Ensino a distância: reaprendendo a aprender

02 dez 20

Ensino a distância: reaprendendo a aprender

O ensino a distância (EaD) é um conceito que já vinha ganhando proeminência nos anos recentes, mas que se disseminou de maneira inédita no ano de 2020.
A urgência de encontrar soluções produtivas de ensino diante de uma epidemia global levou instituições educadoras dos mais variados perfis a adotar ferramentas de ensino a distância, com níveis heterogêneos de desenvoltura e sucesso.
A adesão ao ensino a distância tem levantado novas oportunidades de ensino e ventilado discussões sobre benefícios e desvantagens desses arranjos. De fato, a educação remota tem hora, lugar e maneira apropriados de aplicação – que são os enfoques deste artigo.

Qual é a inovação possível na sala de aula?

25 nov 20

Qual é a inovação possível na sala de aula?

Num contexto em que pelo menos 116 milhões de brasileiros e mais da metade da população mundial têm acesso à internet, as possibilidades pedagógicas inovadoras não são mais apenas um complemento interessante, mas sim uma necessidade educacional.
A inovação em sala de aula pode assumir dois aspectos. O primeiro deles tem a ver com o desafio dos professores de surpreender os alunos e prender sua atenção. Nesse sentido, as novidades tecnológicas fazem parte do processo inovativo, materializando-se em produtos, processos e serviços.
O segundo aspecto inovador possível está ligado à maneira de professores e alunos se relacionarem em sala, a fim de lecionar o conteúdo programático com a devida eficiência. A elaboração de métodos pedagógicos está ligada a esse segundo aspecto, e são esses métodos que permitem o uso ideal das tecnologias (contidas no primeiro aspecto) em prol do ensino.

Game-based Learning

18 nov 20

Os jogos educacionais funcionam?

Em um mundo que oferece cada vez mais possibilidades de conexão e interatividade, por que não tornar o ensino mais dinâmico, leve e divertido? A metodologia de aprendizado baseado em jogos, também chamado “game-based learning” (ou GBL), explora esse potencial de ensino.
Essa é uma abordagem que vem ganhando destaque em salas de aula e em outros contextos instrutivos, entre pessoas de diversas faixas etárias.
O aspecto interativo dos jogos é útil para essa finalidade porque eles têm um caráter lúdico e desafiador, capaz de despertar a curiosidade dos participantes. Além dessa criação de interesse, que é fundamental para começar qualquer aprendizado, jogos também podem estimular a concentração e fomentar uma competição saudável.

Estudos de caso

11 nov 20

Estudos de caso: conheça suas múltiplas aplicações

O medo de falhar é o que leva muitas pessoas a deixar de fazer coisas importantes na vida pessoal e profissional. Alcançar grandes objetivos sempre traz percalços e é importante ser capaz de assumir alguns riscos para isso. Por outro lado, quem tenta executar seus planos e insiste em cometer erros desnecessários age de maneira pouco racional.
Ouvir e compartilhar experiências de sucesso analisadas de maneira sistemática é uma ótima maneira de evitar esses erros e concentrar energia nos percalços inevitáveis.
Por isso, a apresentação de estudos de caso – também conhecidos como “cases” de sucesso – é uma maneira comum de oferecer a espectadores uma referência para inspiração ou para servir de ponto de partida a projetos similares ao apresentado.

Feeling

04 nov 20

Por que usar o “feeling” para tomar boas decisões profissionais?

Qual seria o valor de um tomador de decisões capaz de fazer escolhas assertivas com base na própria intuição? Alto, no atual ritmo em que os negócios são feitos – que é rápido.
O “feeling” é essa intuição. Literalmente, significa sentimento ou sensação. No contexto da tomada de decisões, é uma impressão baseada na vivência pessoal sobre o caminho a ser tomado rumo a um certo objetivo.
Nessa primeira delimitação já fica claro que se trata de algo baseado em experiência, e não uma “cutucada” sobrenatural ou uma adivinhação soprada no vento.
Esse tipo de habilidade, que combina emocional e racional, pode beneficiar lideranças e empregados a tomar decisões, conforme argumentamos neste artigo.

O que, afinal, é a Sociedade 5.0?

28 out 20

O que, afinal, é a Sociedade 5.0?

Inteligência artificial, redes de alta velocidade, big data e a comunicação entre máquinas são tecnologias que, em alguma medida, já estão presentes em nossas vidas.
No entanto, o potencial de desenvolvimento delas ainda é muito grande. Tão grande que um uso bom, racional e coordenado dessas técnicas pode trazer benefícios evolutivos imensos para a vida em sociedade.
Uma proposta de modelo de organização social que usa essas ferramentas para criar soluções para necessidades humanas é a Sociedade 5.0.