Share, , Google Plus, Pinterest,

Posted in:

Enade: Tudo que você precisa saber (Guia Atualizado 2018)

ENADE tudo o que você precisa saber
Rate this post

O Enade é um importante instrumento de avaliação da qualidade do ensino superior do Brasil.

O exame parte do princípio de que nenhum país se torna desenvolvido sem difundir uma formação superior de qualidade à sua população.

Veja bem: para uma instituição, não basta se registrar como tal e passar a oferecer cursos, seja qual for o nível de ensino.

É preciso cumprir pré-requisitos e se enquadrar em um nível mínimo de qualidade no ensino.

Não fosse assim, a formação de muitas das centenas de milhares de pessoas que, a cada ano, concluem cursos superiores no Brasil, poderia ser em vão.

Sem um controle de qualidade, não haveria como atestar se determinado curso realmente cumpre com seu propósito de proporcionar conhecimento de excelência em determinada área.

Ou se é apenas uma maneira de qualificar o currículo da pessoa, para uma diferenciação enganosa no mercado de trabalho.

As consequências desse cenário hipotético você pode imaginar: empresas comprando gato por lebre e a manutenção do velho problema de falta de mão de obra qualificada no país.

Ao longo deste artigo, você vai entender melhor como o Enade ajuda a evitar que isso aconteça e contribui para a melhoria do ensino superior brasileiro.

Confira os tópicos que vamos abordar a partir de agora:

  • O que é o Enade – Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes ?
  • Para que serve o Enade?
  • Qual a importância do Enade para as instituições?
  • Qual a importância do Enade para a qualidade do ensino?
  • Quem deve fazer o Enade?
    • Áreas relativas ao grau de bacharel
    • Áreas relativas ao grau de tecnólogo
  • Enade 2017: como foi a aplicação e os resultados
    • Desempenho dos cursos presenciais
    • Matrículas a distância
    • Resultados
    • Comparativo 2016 e 2017
  • Principais Dúvidas sobre o Enade
  • FIA no Enade.

Boa leitura!

ENADE o que é exame nacional
A sigla ENADE significa Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes

O que é o Enade – Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes?

Enade é o exame que “avalia o rendimento dos concluintes dos cursos de graduação, em relação aos conteúdos programáticos, habilidades e competências adquiridas em sua formação”.

Essa é a definição que encontramos no portal do Inep, o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira, autarquia vinculada ao Ministério da Educação (MEC) que realiza o exame.

O nome Enade deriva das sílabas iniciais de Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes.

Trata-se de um exame obrigatório – os estudantes de cursos de graduação devem ter, em seu histórico escolar, a situação de regularidade quanto à sua realização.

A prova do Enade é composta por 40 perguntas, que o aluno tem quatro horas para responder.

Dessas, 10 questões são de formação geral, sendo 8 de múltipla escolha e 2 discursivas.

As questões de múltipla escolhas são aquelas em que há uma pergunta e várias opções de resposta, cabendo ao aluno escolher uma.

Já nas discursivas, o estudante precisa desenvolver uma resposta escrita, em linguagem dissertativa, não apenas assinalando uma opção.

O restante da prova é composto por 30 perguntas referentes à área na qual o estudante está sendo formado. Dessas, são 27 questões de múltipla escolha e 3 discursivas.

Isso significa que 75% da nota do Enade é referente ao desempenho nos assuntos específicos.

Por exemplo, se o aluno cursa Arquitetura e Urbanismo, as 30 questões específicas serão sobre temas que devem ser ensinados nos cursos superiores dessa área.

Já os demais 25% da composição da nota vêm das 10 perguntas de formação geral, sobre temas diversos (em áreas como saúde, diversidade, geopolítica, direitos humanos, meio ambiente e outras), a respeito dos quais uma pessoa com ensino superior deve ter algum conhecimento.

ENADE para que serve
O ENADE contempla apenas os alunos de graduação

Para que serve o Enade?

Como ressaltamos na abertura deste texto, uma instituição de ensino não pode criar um curso da noite para o dia e sair colhendo matrículas.

Um curso de graduação precisa ser aprovado pelo Ministério da Educação, contendo diretrizes curriculares que, por sua vez, preveem conteúdos programáticos.

Segundo o Inep, o Enade serve para avaliar o desempenho dos estudantes com relação a esses conteúdos previstos.

Além disso, verifica se os alunos desenvolveram as competências e habilidades necessárias para aprofundar a sua formação geral e profissional.

Por fim, o exame também busca verificar o nível de atualização dos estudantes das instituições de ensino brasileiras quanto à realidade do país e do mundo.

Vale destacar que o Enade é aplicado somente aos estudantes de cursos de graduação, que é considerada a primeira fase do ensino superior.

Esse nível acadêmico contempla as categorias de bacharelado, licenciatura e graduação tecnológica (uma modalidade que costuma ser mais curta e prática que outras).

ENADE importância para as instituições
Um bom resultado no ENADE é uma prova que a instituição de ensino está no caminho certo

Qual a importância do Enade para as instituições?

Toda instituição de ensino superior deve ter como propósito oferecer uma educação de excelência.

Ou seja, deve trabalhar sempre no sentido de tornar seus cursos cada vez melhores, de modo a entregar ao mercado profissionais – antes disso, pessoas – de qualidade.

Isso implica em formar alunos íntegros, com bons conhecimentos em sua futura área de atuação e também em questões gerais – que, como já explicamos, também caem no exame.

Desse modo, os resultados do Enade são importantes para dar um feedback a essas instituições sobre quão bem sucedidas elas estão sendo em seu propósito.

Claro que, quando uma universidade obtém bons resultados na avaliação, isso impacta positivamente na sua imagem no mercado, tornando-a mais atrativa aos futuros estudantes.

Mas não se deve encarar o Enade ou a qualificação do ensino como ferramentas de marketing.

O fortalecimento da marca da instituição deve ser sempre considerado uma consequência do trabalho bem feito, e não um fim em si mesmo.

ENADE importância para a qualidade do ensino
O ENADE é uma parte do tripé avaliativo do INEP

Qual a importância do Enade para a qualidade do ensino?

O Enade compõe, junto com os processos de Avaliação de Cursos de Graduação e Avaliação Institucional, o que o Inep chama de tripé avaliativo.

Esse tripé é o principal instrumento do Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (Sinaes) para conhecer a qualidade dos cursos de instituições de ensino superior do Brasil.

Juntamente com o Questionário do Estudante, os resultados do Enade servem como base para que sejam calculados os indicadores de qualidade da educação superior.

Mais especificamente, são três indicadores:

  • Conceito Enade: uma nota dada ao curso, cujo valor máximo é 5, estabelecida a partir do desempenho dos estudantes
  • Conceito Preliminar de Curso (CPC): é um indicador que ocorre no ano seguinte ao Enade, levando em conta também o valor agregado pelo processo formativo e condições de oferta
  • Índice Geral de Cursos Avaliados da Instituição (IGC): diferentemente dos outros dois índices, o IGC avalia a instituição em geral, e não os cursos separadamente.

Como você pôde ver, o Ministério da Educação possui vários mecanismos de avaliação, e o Enade é parte fundamental neles.

Os indicadores dos quais falamos ajudam a mensurar a qualidade dos cursos e das universidades brasileiras.

Eles servem para embasar o desenvolvimento de políticas públicas para a educação superior, sempre no sentido de torná-la melhor para os brasileiros.

Quando os indicadores estão baixos, o MEC envia avaliadores à instituição e pode aplicar medidas administrativas, que podem culminar até mesmo na suspensão da abertura de novas vagas.

enade quem deve fazer o exame nacional
São várias as áreas de avaliação que estão aptas a participar do ENADE

Quem deve fazer o Enade (Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes)?

De acordo com o edital do Enade 2018, devem ser inscritos no exame “os estudantes ingressantes e os concluintes habilitados de cursos de bacharelado e superiores de tecnologia vinculados às áreas de avaliação previstas no item 4.1 deste Edital”.

Estudantes ingressantes são aqueles que começaram o curso nesse ano e que, até o último dia do período de retificação de inscrições, tenham completado de 0% a 25% da carga horária mínima do currículo.

Estudantes concluintes são aqueles que, até o último dia do período de retificação de inscrições, não tenham concluído o curso, mas tenham expectativa de concluí-lo até julho de 2019, ou que tenham cumprido 80% ou mais da carga horária mínima do currículo.

Por fim, os concluintes de cursos superiores de tecnologia são aqueles que também não se formaram até o último dia do período de retificação de inscrições, mas esperam se formar até dezembro de 2018 ou integralizaram 75% ou mais da carga horária mínima do currículo.

As tais áreas de avaliação previstas no item 4.1 do edital são as seguintes:

Áreas relativas ao grau de bacharel

  • Administração
  • Administração Pública
  • Ciências Contábeis
  • Ciências Econômicas
  • Comunicação Social – Jornalismo
  • Comunicação Social – Publicidade e Propaganda
  • Design
  • Direito
  • Psicologia
  • Relações Internacionais
  • Secretariado Executivo
  • Serviço Social
  • Teologia
  • Turismo.

Áreas relativas ao grau de tecnólogo

  • Tecnologia em Comércio Exterior
  • Tecnologia em Design de Interiores
  • Tecnologia em Design de Moda
  • Tecnologia em Design Gráfico
  • Tecnologia em Gastronomia
  • Tecnologia em Gestão Comercial
  • Tecnologia em Gestão da Qualidade
  • Tecnologia em Gestão de Recursos Humanos
  • Tecnologia em Gestão Financeira
  • Tecnologia em Gestão Pública
  • Tecnologia em Logística
  • Tecnologia em Marketing
  • Tecnologia em Processos Gerenciais.
ENADE resultados 2017
Mais de meio milhão de estudantes fizeram o ENADE 2017

ENADE 2017: resultados

Em 2017, o Enade aconteceu em um domingo, no dia 26 de novembro.

Ao todo, foram inscritos 537.360 estudantes, avaliados 10.570 cursos de 44 áreas e 1.478 instituições de educação superior.

As provas aconteceram em 1.497 municípios, em todas as unidades da federação, envolvendo 1.700 locais de aplicação.

A seguir, confira algumas informações fornecidas pelo governo federal sobre os resultados do exame.

Desempenho dos cursos presenciais

Considerando os números que apresentamos acima:

  • 79% dos estudantes concluintes inscritos estudavam em modalidades de ensino presencial
  • Dos cursos avaliados, 95% são presenciais.

Segundo dados do Inep, os cursos presenciais obtiveram melhor desempenho na comparação com os realizados a distância.

Enquanto 6,1% dos cursos presenciais tiveram a maior nota no Conceito Enade, apenas 2,4% dos cursos a distância conseguiram a avaliação máxima.

Veja a tabela e confira os números:

Conceito Enade Cursos presenciais Cursos a distância
1 (mínimo) 4,9% 6,3%
2 26,6% 39,4%
3 39,1% 39,6
4 22,4% 12,4%
5 (máximo) 6,1% 2,4%

Matrículas a distância

Apesar de o desempenho dos cursos a distância ficar abaixo dos resultados que tiveram os presenciais, as matrículas nessa modalidade têm aumentado bastante.

De acordo com o último Censo da Educação Superior, as matrículas na educação a distância (EaD) cresceram 17,6% de 2016 para 2017. Trata-se do maior salto desde 2008.

É inegável, portanto, que estamos diante de uma tendência e esses números devem continuar crescendo.

Pois o ensino a distância é mais prático e acessível para pessoas de quaisquer localidades.

Como uma família de baixa renda do interior do país, por exemplo, vai mandar seu filho para estudar na capital sem ter condições de pagar seu aluguel e outras despesas?

Os resultados mostram, contudo, que o Ministério da Educação precisa tomar medidas para fomentar a qualificação dos cursos nessa modalidade.

Já aos futuros universitários, é recomendável que eles prestem muita atenção na hora de escolher, optando pelas instituições cujos cursos a distância têm as melhores avaliações nos indicadores do MEC.

Resultados

A seguir, veja os resultados gerais do Conceito Enade nos cursos avaliados em 2017:

Conceito 1 (mínimo) 5%
Conceito 2 28,1%
Conceito 3 39,1%
Conceito 4 21,9%
Conceito 5 (máximo) 5,9%

O ciclo avaliativo de 2017 incluía bacharelados em ciências exatas, licenciaturas e áreas afins, além de cursos de tecnologia nas áreas de controle e processos industriais, informação e comunicação, infraestrutura e produção industrial.

Abaixo, confira a tabela com as médias de notas por área de avaliação, sendo que:

  • MFG é a média da formação geral
  • MCE é a média do componente específico (as 30 questões referentes à área)
  • MNG é a média da nota geral.
Área de avaliação MFG MCE MNG
Arquitetura e Urbanismo (bacharelado) 54,0 47,2 48,9
Artes Visuais (licenciatura) 51 55,5 54,4
Ciência da Computação (bacharelado) 53,6 37,6 41,6
Ciência da Computação (licenciatura) 51 38,1 41,3
Ciências Biológicas (bacharelado) 56,3 47,9 50
Ciências Biológicas (licenciatura) 52,3 42,3 44,8
Ciências Sociais (bacharelado) 55,5 40,9 44,5
Ciências Sociais (licenciatura) 53,1 46 47,8
Educação Física (licenciatura) 45,5 43,9 44,3
Engenharia (bacharelado) 57,9 38,7 43,5
Engenharia Ambiental (bacharelado) 56,3 42,9 46,3
Engenharia Civil (bacharelado) 55,5 41,2 44,8
Engenharia da Computação (bacharelado) 58,2 39,6 44,3
Engenharia de Alimentos (bacharelado) 57,1 40,6 44,7
Engenharia de Controle e Automação (bacharelado) 56 35,5 40,6
Engenharia de Produção (bacharelado) 54,4 36,9 41,3
Engenharia Elétrica (bacharelado) 56,4 33,1 38,9
Engenharia Florestal (bacharelado) 58 46,4 49,4
Engenharia Mecânica (bacharelado) 55,7 41,6 45,1
Engenharia Química (bacharelado) 60,8 36 42,2
Filosofia (bacharelado) 54,7 44,1 46,7
Filosofia (licenciatura) 53,4 46,5 48,2
Física (bacharelado) 55,8 35,4 40,5
Física (licenciatura) 52,9 36 40,2
Geografia (bacharelado) 54,2 49,4 50,6
Geografia (licenciatura) 51,2 45,1 46,6
História (bacharelado) 54,8 42,6 45,7
História (licenciatura) 51,7 40,6 43,4
Letras-português (bacharelado) 56,7 49,9 51,6
Letras-português (licenciatura) 50,1 40,2 42,7
Engenharia de Produção (bacharelado) 54,4 36,9 41,3
Engenharia Elétrica (bacharelado) 56,4 33,1 38,9
Engenharia Florestal (bacharelado) 58 46,4 49,4
Engenharia Mecânica (bacharelado) 55,7 41,6 45,1
Engenharia Química (bacharelado) 60,8 36 42,2
Filosofia (bacharelado) 54,7 44,1 46,7
Filosofia (licenciatura) 53,4 46,5 48,2
Física (bacharelado) 55,8 35,4 40,5
Física (licenciatura) 52,9 36 40,2
Geografia (bacharelado) 54,2 49,4 50,6
Geografia (licenciatura) 51,2 45,1 46,6
História (bacharelado) 54,8 42,6 45,7
História (licenciatura) 51,7 40,6 43,4
Letras-português (bacharelado) 56,7 49,9 51,6
Letras-português (licenciatura) 50,1 40,2 42,7

Comparativo 2016 e 2017

O próprio Inep, que realiza o exame, faz questão de destacar que os resultados gerais não podem ser comparados de um ano para o outro, uma vez que avaliam o desempenho dos estudantes de áreas distintas.

Por outro lado, a média da formação geral, que representa 25% da avaliação, é a mesma para todos.

Se você tiver o interesse de fazer essa comparação, acesse o documento com os resultados do Enade 2016 e compare a média da formação geral com a da tabela que exibimos acima.

ENADE principais dúvidas sobre
Tire algumas dúvidas básicas sobre o ENADE

Principais Dúvidas sobre o Enade

É estudante e está com dúvidas sobre o Enade 2018?

Veja as respostas para algumas das principais perguntas sobre o assunto.

1. Como se inscrever?

O estudante não precisa se preocupar com isso, pois a própria instituição de ensino é responsável pela inscrição.

2. Onde vai ser a prova?

A informação pode ser consultada no site do Enade, nesta URL: http://enade.inep.gov.br/enade/#!/index.

É preciso se cadastrar para acessar o ambiente.

3. Quando será a prova?

Em todas as unidades federativas, a prova ocorrerá no dia 25 de novembro.

Os portões abrem às 12h e fecham às 13h.

A prova começa às 13h30 e encerra às 17h30.

4. O que acontece se eu for mal?

Não há nenhuma consequência prática para o estudante, mas pode ser um indicador de que você não está se dedicando o suficiente nos estudos ou que o seu curso não tem um alto grau de exigência.

FIA no Enade

Esperamos que, a partir do que você aprendeu aqui, ao escolher a sua instituição de ensino superior, você leve em conta a nota que ela recebeu no Enade.

Caso o seu interesse seja na área da Administração, não é preciso ter dúvidas, pois a Fundação Instituto de Administração (FIA) é a única faculdade no país a conquistar nota máxima em todos os indicadores do tripé avaliativo do Sinaes.

É o resultado do esforço de alunos, professores, coordenadores e gestores que trabalham sempre em busca da excelência.

ENADE FIA
Levar em conta o resultado do ENADE é bastante pertinente ao escolher sua instituição de ensino

Conclusão

Como já explicamos ao longo deste artigo, o Enade é um exame muito importante para avaliar a qualidade dos cursos de graduação no país.

Ele ajuda o poder público a traçar um panorama sobre o ensino das instituições de educação superior.

Também é uma ótima maneira de os futuros alunos embasarem melhor a sua decisão no momento de escolher em qual instituição estudar.

Quando a área desejada é Administração, fica fácil escolher, pois o curso da FIA tem a nota máxima, sendo considerada a melhor do Brasil na área.

É um sinal inequívoco de que os alunos que cursam Administração na FIA têm ótimos conhecimentos específicos e gerais.

Para saber mais, acesse a página do curso, deixe um comentário abaixo ou, então, entre em contato conosco.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *