estudar para o vestibular

22 abr 19

Afinal, quando começar a estudar para o vestibular?

Powered by Rock Convert

Saber quando começar a estudar para o vestibular é uma dúvida comum entre os vestibulandos. O caso é que muitos, no momento de prestarem o exame para ingressar na faculdade, acabam pensando “gostaria de ter me preparado por mais tempo!” — e é claro que, já naquela hora, não há muito o que ser feito, não é mesmo? Foi justamente pensando em evitar que você passe por essa situação que preparamos este post!

A verdade é que não há um tempo exato definido para tanto. O ideal é que você comece a se preparar durante todo o ano anterior ao vestibular, dedicando-se bastante desde o início e montando uma rotina de estudos. Caso ainda esteja na escola, não se preocupe. Organizando o seu tempo, é perfeitamente possível estudar para o exame nos períodos em que não estiver em aula. Como? Veja a seguir!

Monte uma rotina de estudos

Adotar e manter uma rotina consistente de estudos é definitivamente o primeiro passo para conseguir bons resultados no vestibular — e em qualquer outra prova que você venha a prestar. Para isso, comece definindo a quantidade de horas por dia que você poderá estudar

A partir daí, é possível montar um cronograma de estudos realista e condizente com o seu cotidiano. Organize a quantidade de horas disponíveis para todas as disciplinas cobradas e estabeleça em quais dias você estudará cada uma. Isso contribui para que o vestibulando se mantenha centrado e direcione seus esforços para aproveitar o tempo ao máximo.

Adote as melhores técnicas de estudos para o seu caso

Após montar um bom cronograma, é importante compreender as melhores formas de fixar os conteúdos estudados. É claro que um bom aprendizado está relacionado à dedicação do vestibulando para fortalecer o conhecimento, mas como saber se o cérebro está realmente assimilando tudo aquilo que está sendo lido ou praticado?

É por isso que existem alguns métodos de estudos — alguns deles, inclusive, cientificamente comprovados — que podem ser bastante úteis ao estudar para o vestibular. Reunimos alguns deles a seguir. Veja!

Fazer resumos

Os resumos (também conhecidos como fichamentos) são boas formas de guardar bem o conteúdo. Isso também vale para as anotações. Aqui, no entanto, não estamos falando apenas em grifar e transcrever as partes mais importantes dos textos e exercícios, mas, sim, de reescrevê-los com suas próprias palavras. Assim, você tem a certeza de que compreendeu aquelas informações de fato, tornando o aprendizado eficiente.

Revisar

As revisões são excelentes para fixar o material estudado. Lembre-se, no entanto, de que as principais informações que lemos são perdidas pelo cérebro nas primeiras 24 horas — é o que os especialistas chamam de “curva do esquecimento“, que mostra o quanto de informações o cérebro humano é capaz de reter com o passar do tempo

Sendo assim, revisar qualquer aprendizado durante esse período é o mais recomendado, de preferência, fazendo resumos, como vimos anteriormente.

Técnica Pomodoro

Criada desde 1980, a técnica Pomodoro vem sendo utilizada desde então por trabalhadores e estudantes de todo mundo. No geral, a metodologia se baseia na divisão do trabalho (ou estudo, neste caso) em blocos de 25 minutos. Isso melhora a agilidade e o foco do cérebro. Para segui-la, adote os seguintes passos:

Powered by Rock Convert
  • liste todas as tarefas a serem realizadas (tendo como base o seu cronograma de estudos, por exemplo);
  • programe um despertador para 25 minutos;
  • escolha uma tarefa na lista, de acordo com a sua prioridade, e realize-a sem se distrair;
  • quando o despertador apitar, faça uma pausa de 5 minutos;​
  • terminada a tarefa, elimine-a da lista e dê início à próxima;
  • a cada quatro blocos de tempo, a pausa começa a ser de 30 minutos.

Treine com provas, simulados e demais materiais

É extremamente importante praticar o conteúdo, especialmente porque você deverá colocá-lo em ação durante a prova de vestibular, certo? Essa é uma estratégia eficaz tanto para assimilar os assuntos quanto para testar o seu conhecimento, certificando-se de que você realmente compreendeu as informações e fórmulas estudadas.

Além dos livros e apostilas que você já utiliza, é possível ir além e encontrar na internet simulados, provas de vestibulares anteriores e exercícios dos mais variados tipos. Há muitos sites que disponibilizam materiais gratuitos de qualidade. Para tanto, vale a pena ingressar em alguns grupos criados em redes sociais com o objetivo de trocar fontes de estudos, por exemplo.

Estude sempre em um local calmo e organizado

Além de todas as dicas dadas até então, é fundamental redobrar a atenção quanto ao local escolhido para realizar os seus estudos. Isso porque diversos fatores relacionados a esse ambiente podem desviar o seu foco e concentração, como desorganização, barulhos de televisão etc. O ideal é reservar um canto específico da casa em uma área tranquila, bem iluminada e silenciosa.

Além disso, uma estratégia essencial é desligar (ou ao menos silenciar) qualquer dispositivo eletrônico, especialmente os smartphones. Sabemos o quanto receber uma notificação de mensagem é algo tentador, por isso mesmo, no momento de estudar, não deixe que isso sirva como um convite para a distração.

Mantenha-se sempre atualizado

Aqui vai uma regra de ouro para todo vestibulando: mantenha-se atualizado sobre os acontecimentos do momento, tanto no Brasil quanto ao redor do mundo. Aliás, não pense que esses conhecimentos serão apenas necessários na redação. A verdade é que cada vez mais as provas e exames como o Enem visam abordar questões globais recentes, procurando fazer conexões com as disciplinas regulamentares.

Justamente por essa interdisciplinaridade, as atualidades podem cair em questões de qualquer matéria no vestibular — até mesmo nas de ciências exatas. Por isso, atente aos principais portais de notícias, leia bastante e procure sempre refletir sobre esses temas.

Respeite os seus limites

Estudar para o vestibular não é uma tarefa simples, mas isso não significa que você deva abdicar completamente de seu bem-estar para conseguir bons resultados. Sendo assim, respeite os seus limites.

Estudar em casa, por exemplo, não significa passar noites e mais noites em claro em cima de apostilas pensando que, somente assim, o conteúdo será fixado completamente. Acima, demos dicas excelentes de como assimilar o aprendizado sem precisar fazer isso.

O vestibulando precisa saber organizar os seus momentos dedicados aos estudos, ao descanso e até mesmo ao lazer, montando uma rotina que deve ser seguida regularmente. Aqui, cabe também destacar que as pausas durante as sessões de estudo são ideais para melhorar o rendimento, impendido que você se desgaste.

Esperamos que, com este post, tenhamos respondido a sua dúvida sobre quando começar a estudar para o vestibular. Entenda que não há segredo algum, muito menos uma única fórmula mágica. Com bastante organização, foco e dedicação aos conteúdos, você certamente conseguirá um excelente desempenho no exame e começar a tão sonhada graduação.

Gostou das dicas que compartilhamos no post? Caso tenha restado qualquer dúvida sobre o tema, que tal entrar agora mesmo em contato conosco? Estamos prontos para conversar com você!


Voltar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *