habilidades de um administrador

18 mar 19

As 6 habilidades de um administrador que você precisa desenvolver

Planejar é fundamental. Isso porque envolve conhecer bem o contexto no qual a empresa está inserida, determinar objetivos e metas para curto, médio e longo prazo e mapear todas as variáveis que podem afetar negativamente o resultado (riscos) e aquelas que podem ser benéficas (oportunidades). Em um cenário em que os negócios buscam se tornar cada vez mais competitivos ao otimizar os ganhos, reduzir os gastos e promover maior eficiência do negócio, é natural que as mais altas competências e habilidades de um administrador sejam requeridas.

E, é claro, todos possuem pontos fortes e fracos. Enquanto algumas virtudes profissionais se manifestam desde cedo, de acordo com as habilidades interpessoais de cada um, outras requerem maior desenvolvimento e atenção.

Mas não há motivos para alarde. Ao acompanhar este post, você terá uma noção das habilidades de um administrador de sucesso, conhecerá aquelas consideradas as mais importantes e a razão de serem tão úteis para as empresas. Confira e procure exercitar cada uma delas!

1. Comunicação clara

Como não poderia deixar de ser, entre as mais relevantes habilidades de um administrador, promover uma boa comunicação é, talvez, a maior delas. Seja ela manifestada na forma escrita, verbal ou gestual.

Afinal, o modo com o qual o gestor desenvolve a sua comunicação em muito reflete no entendimento da equipe, na adesão ao que é proposto e no relacionamento com os diferentes níveis da empresa. Ou seja, exercer uma comunicação clara otimiza o tráfego de informações, contribui para um clima organizacional melhor e otimiza as ações do gestor e das equipes envolvidas.

Para ilustrar, o administrador tem papel similar ao de um equipamento GPS, já que deve definir não apenas o destino, mas principalmente a trajetória que deve ser percorrida para alcançá-lo. E, no caso desse profissional, a principal ferramenta para esse fim é a comunicação.

Para isso, entre as habilidades de um administrador que são esperadas na área de comunicação, cabe destacar a capacidade de se expressar de forma clara e persuasiva para interagir do modo mais produtivo possível com todos os envolvidos. Dessa forma, é capaz de convencer acionistas, acordar melhores preços com fornecedores, conquistar clientes e cativar os colaboradores.

Por isso, se você deseja exercer uma gestão melhor, a comunicação é um ótimo ponto de partida. Por exemplo, um bom começo seria o gestor avaliar as palavras que usa, a entonação quando se refere a uma determinada pessoa ou trata de determinado tema e, a partir daí, analisar se essa postura está ajudando ou prejudicando nos resultados.

2. Desenvolvimento de pessoas

É impossível pensar numa empresa, não importa o ramo em que atue ou nicho de mercado, e não pensar nos colaboradores envolvidos. Afinal, por melhores que sejam os líderes, eles nada podem fazer sem uma equipe competente. Isso explica a necessidade de ser capaz de desenvolver pessoas e talentos. Com isso, os resultados do negócio são potencializados, se conquista maior engajamento dos colaboradores e se cultiva um ambiente de trabalho mais agradável.

Não importa se atualmente as organizações estão mais horizontais, fazendo com que os gestores atuem, pontualmente, em níveis mais baixos. Ainda assim, os líderes continuam dependendo do pessoal operacional para alcançar aquilo que desejam. Por isso, entre as habilidades de um gestor, mostrar ser capaz de desenvolver seus subordinados, ajudá-los a crescer tecnicamente e também movê-los a atuar com excelência é importantíssimo.

Afinal, mais do que um chefe, o administrador precisa agir como um verdadeiro mentor: deve ser capaz de apresentar uma ideia, projeto, meta ou objetivo; cativar os envolvidos; incentivar a autonomia delegando tarefas e acompanhar e estimular o desempenho de cada um.

Desse modo, ao longo dos projetos, o gestor alcança não apenas aquilo que deseja enquanto resultado, mas, sobretudo, consegue formar uma equipe cada vez mais preparada e competente.

3. Atualização permanente

Um bom administrador é aquele que se mantém em constante atualização. Isso porque é natural que os métodos eficientes de agora não sejam os mais adequados para atingir os objetivos de amanhã.

Por isso, mais do que um diferencial curricular, a atualização permanente é crucial para que o gestor seja capaz de atender às necessidades do negócio que administra. E existem os mais diferentes meios para alcançar esse fim: por meio de pesquisas na Internet, consulta a fontes confiáveis e investimentos em cursos regulares para melhorar a performance profissional.

Não é à toa que as organizações priorizam a contratação de líderes que apresentam não só relevante experiência profissional, mas também uma sólida e constante atualização, evidenciada por cursos e certificações.

4. Planejamento

Umas das habilidades de um administrador que são intrínsecas da profissão é a capacidade de planejar. O ganho com um bom planejamento é muito evidente. Ele pode ser observado, principalmente, em países como o Japão, Alemanha e Estados Unidos, onde existe uma cultura de planejamento bem solidificada.

Planejar é fundamental. Isso porque envolve conhecer bem o contexto no qual a empresa está inserida, determinar objetivos e metas para curto, médio e longo prazo e mapear todas as variáveis que podem afetar negativamente o resultado (riscos) e aquelas que podem ser benéficas (oportunidades).

Tamanha é a importância que o planejamento exerce no sucesso de uma companhia que a ausência dele é uma das principais razões para a falência, subutilização de recursos e desperdício de capital das empresas brasileiras. E nem é preciso estatística para se chegar a essa conclusão, afinal, um empreendimento que abre as portas e fecha em poucos anos ou que não dá lucro só pode ser resultado de falta de planejamento.

5. Análise de dados

Paralelamente à capacidade de planejar, é preciso saber interpretar dados estatísticos e indicadores, realizar cálculos e estimativas de tempo e custo.

Isso porque a tomada de decisão deve se basear em dados objetivos, não em especulações ou meras opiniões. Do contrário, a empresa ficaria totalmente vulnerável aos concorrentes e oscilações do mercado.

Portanto, uma das habilidades de um administrador de sucesso consiste em ser capaz de analisar números. E não se trata apenas de interpretar um balanço patrimonial ou estruturar o fluxo de caixa, mas sim enxergar além do que esses números demonstram. 

Por exemplo, os melhores gestores sabem bem o melhor momento de investir, a forma de fazê-lo, as iniciativas mais certeiras para a redução de gastos, as melhores estratégias para potencializar os lucros etc. E tudo isso apenas ao analisar números gerados pela empresa e coletados no mercado.

6. Atuação estratégica

Como é de se esperar, um líder não pode se acomodar a um determinado contexto, mas sim manter-se atento às oscilações de mercado, ser criativo e enxergar oportunidades de maneira visionária. Ou seja, é preciso observar como se comportam os clientes, se há potenciais de melhoria nos processos internos da organização e estudar novas formas de elevar a eficiência do negócio.

Por exemplo, uma fabricante de massas pode aproveitar um incentivo fiscal e reduzir seus gastos com insumos; uma empresa de consultoria pode diversificar seu nicho de atuação ao identificar um campo similar ao que atua; uma companhia de manutenção pode enxergar a possibilidade de fazer a locação de parte de seus equipamentos.

Ao cultivar essa postura estratégica, a empresa alavanca seus resultado, fica menos exposta às ameaças de concorrentes e é capaz de enfrentar com vigor contextos de crise.

Agora que você já sabe quais são as 6 principais habilidades de um administrador, aproveite para nos seguir nas redes sociais e ficar por dentro de conteúdos como este! Estamos no Facebook e no LinkedIn.

Powered by Rock Convert

Voltar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *