Share

Roadmap: o que é, para que serve, modelos e como fazer o seu

04 de fevereiro 2022, 19:00

O roadmap é um guia que vai ajudar você a traçar os caminhos mais eficientes e lucrativos para o seu negócio.

Essa ferramenta visual é usada em empresas de todos os portes e segmentos para organizar, gerenciar e acompanhar projetos. 

Basta distribuir as tarefas, pessoas e processos ao longo de uma linha do tempo, deixando claro quais são as prioridades e metas da equipe.

Nos tópicos a seguir, vamos entender exatamente o que é um roadmap, para que serve e como você pode implementar essa ferramenta de gestão estratégica na sua empresa.

  • Roadmap: o que é?
  • Para que serve o roadmap?
  • Como funciona um roadmap?
  • Quais são os modelos de roadmap?
    • Roadmap de projeto
    • Roadmap estratégico
    • Roadmap de desenvolvimento pessoal
    • Roadmap de produto
    • Roadmap tecnológico
  • Como fazer um roadmap?
  • Aprenda a priorizar os elementos do seu roadmap
  • Exemplos de roadmap
  • Roadmap: ferramentas úteis para uso e visualização

Siga a leitura e aprenda a usar mais esse recurso para otimizar seus resultados.

Roadmap: o que é?

Roadmap é uma ferramenta visual que funciona como um mapa para guiar equipes ao longo de um projeto.

Ele se assemelha a um cronograma e é usado nas empresas para organizar e gerenciar o desenvolvimento de produtos, o planejamento estratégico do ano, o desenvolvimento de pessoas, entre outras aplicações.

O termo roadmap significa “mapa rodoviário”, representando a função essencial dessa ferramenta: traçar as melhores rotas para chegar até o objetivo almejado pela empresa.

Dessa forma, ela funciona como uma bússola que guia as equipes por uma sequência de etapas, até a chegada ao destino final, que pode ser um novo produto ou serviço, um novo passo na carreira ou um fechamento positivo do negócio após um ano intenso.

Na prática, o roadmap se parece com uma linha do tempo, na qual cada tarefa e processo é organizado conforme a sequência do projeto.

Originalmente, essa ferramenta era usada somente na área de informática para organizar as metas de desenvolvimento de softwares, mas acabou se espalhando por todo o universo empresarial graças a sua eficiência e praticidade.

Para que serve o roadmap?

Em resumo, o roadmap serve para agilizar a gestão de projetos e garantir que a equipe responsável alcance os objetivos propostos.

Estes são alguns dos propósitos dessa ferramenta:

  • Mostrar o ponto de partida e o ponto de chegada de cada projeto, partindo do cenário atual da empresa para definir onde a equipe precisa chegar
  • Definir prazos claros para cada uma das etapas de um projeto, garantindo que a equipe siga uma sequência lógica até a data de entrega ou conclusão
  • Dar visibilidade à equipe de todas as etapas do projeto, de modo que todos os profissionais envolvidos consigam acompanhar o seu desenvolvimento e fazer ajustes ao longo do caminho
  • Ajudar os gestores a definir prioridades, uma vez que o roadmap deixa claro quais tarefas são urgentes, quais são importantes e quais podem esperar um pouco mais
  • Integrar todas as partes interessadas e sustentar o trabalho em equipe
  • Detalhar tarefas e processos para materializar o projeto e garantir que todos cumpram as suas metas
  • Promover o alinhamento dos profissionais em torno de objetivos em comum
  • Aumentar a produtividade do time com um roteiro simples de seguir e flexibilidade para realocar tarefas e prazos.

Como funciona um roadmap?

Nas empresas que adotam o roadmap como ferramenta, ele é elaborado assim que os projetos são iniciados.

O gestor fica responsável por criar o documento e inserir as tarefas, prazos e metas conforme planejado, para em seguida compartilhar o arquivo com toda a equipe e pessoas interessadas.

Em resumo, estas são as informações que não podem faltar no roadmap:

  • Ponto de partida e ponto de chegada do projeto, com detalhamento do cenário atual e objetivos até a entrega
  • Linha do tempo com prazos para cada uma das etapas e processos
  • Detalhamento de tarefas a serem realizadas
  • Indicação dos profissionais responsáveis por cada tarefa
  • Status das tarefas, como em backlog, em progresso, publicado, revisado, testado, entregue, aguardando documentação etc.
  • Dados complementares como público-alvo de cada processo, documentos adicionais em anexo, metas da equipe etc.

Muitas vezes, é realizada uma reunião de kick off, que serve basicamente para alinhar todos os pontos de um projeto em fase inicial e transmitir o roadmap para o time.

Durante a execução do projeto, o documento deve ser atualizado continuamente para garantir que todos saibam o que está acontecendo e qual o nível de progresso em direção às metas.

Quais são os modelos de roadmap?

Roadmap: o que é, para que serve, modelos e como fazer o seu
Quais são os modelos de roadmap?

Existem vários modelos de roadmap, que podem ser ajustados conforme a natureza do projeto.

Conheça os mais usados nas organizações:

Roadmap de projeto

O roadmap de projeto é um documento genérico que pode ser utilizado para qualquer ação, evento ou processo a ser criado na empresa.

Ele pode ser usado para gerenciar a implementação de uma nova ferramenta, a criação de um novo processo em uma área de negócio, o lançamento de um novo código de conduta da empresa, entre outras situações.

De modo geral, o roadmap de projeto é formatado como uma linha do tempo, com cada uma das etapas do trabalho descritas abaixo.

Para construir o documento, você pode se basear no PMBOK, o Project Management Body of Knowledge (Corpo de Conhecimento em Gerência de Projetos, publicado pelo Project Management Institute (PMI)), e suas cinco etapas: iniciação, planejamento, execução, monitoramento e controle e encerramento.

Roadmap estratégico

O roadmap estratégico é aquele usado para organizar o planejamento estratégico da empresa.

No caso, pode ser o plano realizado anualmente com os objetivos gerenciais da companhia como um todo ou os planos feitos para cada uma das áreas do negócio (marketing, vendas, RH, financeiro, logística etc.).

O importante é que o documento seja elaborado com base em um plano de administração estratégica, que deve conter:

  • Panorama atual (diagnóstico)
  • Estudo do mercado (se aplicável)
  • Definição de objetivos e metas
  • Definição de estratégias
  • Criação de tarefas (plano de ação)
  • Nomeação de responsáveis 
  • Definição de KPIs (Key Performance Indicators, ou Indicadores-chave de Performance)
  • Definição de prazos e criação de cronograma.

Por exemplo, na área financeira, o roadmap pode ser usado para gerenciar o orçamento do próximo ano, detalhando os processos necessários para elaborar todos os relatórios e demonstrativos, reduzir custos, aumentar receitas e realocar verbas.

Roadmap de desenvolvimento pessoal

O roadmap de desenvolvimento pessoal serve para guiar um profissional em direção às suas metas de carreira.

Ele também é conhecido como “roadmap de coaching”, pois é muito usado por coaches para orientar os seus clientes sobre os melhores caminhos para a capacitação e evolução profissional.

Nesse documento, você deve partir da posição atual na carreira e definir aonde quer chegar em um horizonte de tempo específico (1 ano, 2 anos, 5 anos etc.).

O ponto de chegada pode ser um cargo na diretoria, um título de especialista, um certo grau de senioridade, um salário específico e qualquer outra meta profissional que você tenha para o futuro.

Dessa forma, o roadmap de desenvolvimento pessoal funciona como um roteiro com todas as etapas necessárias para atingir um objetivo na carreira.

Essas etapas podem ser cursos, treinamentos, mentorias, viagens, prêmios, metas profissionais etc.

Roadmap de produto

O roadmap de produto é um dos mais usados nas empresas, e serve basicamente para guiar a equipe durante o desenvolvimento de novos produtos e serviços.

Como criar um novo produto envolve várias equipes e partes interessadas (incluindo o próprio cliente), esses roadmaps precisam ser completos e abrangentes.

No caso de uma startup que está desenvolvendo um novo aplicativo, por exemplo, é preciso envolver o time de TI, designers de produto, equipe de marketing e vendas e o cliente no processo.

Nesse exemplo, o roadmap deve conter todas as etapas da criação de um MVP (Minimum Viable Product, ou Produto Mínimo Viável), que deverá ser testado por um grupo selecionado de consumidores e então ajustado em várias etapas até a equipe chegar ao app final que será comercializado.

Durante o processo, é preciso fazer uma pesquisa de mercado aprofundada, planejar a arquitetura do software, escrever códigos, criar layouts, testar interfaces, otimizar o produto, melhorar a usabilidade, precificar e várias outras atividades descritas no roadmap de produto.

Roadmap tecnológico

Roadmap: o que é, para que serve, modelos e como fazer o seu
Roadmap tecnológico

O roadmap tecnológico é aquele usado para gerenciar a implementação de uma nova tecnologia dentro da empresa.

Pode ser a adoção de um novo CRM (Customer Relationship Management, ou software de Gestão de Relacionamento com o Cliente), a implementação de um sistema de inteligência artificial e Big Data, a adoção de ferramentas de análise preditiva, etc.

Em um roadmap tecnológico, são elencadas tarefas como planejamento do software, contrato com o fornecedor, etapas de implementação e testes, treinamentos de utilização com a equipe, entre outras atividades essenciais.

Como fazer um roadmap?

Para fazer um roadmap do zero, você precisa seguir alguns passos para materializar as suas ideias. 

Confira:

Identifique quais problemas devem ser sanados

Todo roadmap parte de um problema (ou vários) que precisa ser resolvido na empresa por meio de um projeto específico.

Logo, o primeiro passo para criar o seu documento é identificar quais são essas demandas e usá-las como ponto de partida na descrição.

Por exemplo, se você vai criar um roadmap para lançar um novo produto no mercado, precisa detalhar como surgiu a ideia desse produto, como ele irá aumentar as vendas da empresa e qual a situação atual do portfólio de produtos, mercado e público-alvo do negócio.

Nesse caso, também é interessante detalhar como o produto irá resolver o problema do cliente, instituindo sua proposta de valor.

Estabeleça quais são os objetivos

Enquanto o diagnóstico da empresa é o ponto de partida, os objetivos do projeto são o ponto de chegada do roadmap.

Você pretende lançar um produto? Implementar uma tecnologia? Criar um novo processo? Chegar a um novo posicionamento no mercado?

Depois de definir o objetivo principal do projeto, você deverá desdobrá-lo em metas, de modo que fique mais fácil chegar ao propósito central.

Por exemplo, se o objetivo é lançar um novo produto, algumas metas podem ser “criar o plano de marketing”, “fazer o registro da marca” e “testar o produto com um grupo de consumidores”. 

Defina as funcionalidades

No caso do roadmap de produto, essa etapa consiste em definir quais serão as funcionalidades da solução.

Por exemplo, se o produto é um software de gestão empresarial (sistema ERP), você pode definir como funções a gestão de fluxo de caixa, o cadastro de clientes, a gestão de vendas, a emissão de notas fiscais e o controle de estoque.

Agora, se o roadmap for de desenvolvimento pessoal, você deverá definir as qualificações necessárias para completar o seu perfil profissional e atingir as suas metas, como domínio de uma ferramenta, excelência em comunicação e capacidade de persuasão.

Essas funcionalidades, qualificações ou metas podem se tornar tarefas dentro do seu roadmap, sempre organizadas em uma linha do tempo que deixa claro os prazos e o status de cada atividade.

Faça uma avaliação dos recursos necessários

Com os objetivos e as funcionalidades definidos, você já pode levantar os recursos necessários para atingir as suas metas.

No caso de um novo software, por exemplo, será necessário utilizar horas de trabalho de diversos profissionais (desenvolvedores, UI/UX designers, analistas de marketing etc.), ferramentas de desenvolvimento, mecanismos de segurança da informação…

Também é fundamental estabelecer um orçamento para o projeto e detalhar todos os custos no roadmap, de forma que o financeiro tenha acesso às informações.

Revise continuamente

O roadmap é uma ferramenta ágil, ou seja, que passa por avaliações e revisões constantes para garantir que o conteúdo esteja sempre atualizado.

Isso evita que profissionais tenham acesso a dados obsoletos e garante que todos estarão sempre na mesma página.

Por isso, o roadmap deve ser compartilhado como um documento colaborativo que poderá ser editado e atualizado por todos os envolvidos no projeto.

Aprenda a priorizar os elementos do seu roadmap

Roadmap: o que é, para que serve, modelos e como fazer o seu
Aprenda a priorizar os elementos do seu roadmap

Um roadmap eficiente deve ter as tarefas mais urgentes priorizadas, com uma sinalização clara do que é mais importante no projeto.

Essa é uma dificuldade comum dos gestores, pois, em muitas situações, todas as tarefas parecem importantíssimas.

No entanto, o roadmap serve justamente para isso: para mostrar quais tarefas são urgentes, quais são importantes e quais são negociáveis com a equipe.

Olhando para a linha do tempo, você saberá quais ações têm consequências imediatas e quais podem ser adiadas sem prejuízos ao resultado final do projeto.

Assim, ficará mais fácil definir o que precisa ser feito com prioridade absoluta e criar uma ordem específica para a execução de tarefas.

Exemplos de roadmap

A internet está repleta de modelos e exemplos de roadmap que você pode usar como referência para aplicar essa ferramenta no seu negócio.

Na plataforma de infográficos Venngage, você encontra diversos templates de roadmaps prontos para editar.

Veja um exemplo de modelo para roadmap de desenvolvimento de software:

E aqui, um exemplo de roadmap de produto:

Já a plataforma de gestão de tarefas Asana oferece um modelo pronto para roadmap de produto que considera a divisão de tarefas por quadrimestre (quarter):

Roadmap: ferramentas úteis para uso e visualização

Agora que você sabe tudo sobre roadmaps, só falta conhecer as ferramentas que você pode utilizar para criar e gerenciar os seus.

O Clickup permite que você construa belos roadmaps usando templates prontos e possui um plano gratuito para uso pessoal.

Para empresas, os planos custam a partir de US$ 5 por usuário ao mês, incluindo armazenamento ilimitado e milhares de modelos.

Já o Lucidchart é um software de roadmap 100% online e em português que oferece um espaço de trabalho visual que mistura diagramação, visualização de dados e colaboração na mesma ferramenta.

O site oferece recursos avançados para otimizar a criação e monitorar o progresso de cada projeto, com o diferencial de mecanismos de preenchimento automático e colaboração em tempo real para toda a equipe.

O plano profissional mais básico custa US$ 7,95 e possui mais de mil modelos de roadmaps, além de recursos de segurança da informação para proteger os dados dos diagramas.

Outra opção é o Pipefy, que possui um template grátis de roadmap de produto para ajudar a agregar valor aos usuários e expandir o seu negócio, agilizando processos e melhorando a comunicação entre equipes.

O modelo abrange processos de ponta a ponta, desde a definição das funcionalidades do produto até os testes em beta e o planejamento de lançamento.

Conclusão

Esperamos que, a partir deste artigo, você passe a usar o roadmap como uma das ferramentas essenciais para a gestão ágil de projetos na sua empresa.

Você vai perceber como é mais rápido, eficiente e inteligente gerenciar tarefas e processos com um mapa claro, que possui todos os direcionamentos que a equipe precisa para seguir em frente e atingir os objetivos do negócio.

Se você quer aprofundar os seus conhecimentos em roadmaps e outras técnicas de gestão estratégica, a Fundação Instituto de Administração (FIA) oferece diversos cursos de pós-graduação, mestrado e MBA, além de cursos de extensão voltados para a qualificação gerencial.

Aproveite e confira nosso artigo sobre workflow para organizar melhor o seu fluxo de trabalho.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

SEM TEMPO PARA LER AGORA?
Fazer download do PDF
Sobre a FIA Business School:

Com um olhar sempre no futuro, desenvolvemos e disseminamos conhecimentos de teorias e métodos de Administração de Empresas, aperfeiçoando o desempenho das instituições brasileiras através de três linhas básicas de atividade: Educação Executiva, Pesquisa e Consultoria.

CATEGORIAS
POSTS EM DESTAQUE
FIQUE POR DENTRO!