.787,38 (nível master, empresa de grande porte).

Existe curso de biomedicina EAD?

Na verdade, existem opções de graduação semipresencial para biomedicina em instituições como a Universidade Cruzeiro do Sul (UNICSUL) e a Universidade Paulista (UNIP).

O que faz sentido, pois muitas disciplinas exigem a prática em laboratórios, inviável se o curso fosse ministrado totalmente a distância.

Em geral, o formato híbrido está disponível somente em faculdades privadas.

Conclusão

Falamos, neste texto, sobre o conceito de biomedicina, sua importância, mercado de trabalho e oportunidades para os profissionais que escolhem essa carreira.

A atuação dos biomédicos é fundamental para o desenvolvimento e avanços científicos, transformando teorias em tratamentos e substâncias ao alcance das organizações e da população.

Gostou deste artigo? Então, compartilhe com seus colegas. Navegue pelo blog da FIA para saber mais sobre profissões que contribuem para o progresso das nações, além de conferir dicas sobre cursos na área de administração e gestão empresarial.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *