Share, , Google Plus, Pinterest,

Posted in:

Coronavírus e o impacto nos negócios: como preparar sua empresa?

Coronavírus e o impacto nos negócios

Com a recente crise de saúde global que vivemos, muitos empreendedores se perguntam como lidar com o coronavírus e o seu impacto nos negócios.

O momento é complicado e, com razão, inspira a preocupação de empresários de todo o mundo na busca de caminhos para proteger a saúde da equipe ao mesmo tempo em que se procura manter as contas da empresa em dia.

A busca pela estratégia ideal para atravessar a crise tem despertado a preocupação de gestores de todos os setores de economia global, dos microempreendedores individuais até os grandes negócios multinacionais.

Nesse cenário, sobrevivem as organizações preparadas para lidar com os impactos da recessão e que fazem as escolhas operacionais acertadas, tendo o futuro em mente.

A ajuda nesse momento pode vir da informação, a partir da opinião de especialistas para aplicar em seu negócio as mais utilizadas e bem-sucedidas práticas corporativas.

Para saber mais sobre o assunto e conferir nossas dicas sobre como preparar sua empresa para a pandemia de Covid-19, continue a leitura.

A partir de agora, vamos abordar os seguintes tópicos:

  • Impactos da Covid-19 nos pequenos negócios
  • Impactos da Covid-19 nos grandes negócios
  • Impactos no empreendedorismo
  • Tendências e práticas corporativas mais utilizadas no mundo
  • Como preparar sua empresa para a pandemia Covid-19
    • Como proteger seus funcionários?
    • Como melhorar sua comunicação
    • Principais metas que precisam ser revistas diante da pandemia Covid-19
    • Como cuidar das finanças da empresa diante do coronavírus
    • Como lidar com os contratos corporativos?
  • 3 dicas extras para gestores na pandemia
  • Aproveite as medidas aprovadas pelo governo.

Para entender tudo sobre o coronavírus e o impacto nos negócios, acompanhe este artigo até o final. Boa leitura!

Impactos da Covid-19 nos pequenos negócios

Impactos da Covid-19 nos pequenos negócios
Impactos da Covid-19 nos pequenos negócios

Não dá para negar que a pandemia de coronavírus trouxe consequências para a economia e que elas já são sentidas nos mais diversos setores.

Por todo o país, 88% dos empresários de micro e pequenos negócios viram o seu faturamento cair durante o período de isolamento social.

As informações são da pesquisa “O impacto da pandemia do coronavírus nos pequenos negócios”, realizada pelo Sebrae no começo de abril.

A análise contou com uma amostra de 6.080 empreendedores de todo o país, que relataram uma perda média de 75% no faturamento mensal desde o início da crise.

Segundo os entrevistados, a situação financeira das empresas já não era boa mesmo antes da pandemia – 73% classificaram como razoável ou ruim –, mas tudo piorou depois do coronavírus.

O levantamento aponta ainda para o desconhecimento dos empreendedores sobre as medidas governamentais para proteger os pequenos negócios – 29% disse não conhecer e 57% apenas ouviu falar.

Outra pesquisa de grande relevância refere-se a gestão da mudança e a adaptabilidade de organizações e pessoas. Este tema é amplamente discutido há alguns anos em virtude de alterações tecnológicas e sociais ocorridas de forma acelerada desde a virada do século.

A FIA, a Cia de Talentos e a Xtrategie, uniram seus times para lançar a pesquisa Gestão de Pessoas na Crise da COVID-19. A pesquisa foi organizada em 7 temas de análise: (1) Legal e Regulamentar, (2) Home Office, (3) Saúde Física e Psicológica, (4) Responsabilidade Social Corporativa, (5) RH Estratégico, (6) Comunicação e (7) Impactos no futuro da gestão de pessoas

Impactos da Covid-19 nos grandes negócios

Impactos da Covid-19 nos grandes negócios
Impactos da Covid-19 nos grandes negócios

Não são apenas os pequenos empreendedores que lutam para superar os desafios da crise.

Alguns nichos do mercado, liderados por grandes empresas, devem figurar entre os mais afetados pelos impactos econômicos da pandemia nos próximos meses.

É o caso do setor hoteleiro, que depende diretamente da aglomeração de pessoas para se manter em funcionamento.

Enquanto, em algumas localidades o receio do público consumidor impede que os quartos de hotéis e resorts sejam preenchidos, em outras áreas do país, o avanço da pandemia fez com que os governos locais proibissem o funcionamento por medida de segurança.

Da mesma forma, empresas de transporte rodoviário e aéreo também devem sofrer com o número reduzido de pessoas circulando.

Aqui, também existe o fator da baixa demanda e, em alguns casos, a proibição sanitária de que essas empresas operem em viagens interestaduais e até mesmo intermunicipais.

O período é de incertezas e isso fica claro ao olharmos o valor das principais ações negociadas na B3, a bolsa de valores brasileira.

Desde o início do ano, o Ibovespa – índice que acompanha o valor das maiores empresas – apresentou uma queda acumulada de quase 35%.

Sobre o mercado financeiro, vale ler nosso artigo que aborda os efeitos da pandemia nos investimentos.

Impactos no empreendedorismo

Impactos no empreendedorismo
Impactos no empreendedorismo

De maneira geral, o empreendedorismo tem sofrido com as consequências trazidas pela pandemia de Covid-19.

Os efeitos da recente crise começam no cotidiano das empresas que, quase que do dia para a noite, viram suas lojas esvaziadas e os contratos de entrega severamente comprometidos.

A atual crise preocupa, principalmente por não apontar para um desfecho ou data-limite para que as atividades voltem ao normal.

Por hora, a recomendação oficial da Organização Mundial da Saúde (OMS) para que as populações de locais afetados fiquem em casa segue sendo a única alternativa para garantir a segurança dos trabalhadores e dos clientes.

Junto a isso, a redução de gastos segue sendo a alternativa para navegar por esse período onde a demanda por consumo estará reduzida no mundo todo.

Outra consequência das restrições de circulação é o atraso no processamento para abertura de novas empresas e emissão de alvarás de funcionamento.

Por conta da pandemia, diversas prefeituras tiveram que adaptar seus processos para atendimento remoto ou, então, redirecionar toda a demanda para os canais digitais.

Tendências e práticas corporativas mais utilizadas no mundo

Tendências e práticas corporativas mais utilizadas no mundo
Tendências e práticas corporativas mais utilizadas no mundo

A pandemia de Covid-19 mexeu com a vida de todos nós.

Por todo o mundo, pessoas precisaram adaptar suas vidas para uma rotina mais doméstica, reduzindo o tempo que passam em locais públicos e evitando a exposição sempre que possível.

Para muitos, a nova realidade significou trazer o escritório para dentro de casa.

O que vem sendo chamado de home office não é exatamente uma novidade, mas, ganhou espaço durante esse momento em que muitas empresas tiveram que fechar suas portas.

A liberação dos funcionários para trabalho remoto, porém, não foi a única adaptação que teve que ser feita nos últimos tempos.

Comércios de atacado e varejo do mundo todo que estavam acostumados a negociar apenas na loja física, viram-se obrigados a buscar soluções criativas para vender para o cliente direto da casa dele.

Nesse contexto, a internet tem ganhado ainda mais importância como um espaço para divulgação e venda de produtos, além de ser um ótimo canal para manter o relacionamento com a clientela.

Como preparar sua empresa para a pandemia Covid-19

Como preparar sua empresa para a pandemia Covid-19
Como preparar sua empresa para a pandemia Covid-19

A pandemia de coronavírus pegou todos de surpresa e tem deixado muitos empresários sem sono na busca de soluções para manter os negócios prosperando.

Passar por uma crise econômica nunca é uma tarefa fácil, mas existem algumas ações que podem ser feitas para se preparar para o que vem pela frente.

Abaixo, reunimos as principais dicas e pontos de atenção que o empreendedor precisa considerar nesse momento tão delicado.

1. Como proteger seus funcionários?

Nem todas as empresas têm a possibilidade de liberar sua equipe para trabalho remoto.

Em algumas áreas, como no comércio e na prestação de serviços essenciais, as atividades seguem com adaptações para se enquadrar nas normas de distanciamento.

Se esse for o caso do seu negócio, é imprescindível fornecer à sua equipe todo o suporte estrutural necessário, disponibilizando equipamentos de proteção e promovendo as adaptações no espaço de trabalho para garantir uma boa higiene respiratória.

Como garantir um ambiente seguro?

Um dos detalhes que faz do coronavírus tão grave e contagioso é a possibilidade de contágio a partir de um objeto ou superfície contaminada há algumas horas.

Por isso, empresas que continuam funcionando devem se redobrar a atenção para a limpeza do ambiente de trabalho.

A descontaminação pode ser feita com água e sabão e, quando isso não for possível, usando soluções de álcool 70%, hipoclorito de sódio, quaternários de amônio ou compostos fenólicos.

Como implementar o trabalho remoto?

Durante o período de isolamento social, muitas empresas têm apostado no trabalho remoto como forma de manter a produtividade mesmo sem ter a equipe toda reunida no escritório.

As alternativas de home office ou teletrabalho não são nenhuma novidade, mas ganharam vários novos adeptos nas últimas semanas.

A empresa que puder e quiser implementar esse modelo tem respaldo legal no artigo 75-B da CLT.

Para os aspectos práticos, ferramentas como Skype, Zoom, Webex, Google Meet (antigo Hangout) e Slack oferecem soluções multifacetadas para conectar a sua equipe e manter o fluxo de trabalho mesmo à distância.

Como garantir a segurança em viagens?

Dependendo do seu setor de atuação, talvez viagens façam parte da rotina de trabalho da sua equipe.

Se você ou algum dos funcionários precisar se deslocar nesse momento, é preciso ficar atento ao protocolo de segurança que esses eventos exigem.

Além da necessidade de utilizar máscaras e higienizar as mãos durante todo o percurso, é importante ter o cuidado de não apontar para a tarefa indivíduos que façam parte dos grupos de risco.

Fique atento também ao período máximo de incubação do vírus, que é de 14 dias, e procure manter o profissional isolado do restante da equipe durante esse período.

O que fazer se um funcionário apresentar sintomas de Covid-19?

Nesse momento, os cuidados com a saúde devem ser redobrados para garantir o bem-estar de quem está ao nosso redor e, também, contribuir para minimizar os danos da pandemia em escala global.

Portanto, sempre que um funcionário apresentar sintomas de Covid-19, é importante garantir a ele condições de distanciamento para que possa ficar em casa até que o quadro evolua ou os sintomas passem.

Toda cautela é pouca nesse momento, então, é melhor pecar pelo excesso do que expor sua equipe de maneira desnecessária.

2. Como melhorar sua comunicação

Outro ponto importante para atravessar esse momento da melhor maneira possível é garantir uma boa comunicação com a equipe de trabalho.

Crie mecanismos para se certificar de que a informação vai circular mesmo com a barreira do distanciamento social.

Procure atualizar os funcionários constantemente sobre os próximos passos da empresa e as medidas que estão sendo postas em prática para minimizar os impactos para os negócios.

Preparação e a reação

Em momentos de crise como o que vivemos hoje, metade do trabalho do gestor é de preparação e a outra metade é de reação.

Primeiro, o planejamento é o que vai garantir que você tenha um plano de ação sólido para lidar com o que vem pela frente de acordo com o que foi projetado por especialistas do setor.

Mas, como esse é um cenário sem precedentes, o empreendedor também precisa estar pronto para reagir às surpresas desagradáveis que inevitavelmente ainda devem surgir pelo caminho.

E tornar essa comunicação clara e transparente com todos os interessados é também um de seus compromissos.

3. Principais metas que precisam ser revistas diante da pandemia Covid-19

Você não vai encontrar quem não teve seus planos e metas para 2020 frustrados com o início da pandemia de Covid-19.

Na hora de rever seus objetivos para o ano, lembre-se de ser realista nas projeções e evitar movimentos desnecessariamente ousados.

Encontre consolo no fato de que estamos todos no mesmo desafio, e procure alternativas que foquem na estabilidade do negócio, deixando o crescimento para o pós-pandemia.

Marketing digital

Com a circulação de pessoas restrita, muitos empreendedores encontraram na internet um caminho eficaz e barato para divulgar seus produtos e fazer suas vendas.

Se usar os canais online não estava nos seus planos, é importante estar aberto a revê-los.

O marketing digital conta hoje com diversas opções que vão desde anúncios em redes sociais a criação de lojas online que ficam prontas em poucas horas.

Plataformas de delivery

Não é a toa que o volume de compras feitas por delivery no Brasil aumentou em 77% apenas nas duas primeiras semanas de quarentena.

Essa solução tem sido explorada por muitas empresas, que encontraram nos aplicativos o caminho para manter suas vendas durante o período.

Sistema de vouchers

Outra opção para aqueles que por hora não conseguem seguir atendendo seus clientes é o sistema de vouchers.

Aqui, o cliente compra o produto ou serviço e pode compensar o valor depois, assim que tudo voltar ao normal.

4. Como cuidar das finanças da empresa diante do coronavírus

O momento é de incertezas e, inevitavelmente, surgirão dúvidas na hora de cuidar das finanças da empresa.

A pandemia de coronavírus exige criatividade dos empreendedores para manter a saúde financeira da empresa em dia ao mesmo tempo em que garantem receita nos próximos meses.

Preserve o capital de giro

A pandemia encontrou no Brasil uma economia ainda em recessão, que aos poucos engatinhava para uma recuperação econômica.

Nesse cenário, muitas micro e pequenas empresas já se viam endividadas.

Para sobreviver ao período, esses empreendimentos precisam revisar suas contas, renegociando o que puderem e contendo os gastos para preservar o capital de giro nos próximos meses.

5. Como lidar com os contratos corporativos?

Uma boa forma de reduzir os gastos que vêm sendo utilizada por empresas no momento é a renegociação de contratos corporativos.

Boa parte dos bancos tem anunciado medidas que permitem ao empresário um maior prazo para pagamento das dívidas.

Questões trabalhistas

Sancionada no início de fevereiro, a Lei nº 13.979 determinou que as faltas de trabalhadores decorrentes da quarentena são justificadas e não podem ser descontadas do salário.

Para quem assim desejar, existe a possibilidade de decretar férias coletivas, suspensão de contrato de trabalho ou até mesmo a redução de jornada – conforme determinado pela Medida Provisória 936, publicada em 22 de março.

3 dicas extras para gestores na pandemia

3 dicas extras para gestores na pandemia
3 dicas extras para gestores na pandemia

Para fazer frente ao coronavírus e seus impactos, além das medidas que conferiu nos tópicos anteriores, veja três dicas extras que precisam fazer parte do seu planejamento:

1. Entenda seu papel

Antes de se desesperar, achando que não vai conseguir honrar seus compromissos, respire fundo e se pergunte qual é o seu papel durante esse período.

As restrições existem por um motivo e, se o seu negócio não faz parte da lista de serviços essenciais, de nada adianta insistir em manter as portas abertas.

Preservar a vida da sua equipe e da sua clientela, nesse momento, é o objetivo principal – e qualquer iniciativa que contrarie isso é uma péssima estratégia de negócios.

2. Mantenha-se bem informado

Quem deseja oferecer uma boa liderança em tempos em crise, precisa se manter informado sobre o andamento da pandemia pelo mundo e também em sua região.

Procure informações sobre o coronavírus em órgãos oficiais como o portal da OMS ou a página do Ministério da Saúde para evitar cair nas correntes e boatos propagados na forma de fake news.

Para se manter atualizado quando a linhas de crédito e questões trabalhistas, você pode ficar buscar informação em instituições de apoio ao empreendedorismo, como o Sebrae.

3. Lidere pelo exemplo

De nada adianta consumir informações sobre o andamento e as recomendações para se prevenir do coronavírus se, no dia a dia, você não coloca essas ações de prevenção em sua rotina.

Um bom líder é aquela que orienta sua equipe, mas que também é capaz de liderar pelo exemplo, apresentando o comportamento que gostaria de ver nos demais trabalhadores.

Por isso, certifique-se de usar equipamentos de proteção – como máscaras e luvas – sempre que o isolamento for quebrado e você precisar reunir a equipe ou encontrar com um cliente.

Aproveite as medidas aprovadas pelo governo

Aproveite as medidas aprovadas pelo governo
Aproveite as medidas aprovadas pelo governo

Anunciado em abril, o pacote de medidas propostas pelo governo para o período de pandemia inclui o adiamento da cobrança de impostos para pessoas jurídicas.

O governo destacou ainda a criação de uma linha de crédito para empresas pequenas e médias pagarem o salário de seus funcionários durante a crise.

Para passar mais tranquilo por esse período, não deixe de conferir as medidas que já têm validade e aquelas que ainda devem ser aprovadas pelo Congresso Federal nas próximas semanas.

Conclusão

Vivemos hoje uma crise global sem precedentes.

O que começou como uma epidemia isolada no outro canto do mundo, se espalhou em poucos meses e chegou ao Brasil com força avassaladora.

Os efeitos da pandemia já são sentidos por toda a parte e especialistas indicam que, por aqui, o pior ainda está por vir.

Em meio a tantas incertezas e preocupações, o empresário deve estar preparado para cortar os gastos e garantir o mínimo de produtividade para que os negócios sobrevivam aos próximos meses.

A jornada será difícil, mas seguir as recomendações de autoridades e dicas de especialistas é o único jeito de garantir que sairemos dessa o mais rápido possível.

Aqui, no blog da FIA, você encontra conteúdos úteis para gerenciar sua empresa.

One Comment

Leave a Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *